Anna vestida de sangue (Kendare Blake) Anna #01

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Anna Vestida de Sangue
Anna # 1
Kendare Blake
R$ 24,60 até R$ 32,90
ISBN-13: 9788576864431
ISBN-10: 8576864436
Ano: 2016 / Páginas: 252
Idioma: português 
Editora: Verus

Cas Lowood herdou uma vocação incomum: ele caça e mata os mortos. Seu pai fazia o mesmo antes dele, até ser barbaramente assassinado por um dos fantasmas que perseguia. Agora, armado com o misterioso punhal de seu pai, Cas viaja pelo país com sua mãe bruxa e seu gato farejador de espíritos. Juntos eles vão atrás de lendas e folclores locais, tentando rastrear os sanguinários fantasmas e afastar distrações, como amigos e o futuro.
Quando eles chegam a uma nova cidade em busca do fantasma que os habitantes locais chamam de Anna Vestida de Sangue, Cas espera o de sempre: perseguir, caçar, matar. Mas o que ele encontra é uma garota envolta em maldições e fúria, um espírito fascinante, como ele nunca viu. Ela ainda usa o vestido com que estava no dia em que foi brutalmente assassinada, em 1958: branco, manchado de vermelho e pingando sangue. Desde então, Anna matou todas as pessoas que ousaram entrar na casa vitoriana que ela habita. Mas, por alguma razão, ela poupou a vida de Cas. 
Agora ele precisa desvendar diversos mistérios, entre eles: Por que Anna é tão diferente de todos os outros fantasmas que Cas já perseguiu? E o que o faz arriscar a própria vida para tentar falar com ela novamente?

Anna vestida de sangue conta a história de Cas Lowood, um garoto que caça fantasmas por aí, tipo o 
Sam e o Dean de Supernatural, sabem? Pois é, é mais ou menos daquele jeito. Ele recebe notícias de outros caçadores, tipo como o Bob e a Ellen de Supernatural fazem com os garotos Winchester. Cas perdeu o pai durante uma caçada e desde então anda de cidade em cidade, pelo país inteiro, procurando o fantasma que o matou. A mãe de Cas é uma espécie de Wicca, e eles não tem residência fixa. Cas sempre é o garoto estranho da escola que não fica tempo o suficiente para fazer amigos. Até que ele chega a uma cidade e buscando pelas lendas locais, ouve uma história curiosa sobre um fantasma chamado Anna que mata todo mundo que ousa entrar em sua casa.

Diz a lenda que, em 1958 uma garota chamada Anna desapareceu no dia de seu baile de formatura. A garota trajava um lindo vestido branco. Porém no outro dia acharam o corpo da menina, jogado entre arbustos, mas o vestido não era mais branco, estava vermelho. Ele fora tingido de vermelho por causa do sangue que escorreu de sua garganta aberta. E desde então ela é chamada de Anna vestida de sangue. E é CLARO que Cas faz o que? Vai até lá investigar! Só que curiosamente Anna poupa a vida de Cas, mas não antes de fazê-lo apanhar um pouquinho. Ninguém nunca conseguiu sair com vida da casa de Anna, mas Cas saiu e ele está determinado em saber duas coisas: por que ela não o matou, e quem a matou. 

Anna é um fantasma super cruel e violento. Se alguém ousar passar pela soleira de sua porta ela mata e desmembra o corpo do pobre infeliz que desafiou a veracidade da lenda. Kendare Blake não poupou detalhes no tocante às cenas de mortes. Ela descreve cada morte que Anna causa e pode dar arrepios no leitor mais sensível. No entanto, o plot tem várias falhas. 

A personagem Anna é intrigante, ela é super sinistra. Mas ao mesmo tempo que provoca arrepios na gente, ela causa pena também. Anna foi vítima de uma tragédia e um pouco depois da metade do livro já dá pra sacar o que aconteceu com ela. Cas é um personagem ok, não consegui morrer de amores por ele mas também não o detestei. O que me causou raiva/tédio foram alguns dos personagens secundários que ficaram muito forçados, e que se desaparecessem dali não fariam falta. Também achei que mesmo dentro do universo criado por Blake, faltou verossimilhança. Ah, por favor, que espécie de mulher que perde o marido numa caçada a fantasmas, continua se mudando com o filho (menor de idade) atrás de caçar fantasmas? Eu tinha internado esse moleque pra ele deixar de ser doido! hahaha 

Claro que como um YA sobrenatural tinha que ter o que??? Romance!!! Sim, tem romance mas não me fez suspirar. Eu curti mesmo foi a história da Anna. O final foi surpreendente e me deixou bastante curiosa para saber o que aconteceu depois de uma coisa que eu não posso contar! hahaha. Mas é sério, se você gosta de YA sobrenatural, acho que vai gostar de Anna dressed in blood. Só não vá esperando um romance lindo entre um garoto e uma fantasma nada camarada.

O livro é indicado para leitores de 12-18 anos, entretanto eu acho muito pesado para leitores de 12-14 anos. Tem cenas muito cruéis mesmo e que eu não esperava encontrar em um YA. A narrativa da autora é fluída, ela não enrola muito e dá pra ler rápido. A única coisa que não gostei foi do material brilhoso que encobre a capa, ele já chegou aqui em casa descascando nas orelhas, isso é bem chatinho. 

E aí, quem já leu esse livro? Comenta aqui com a gente o que você achou! :)

Resenha: Encrenca (Non Pratt)

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Encrenca
Non Pratt
R$ 26,91 até R$ 32,81
ISBN-13: 9788576864103
ISBN-10: 857686410X
Ano: 2016 / Páginas: 307
Idioma: português 
Editora: Verus

Quando o colégio inteiro descobre que Hannah Sheppard está grávida, ela tem um verdadeiro colapso. E quem está ao seu lado é Aaron Tyler, um aluno novo e o único garoto que não parece ter segundas intenções em relação a ela. Desejando compensar seus erros do passado, Aaron toma uma difícil decisão: ele se oferece para fingir ser o pai do bebê. E, temendo revelar quem é o verdadeiro pai, Hannah aceita.
Encrenca é a história de dois jovens que estendem a mão um para o outro quando todas as demais pessoas parecem lhes dar as costas. Em um período marcado por perdas, arrependimentos e esperança, os dois vão descobrir que nada se compara a encontrar o seu primeiro melhor amigo de verdade.
Este livro inteligente, por vezes comovente, por vezes engraçado, mostra que crescer pode ser complicado, mas é assim que se descobre o que realmente importa na vida.

Ô gente, sabe aquele livro que você olha pra capa, lê a sinopse e já sabe que vai amar? Encrenca é um desses. O début de Non Pratt traz um tema que eu sentia falta nos livros de hoje em dia: gravidez na adolescência. Gente faz tanto tempo que eu não leio nada sobre esse tema que nem lembro mais o último livro que li sobre. Mas vamos à Encrenca. 

Hannah tem 15 anos, está no colegial e só pensa em garotos e farras. Ela tem uma melhor amiga, Kate, que é tão safadenha quanto ela. A garota não tem uma fama nada boa na escola, tem fama de ser pegadora e fácil e quando ela descobre que está grávida e NÃO PODE revelar quem é o pai do bebê, a especulação cresce ainda mais pois todos acham que nem ela mesma sabe quem é o pai. E aí o que acontece? Todo mundo a abandona! Até quem ela julgava ser seus amigos. 

Aí tem o Aaron, garoto novo na escola, filho do professor de matemática de Hannah, aquele garoto que só quer passar despercebido pois já acha que atingiu sua cota de problemas e culpas em sua antiga escola. Para tentar se redimir do seu passado, Aaron se oferece para assumir o bebê de Hannah como sendo filho dele. 

Plot construído com sucesso. Encrenca é um livro que aborda um assunto tão atual e que deveria ser mais discutido, pois a vida sexual dos jovens está começando cada vez mais cedo. É uma história completamente verossímil e por muitas vezes me deixou enjoada e perplexa. Hannah com 15 anos já tem uma vida sexual mais ativa que a minha, com 29 anos. Rsrs. 

Encrenca toca em diversos temas neste livro e nos faz refletir sobre nossas escolhas, sobre quem são nossos verdadeiros amigos e sobre como o bullying, neste caso o cyberbulling, pode fazer mal a alguém, e também sobre estruturas familiares. Quando descobri quem é o pai biológico do bebê de Hannah, fiquei enojada e triste, até deu vontade de chorar. Mas não pense que o livro é um dramalhão! Não! Hannah é uma garota bem humorada e muito irônica. Apesar de ser apenas uma adolescente, ela lida muito bem com a sua condição e adquire um senso de responsabilidade impressionante. 

Aaron é muito fofo, ele é bem porrinha louca, mas é um fofo e quando todo mundo chutou a Hannah quando ela apareceu grávida, ele ficou ao lado dela. Quando tudo parecia estar perdido, ele se mostrou a luz no fim do túnel. Também tem Neville, um cara mais velho que se tona amigo de Aaron e que lhe dá muito apoio, tão ou mais que sua família. 

Ah gente, Encrenca não é um livro surpreendente e cheio de reviravoltas, é bem previsível, você até desconfia do pai do bebê quando ele entra na história porém a confirmação é bem chocante. O mais interessante desse livro é o quão sutil e delicada é a narrativa da autora para lidar com um assunto tão polêmico quanto gravidez na adolescência. Os pais não querem admitir que os filhos estão começando as suas vidas sexuais cada vez mais cedo e em vez de conversarem abertamente sobre o quão difícil é criar um bebê aos 15 anos, tentam ignorar a situação e tem aquele choque e revolta quando acontece. 

Foi uma leitura agradável e enriquecedora, mesmo para mim que já passei dos 15 já faz 15 anos Ha Ha Ha. E sim, é um livro que eu daria para uma jovem de 15 anos, pois a Hannah apesar de ter seus xiliques de adolescente, enfrenta o problema de cara e toma as rédeas da situação e quando ela segura o seu bebê, que eu não vou revelar se é menino ou menina hahaha pela primeira vez, é uma cena tão linda e tão emocionante que eu até fiquei com vontade de ter um. #brincadeeeeeira! Leiammm!!!




Resenha: O Cisne e o Chacal (J.A. Redmerski) Na Companhia de Assassinos - Livro #03

segunda-feira, 23 de maio de 2016



Título: O Cisne e o Chacal
Autor: J.A. Redmerski
Edição: 1
Editora: Suma de Letras
ISBN: 9788556510044
Ano: 2016
Páginas: 248


Sinopse: "Fredrik Gustavsson nunca considerou a possibilidade de se apaixonar certamente nenhuma mulher entenderia seu estilo de vida sombrio e sangrento. Até que encontra Seraphina, uma mulher tão perversa e sedenta de sangue quanto ele. Eles passam dois anos juntos, em uma relação obscura e cheia de luxúria. Então Seraphina desaparece. Seis anos depois, Fredrik ainda tenta descobrir onde está a mulher que virou seu mundo de cabeça para baixo. Quando está próximo de descobrir seu paradeiro, ele conhece Cassia, a única pessoa capaz de lhe dar a informação que tanto deseja. Mas Cassia está ferida após escapar de um incêndio, e não se lembra de nada. Fredrik não tem escolha a não ser manter a mulher por perto, porém, depois de um ano convivendo com seu jeito delicado e piedoso, ele se descobre em uma batalha interna entre o que sente por Seraphina e o que sente por Cassia. Porque ele sabe que, para manter o amor de uma, a outra deve morrer."


[LANÇAMENTOS] Harlequin Books

domingo, 22 de maio de 2016



Resenha: Onde está você (Tammara Webber) Série Entrelinhas #02

sábado, 14 de maio de 2016

Onde Está Você
Entrelinhas # 2
Tammara Webber
R$ 24,60 até R$ 30,93
ISBN-13: 9788576863878
ISBN-10: 8576863871
Ano: 2016 / Páginas: 307
Idioma: português
Editora: Verus

O segundo volume da série Entrelinhas de Tammara Webber. Embarque em mais esta história arrebatadora, que vai deixar você querendo muito mais!
Quando conheceu Emma Pierce no set de filmagem de seu último longa-metragem, Graham Douglas ficou imediatamente encantado, mas Emma era o objeto de desejo do superastro Reid Alexander. Graham fez o possível para não se apaixonar por ela, até que um encontro em Nova York dá a ele mais uma chance, e dessa vez ele decide arriscar. Emma sacrificou uma carreira promissora em Hollywood para levar uma vida comum. Ela acreditava já ter superado o que sentia pelos dois caras que disputavam seu coração na filmagem de seu último trabalho, até que o destino coloca Emma em uma cafeteria no meio de Manhattan com aquele de quem ela ainda sente saudade. Brooke Cameron sobreviveu aos três meses no set de filmagem com seu belo e arrogante ex-namorado, o garoto de ouro de Hollywood. Mais velha e sábia, ela agora pôs os olhos em Graham, um grande amigo, e só há uma coisa em seu caminho: Emma, a garota que ele não consegue esquecer. Reid Alexander é capaz de resumir a própria vida em uma única palavra: tédio. Ele não tem muito o que fazer além de entrevistas, sessões de fotos e o lançamento de seu último filme. Em busca de diversão, a última coisa que ele espera é se juntar à sua ressentida ex-namorada para atingir um objetivo comum: separar Graham e Emma. O jogo começou.

Esta resenha pode conter spoilers do primeiro livro.

Desde de Entrelinhas eu já sabia que iria me apaixonar pelo próximo personagem, que sabia ser Graham. Oh Jesus, a Tammara e essa sua mania de criar homens maravilhosos só em papel. Mas não se preocupem, apesar de eu ter tido um breve crush no Graham, nunca trairia o Lucas, por motivos óbvios. Ficou curioso para saber sobre meu caso de amor com o Lucas? Leia as resenhas de Easy e Breakable. ;)

Neste segundo volume temos nossos quatro personagens Graham Douglas, Emma Pierce, Reid Alexander e Brooke Cameron, envolvidos cada vez em mais tretas. O livro é narrado pelos quatro! Gente, juro que tenho medo desses múltiplos PoV's, mas a Tammara é maravilhosa e sabe como fazer isso para que a leitura não se torne cansativa e o melhor de tudo, todos os quatro são bem construídos psicologicamente que você conseguiria identificar mesmo se não tivesse tão claro. 

Emma já não é mais aquela trouxiane do primeiro livro, ela agora está bem mais forte e decidida. Ela quer ser feliz e vai lutar pela sua felicidade. Reid conseguiu melhorar um pouquinho desde Entrelinhas, observe que eu o odiava, achava ele bem escroto mesmo, mas neste livro ele está mais para paspalho mesmo. Graham dispensa comentários porque ele é a coisa mais linda e fofa e que dá vontade de pôr no colo e ninar até ele dormir. Sim, rasgo a seda mesmo pro Graham, e daí?! 
E a Brooke, deixei essa safada descarada por último porque olha... estou com tanta raiva dessa garota que não consigo mensurar. No primeiro livro eu médio fui com a cara dela, sabia que ela ia aprontar porque ela sempre teve esse jeito bitch de ser, mas aqui ela se superou. 

Emma e Reid estão prestes a lançar Orgulho Estudantil, uma releitura do clássico Orgulho e preconceito, mas contemporânea, onde farão par romântico e os estúdios querem que eles pareçam apaixonados na vida real, para gerar mais bafafá em relação ao filme. 
Brooke simplesmente se deu conta de que está apaixonada pelo seu melhor amigo, Graham, mas este está cada vez mais apaixonado por Emma, e os dois querem (e merecem) ficar juntos, então ela se aproveita disso para infernizar a relação (secreta) de Emma e Graham, pois sabe que Emma não está nada contente por ter que fingir estar apaixonada logo por Reid, com quem já tem um passado!  

E a demônia da Brooke faz o que? Ela vai se juntar a quem? Ao palerma do Reid para armar as piores tretas para separar o casal mais fofo de Hollywood! Gente, essa garota é um monstro. Na boa, ela merece se dar muito mal. Entrou pro meu top 5 de bitches literárias. 

Bom, eu adoro esse mundinho de celebridades e tretas e romances e tretas rs. Amo a narrativa da Tammara Webber e simplesmente adoro tudo que ela escreve. Achei Onde está você muito melhor que Entrelinhas, apesar de ser bem previsível, eu já sabia o que iria acontecer desde o começo, algumas atitudes e alguns personagens me surpreenderam e eu fiquei com uma cara meio ~ Oi?! Mas isso foi muito bom. A série será composta por 4 livros, tendo dois já publicados pela Verus. Espero que a Record continue comprando os direitos de tudo que a Tammara escreve porque ela é maravilhosa. 

Eu super recomendo a série Entrelinhas para quem está procurando uma leitura leve, engraçadinha mas que tem dramas e tretas, mas nada muito pesado. São livros para você se desligar, ler entre uma leitura acadêmica ou algo mais denso. São livros para relaxar numa tarde de sol ou num dia de chuva. Leia sem medo, tenho certeza de que se você gosta de livros românticos com essa pegada new adult que é uma delícia, dê uma chance para esta série. Mas comece por Entrelinhas!