Resenha: Maré Congelada (Morgan Rhodes) - A Queda dos Reinos - Livro #04

segunda-feira, 22 de agosto de 2016



Título: Maré Congelada
Autor: Morgan Rhodes
Edição: 1
Editora: Seguinte
ISBN: 9788565765954
Ano: 2016
Páginas: 440
Tradutor: Flávia Souto Maior



Sinopse: As disputas pela Tétrade, quatro cristais mágicos capazes de conferir poderes inimagináveis a quem os encontrar, continuam. Amara roubou o cristal da água, Jonas conseguiu o da terra, Felix enganou os rebeldes para ficar com o cristal do ar, e Lucia está com o do fogo. Mas nem todos sabem como ativar a magia da Tétrade, e apenas a princesa feiticeira conquistou poder até agora, aliando-se ao deus do fogo que libertou de seu cristal. Gaius, o Rei Sanguinário, também não desistiu de encontrar os cristais. Ele está mais sedento por poder do que nunca, especialmente agora que não conta mais com a ajuda da imortal Melenia nem com o apoio de Magnus, o herdeiro que o traiu para poupar a vida da princesa Cleo. Para conquistar todo o mundo conhecido, Gaius resolve atravessar o mar gelado até Kraeshia, e tentar um acordo com o imperador perverso de lá. No caminho, o rei vai encontrar muitas dificuldades e inimigos, como Amara, princesa de Kraeshia, que tem seus próprios planos para conquistar o poder.


[Semana Especial PAX] Amizade? Amizade! Dicas de livros que falam sobre Amizade

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Olá pessoal! 

Este é o primeiro post da #SemanaEspecialPax da Editora Intrínseca. O livro Pax é um livro sobre a amizade verdadeira entre Peter e Pax, uma raposa. 




Peter e sua raposa são inseparáveis desde que ele a resgatou, órfã, ainda filhote. Um dia, o inimaginável acontece: o pai do menino vai servir na guerra, e o obriga a devolver Pax à natureza. Ao chegar à distante casa do avô, onde passará a morar, Peter reconhece que não está onde deveria: seu verdadeiro lugar é ao lado de Pax. Movido por amor, lealdade e culpa, ele parte em uma jornada solitária de quase quinhentos quilômetros para reencontrar sua raposa, apesar da guerra que se aproxima. Enquanto isso, mesmo sem desistir de esperar por seu menino, Pax embarca em suas próprias aventuras e descobertas.
Alternando perspectivas para mostrar os caminhos paralelos dos dois personagens centrais, Pax expõe o desenvolvimento do menino em sua tentativa de enfrentar a ferocidade herdada pelo pai, enquanto a raposa, domesticada, segue o caminho contrário, de explorar sua natureza selvagem. Um romance atemporal e para todas as idades, que aborda relações familiares, a relação do homem com o ambiente e os perigos que carregamos dentro de nós mesmos.
Pax emociona o leitor desde a primeira página. Um mundo repleto de sentimentos em que natureza e humanidade se encontram numa história que celebra a lealdade e o amor.

Sim, é super verdade que Pax emociona a gente desde a primeira página. Assim que li o primeiro capítulo soube que este se tornaria um dos melhores livros que li desde Extraordinário. Pensando em Amizade, a proposta do post de hoje é indicar livros que falam de Amizade. Vamos lá?!



  • O Pequeno príncipe - Antoine de Saint-Exupéry 
Acho que comentar sobre o que fala O pequeno príncipe é meio desnecessário. Todo mundo conhece a história clássica do principezinho que só queria fazer um amigo. Um livro clássico, atemporal e sem restrições de idade. Um dos mais belos livros que já li sobre a importância do amor e da amizade. 


Ah gente, quem me conhece sabe que eu amo Extraordinário mesmo, puxo o saco mesmo, falo bem mesmo e que indico mesmo porque esse é um dos melhores livros que já li na vida. Ele fala não só sobre amizade mas sobre diversos outros valores tão importantes quanto. Auggie tem uma deformidade facial e para algumas pessoas, isso pode ser um pouco difícil de lidar. Somente aqueles que te amam de verdade, seus verdadeiros amigos, não vão se importar com a sua aparência. Extraordinário fala de amor e respeito ao próximo, de amizade, lealdade, confiança e fé no ser humano. Nos mostra como um simples ato de gentileza pode mudar a vida de uma pessoa. E também que uma simples olhada torta pode culminar em algo muito ruim. Mesmo que uma pessoa seja diferente devemos tratá-la normalmente, pois tudo que ela quer é apenas ser normal. E August é assim, apesar de ser fisicamente diferente, ele só quer mostrar que é um garoto normal, que é fã de Star Wars e gosta de ciências, como eu ou como você! O mais legal é que no final, é notável a evolução de todos os personagens, sem excessão, não somente do August, mas como dos pais, irmãs, amigos e até do diretor da escola. O discurso do Sr. Buzanfa na formatura foi lindo e eu chorei. Ah, adorei os preceitos do Sr. Browne!

Clássico da literatura inglesa, O jardim secreto conta a história de duas crianças solitárias que decidem restaurar um jardim proibido, cujo mistério remete a um acidente ocorrido anos atrás. O Jardim Secreto é uma história de amizade, fé, humildade e descobertas. Mary aprendeu muitas coisas quando se mudou para a mansão, se antes ela tinha até quem a vestisse e colocasse a comida na sua boca, agora ela tem que se vestir sozinha e se não quiser comer sozinha terá que ficar com fome. De repente ela percebe que essas coisas não são nada demais e ela até descobre que pode ser prazeroso. Mary que no inicio era uma criança detestável passa a tratar as pessoas melhor, conhece animais e passa a amá-los e de repente o leitor, que no início a detestava, se pega gostando da menina. A descoberta do jardim é como se fosse a descoberta de um novo mundo para Dickon, Mary e Colin. Os três descobrem diversos sentimentos ao encontrar o jardim secreto, Colin aprende a andar, o Sr. Craven aprende a sorrir e Mary aprende a chorar, ela nunca chorara antes. 

Este é um livro que fala da amizade de 13 amigas, que se reúnem todos anos e trocam biscoitos e histórias. Eu amei o livro, principalmente aquilo que ele mais destaca: que a vida não é fácil, mas fica muito menos difícil levá-la quando se tem amigos com quem contar. O livro é recheado de lições de vida e de trechos que te fazem pensar sobre algumas certezas e concluir que não há certezas, que tudo depende da alegria, da indecisão, da tristeza, enfim, do sentimento que você está experimentando. Alguns me marcaram, como lições mesmo. Por mais que elas não expressem o que eu penso, me serviu para entender como o próximo pode se sentir. 

É um livro que nos faz refletir sobre a vida, a morte, família, amizade, dinheiro, etc. Com certeza este não é o tipo de livro que se deva ler apenas uma vez na vida, definitivamente você deve marcar suas partes favoritas e/ou as partes em que você certamente aprendeu alguma coisa. O livro me fez querer encontrar amigas tão preciosas quanto Julia, Madeline e Hannah e ter um lugar aconchegante como a casa de chá de Madeline para me encontrar com elas, e juntas compartilharmos idéias malucas, sonhos e projetos, decepções. Coisas de amigas, e que embora você tenha ficado triste por algum motivo, logo percebe que deve ficar feliz só em saber que tem amigas que estão lá esperando e torcendo por você. A amizade deu-se de forma gradual, à base da conquista de confiança, de maneira que chegou um ponto em que as três tornaram-se inseparáveis. O pão da amizade foi um laço que as uniu para a vida toda. Definitivamente este livro deve ser passado adiante, assim como O pão da amizade. 

Bônus:

  1. A culpa é das estrelas - John Green
  2. Marley e Eu - John Grogan
  3. Harry Potter - J. K Rowling
  4. O menino do pijama listrado - John Boyne
  5. O senhor dos Anéis - J. R. R. Tolkien

Resenha: O ano em que disse SIM (Shonda Rhimes)



O Ano Em Que Disse Sim
Como Dançar, Ficar ao Sol e Ser Sua Própria Pessoa
Shonda Rhimes
R$ 26,33 até R$ 39,90
ISBN-13: 9788576849889
ISBN-10: 8576849887
Ano: 2016 / Páginas: 256
Idioma: português
Editora: Best Seller

Um livro motivador da aclamada e premiada criadora e produtora executiva dos sucessos televisivos Grey’s Anatomy, Private Practice e Scandal, e produtora executiva de How to Get Away with Murder.Você nunca diz sim para nada. Foram essas seis palavras, ditas pela irmã de Shonda durante uma ceia de Ação de Graças, que levaram a autora a repensar a maneira como estava levando sua vida. Apesar da timidez e introversão, Shonda decidiu encarar o desafio de passar um ano dizendo “sim” para as oportunidades que surgiam. Os “sins” iam desde cuidar melhor de sua saúde até aceitar convites para participar de talk shows e discursos em público. Além disso, Shonda deu um difícil passo: dizer sim ao amor próprio e ao seu empoderamento. Em O Ano em que disse sim, Shonda Rhimes relata, com muito bom humor, os detalhes sobre sua vida pessoal, profissional e como mergulhar de cabeça no “Ano do Sim” transformou ambas e oferece ao leitor a motivação necessária para fazer o mesmo em sua vida.

O ano em que disse SIM é o livro escrito pela autora Shonda Rhimes, mais conhecida como #Autora #De #Séries #Mais #Lacradora #Dos #Últimos #Tempos por motivos de: Greys’s Anatomy, Scandal e How to Get Away With a Murder #SóSeiSentir.

O nome do livro é bastante sugestivo porque é literalmente isso, o ano em que a Shonda resolveu dizer SIM para as coisas as quais ela jamais faria de livre e espontânea vontade, o ano em que ela resolveu mudar pra tentar ser feliz e pra se libertar de preconceitos que ela tinha em relação ao que era certo e ao que era errado... Esse ano, só pra deixar registrado foi 2014.

Bom, mas pra começo de história, vale deixar registrado que Shonda era uma pessoa bem negativa em relação a si, como profissional ela nunca se questionou, na verdade ela sempre soube o que queria ser, claro que ela não esperava ser a Lacradora de Vidas que ela é hoje, conhecida mundialmente, mas estava muito claro pra ela, desde o início, que ela queria escrever, contar histórias, dar vida a personagens emblemáticos. Mas, com relação a si como pessoa e como mãe, ela tinha muitas questões a serem resolvidas com ela mesma.

Eu fiquei espantada em alguns momentos do livro quando ela conta histórias pelas quais ela passou nas quais ela não tinha um pingo de confiança em si própria e daí eu fiquei: - oi? Como assim a SHONDA não ter confiança nela mesma, amor, você é a SHONDA, entendeu? A rainha da p*rra toda. Aquela que faz a gente querer colocar os personagens em uma caixinha e guardar pra sempre! Enfim, fiquei CHO-CA-DA.

Eu achei o começo do livro um pouco lento, mas é porque ela vai contextualizar a vida dela de como era antes dela ser famosa e tal, pra gente conseguir entender o porquê de certas atitudes e comportamentos dela em relação à vida dela mesmo, como mãe, amiga, profissional. Por vezes, você se impressiona com a falta de otimismo dela, o quanto ela pondera pra fazer alguma coisa e acaba no final não fazendo. Então o ano do SIM veio para quebrar as barreiras que a Shonda tinha contra ela mesma. E pensar que ela resolveu fazer isso por um simples comentário da irmã...

Mas esse fato deu um giro de 180º na vida da Shonda, ela resolveu mudar e acabou se descobrindo uma pessoa que podia fazer o que quisesse. Ela resolveu se impor mais como chefe, se tornou mais feliz no trabalho e com isso deixou as pessoas ao redor dela mais felizes também, decidiu ter tempo de qualidade para as filhas, para os amigos mais próximos e para a família, decidiu emagrecer e pasmem, ela perdeu 157 kg #passada, na verdade ela decidiu se permitir!

No geral o livro é legal e vai nos mostrar que a vida dos famosos nem sempre é aquele glamour que a gente pensa, na verdade, eles são gente como a gente, só que com mais responsabilidades, considerando que o mundo do show business cobra um preço muito alto pra que a fama se mantenha, e a Shonda vai nos contar um pouco no livro de como isso pode ser cruel.

Enfim, indico a leitura, achei a capa bem divertida, a diagramação é ótima e Shonda é Shonda não é mesmo? Quem é fã vai amar, por conhecer um pouco melhor sua “ídola”, e pra quem não é, leia que você irá gostar também, porque a leitura flui.

Por Jamille Moura

Resenha: Lembrança (Meg Cabot) - A Mediadora Livro #07

sexta-feira, 12 de agosto de 2016



Título: Lembrança
Autor: Meg Cabot
Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501071569
Ano: 2016
Páginas: 422


Sinopse: "Meg Cabot retorna com uma divertida e sexy continuação da saga de Suzannah Simon, a menina que via fantasmas... e os ajudava a passar para a luz Agora, mais velha e experiente, tudo que Suze quer é causar uma boa impressão no primeiro emprego desde sua formatura — e desde o noivado com o Dr. Jesse de Silva, ex-espírito e sua alma gêmea. Como não bastasse, um fantasma de seu passado resolve aparecer. E esse não é um espectro que ela possa mediar. Afinal, Paul Slater está bem vivo, milionário e, ainda por cima, é o novo proprietário da antiga casa de Suzannah. Aquela na qual conheceu Jesse. Isso não seria um problema se ela não tivesse acabado de descobrir que uma antiga maldição poderá transformar seu amado num demônio, caso seu antigo local de descanso seja demolido, como Paul pretende. Agora ela precisa dar um jeito em Paul, que a está chantageando sexualmente — isso mesmo... ou ela dorme com ele, ou perde Jesse —, enquanto tenta ajudar uma caloura assombrada por uma menininha muito poderosa...

Resenha: Pecados no Inverno (Lisa Kleypas) - As Quatro Estações do Amor - Livro #03

quarta-feira, 10 de agosto de 2016



Título: Pecados no Inverno
Autor: Lisa Kleypas
Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580415872
Ano: 2016
Páginas: 256
Tradutor: Maria Clara de Biase



Sinopse:Do quarteto de amigas, Evangeline Jenner é certamente a mais tímida. E se tornará a mais rica quando receber a herança de seu pai, acamado com tuberculose. Mas Evie não se importa com o dinheiro. Tudo o que deseja é estar ao lado do pai em seus últimos dias.Porém isso só será possível se ela puder escapar da casa dos tios que a criaram. E, para isso, sua única alternativa é casar-se – e rápido. Assim, ela foge no meio da noite para a casa do devasso lorde St. Vincent e lhe propõe casamento em troca de poder cuidar do pai.Para um aristocrata que precisa de dinheiro, essa é uma excelente proposta. Afinal, é difícil conquistar uma moça rica e solteira quando se tem a reputação de Sebastian – trinta segundos a sós com ele arruinariam o bom nome de qualquer donzela.Mas há uma condição na proposta de Evie: uma vez consumado o casamento, eles nunca mais dormirão juntos. Ela não será mais uma mulher descartada por ele com o coração partido. Se Sebastian realmente a deseja em sua cama, terá que se esforçar mais em sua sedução... ou entregar seu coração pela primeira vez na vida.Neste terceiro livro da série As Quatro Estações do Amor, Lisa Kleypas nos apresenta o relacionamento de duas pessoas muito diferentes, mas igualmente obstinadas. E dessa relação tão peculiar pode nascer um desejo impossível de conter e um sentimento forte demais para esconder. Quem disse que os cafajestes não podem amar?