Aceitação e Bullying + Selinhos Recebidos

terça-feira, 3 de maio de 2011

Olá pessoal, essa semana eu ganhei 2 selinhos de blogs suuuuuper bacanas que estão por aí, o primeiro foi do Joe do blog Escrevendo aos Pouquinhos e o segundo foi da Babi do blog Revolucionando geral

Todo mundo sabe qual o significado do selinho né? É a interação entre os Blogs para que tenhamos uma blogosfera diversificad, divertida e principalmente e unida.

O Selinho que veio da Babih é original do blog Um universo fantástico, para conhecê-lo, clique no selinho!

Primeiro vou mostrar o selinho da Babi que é um muito fofo e eu amei de verdade!


Babih muuuuuito obrigada mesmo pelo selinho, eu amei de paixão e adoro seu blog!

Agora vem o selinho do Joe que tem uma proposta um pouco diferente.

O selo se chama BORN THIS WAY e foi inspirado no episódio 18 da segunda temporada do seriado GLEE, cujo tema foi Aceitação e Bullying. O selinho representa uma forma de expor ao mundo quem você realmente é e que você precisa se aceitar do jeito que é, pois Deus te fez perfeito (a) aos olhos dele, então, seja feliz sendo você mesmo (a). 

Todo mundo já passou por isso em algum momento da vida, correto? 

Ou você praticou ou você sofreu essa agressão chamada Bullying. 

Pra quem não sabe ainda o que é Bullying vou explicar mais ou menos aqui: É uma forma de agressão física ou verbal a um indivíduo sem que este possa se defender.
Gente isso é uma coisa muito séria. Esse tipo de atitude pode causar danos irreparáveis a uma criança/adolescente, podendo até mesmo levar ao suicídio.

Recentemente houve um caso de um garoto australiando, Casey Heynes, de 15 anos que sofreu bullying a vida toda e ele diz que o pior momento da vida dele foi quando pensou em se suicidar. Essa parte mexeu comigo, pois ele diz que toda a "m#Rd@" ja estava sobre ele mesmo e que estava sozinho, não tinha ninguém. 

Abaixo segue uma super entrevista com ele e o vídeo que foi e é sensação na internet onde ele finalmente se cansa do bully e revida o ataque. Confiram a entrevista na íntegra pois é realmente muuuito interessante e emocionante.


Eu acredito que se alguém pratica o bullying é porque não esta contente consigo, é uma pessoa insegura e fraca. Quando você procura atingir as pessoas onde você acha que elas se sentem mais fracas você está inconscientemente admitindo que tem um problema que não aceita, algo em você o incomoda mas você não quer aceitar. 

Presenciei mesmo um caso de um rapaz que era super preconceituoso contra homossexuais, ele dizia abominar mesmo e xingava mesmo, sempre achei aquilo absurdo e extremamente exagerado da parte dele, quando um belo dia o vejo num pub fazendo o que? Adivinhem... pois é, aos beijos com outro cara! Estão vendo, o cara era gay e não queria admitir isso e tentava lutar contra sua homossexualidade maltratando os gays. 
Pra que isso meu povo?! Vamos acabar com o bullying pessoal! 

Por isso eu me aceito SIM exatamente do jeito que eu sou! Eu não me aceitava, eu sofri muito bullying SIM durante toda a minha infancia e adolescencia, eu tinha vergonha de falar mas hoje em dia nao tenho mais e voces querem saber as historias? Vou resumir aqui um pouco  pois acho que o post ja está grande demais... Pois bem, vamos lá...

Quando eu era pequena, na alfabetização as outras crianças me chamavam de vovó Zilda (lembram da família dinossauros? Aquela velha que ficava na cadeira de rodas) juro que até hoje não sei porque cargas d’água me chamavam daquilo, acho que era só pra serem malvadas mesmo e eu nunca revidei, só chorava muito.¬¬ 
Roubavam meu material escolar, quebravam meus lápis, riscavam meus cadernos e faziam coisas piores.

Depois no ensino fundamental implicavam comigo e me faziam chorar, logo meu apelido passou a ser chorona, pior foi num dia que uma menina que dizia que era minha amiga contou pro menino que eu gostava (e pra sala toda) que eu gostava dele, isso foi num dia que eu faltei e no outro dia todo mundo ficou rindo da minha cara! Inclusive o garoto... Nossa, eu queria morrer, passei uma semana sem querer ir pra aula!! 
(é o novooooooo, menino que eu gostava... aff...)

Recentemente eu tive um problema de saúde onde tive que tomar vários medicamentos que afetam meu sistema nervoso (e ainda tenho que tomar), que fazem com que minhas mãos fiquem tremendo levemente, então muita gente tira onda dizendo que eu tenho mal de Parkinson, eu realmente me sinto mal com isso.  

Então, se eu for contar tudo que já passei nessa vida eu literalmente poderia escrever um livro.

Para finalizar, vou parafrasear o Joe:

“Este selo servirá para você revelar as pessoas as coisas que você mais te envergonha em você. Aquilo que você não tem coragem de dizer, que reprime em seu coração fazendo você sofrer e a tornando uma pessoa totalmente diferente do que é. Então as regras para o selinho são:


  • Repasse o selinho para o máximo de blog que conseguir; (Vou deixar a critério de vocês blogueiros, pegarem ou não o selo ok?)
  • Link no post quem te indicou o selo;
  • Escreva pelo menos 3 coisas que te fez sofrer ou que ainda faz. 
 
1.   Acho que já citei aí as coisas que me fizeram sofrer e ainda fazem né? Então Joe obrigada pelo selo e acredite, foi muito importante pra mim expor tudo isso.

Beijos e espero que gostem do post e comentem!
2.      
3.     

10 Comentários:

Rafael K disse...

Cara, esse assunto de Bullying tá em bastante foco hoje em dia. E desde dias incontáveis que existe, que nunca tirou brincadeiras ou foi alvo de brincadeiras que tinham um certo toque ofensivo?
Mas também acho que cabe a cada um refletir cada caso. Pois como tava falando, quase todo mundo já foi alvo de Bullying, e nem por isso todos ficam traumatizados, não, você aprende a se expressar e dizer "Perae pô, esse sou eu". Dificuldades da vida são uma droga, ninguém as quer, mas ainda assim aprendemos lições fortes e muito válidas com elas. Ainda assim, não vamos desejar dificuldades.

BabihGois disse...

Isso é realmente sério. Eu já fui alvo desse tipo de brincadeira, melhor aluna da sala e sempre quietinha, e até hoje sou (odeio conversa paralela em sala de aula), mas, nem por isso dei uma doida, pois sempre minha mamis me incentivou,talvez haja uma falta de apoio dos pais também que muitas vezes não percebem a situação e o filho por vergonha não fala.
Muito legal esse selinho, parabéns dana, a postagem ficou muito show vou recomendá-la.

Bjuss
Babih

Mayara Pongitori disse...

"é o noooooooooovo..." KKKKKKKK ri mto. Só cearense fala isso.

Pois é, eu tb sofri bullying. Mas na infância não acho tão abominável, afinal, crianças não têm mta noção ainda; só que os pais devem ficar atentos a isso para apoiar a quem sofre e ao que age.

=**

Victor disse...

Esse negocio de "Bulin" é serio mermo!!
MUitas vezes tentava dormir e minhas irmãs bulinavam na parede ao lado do meu quarto com a rede fazendo zuada!!

e entre meus amigos eles Bulinavam no meu cabelo grande!!

agora minhas irmãs moram com meu pai e não tenho mais cabelo grande...meus amigos vem aki pra casa e ficam Bulinando em tudo...até bagunçar geral e eu ficar até tarde arrumando o meu quarto!!

kkkk

Mas é so ficar de boa e ŕocurar sempre se melhorar que um dia passa...



OU NÃO


KKKK!!


=D

Joe Silva disse...

Nossa, que super post =D!

É bem tenso e delicado esse assunto. Vc falou do bulliyngo como agressão verbal e fisica, mas esqueceu da virtual, que tbm é bem tensa. A pouco tempo agora teve akele lance com a Rebecca Black onde os internautas cairam escrachando e humilhando a garota só por causa de sua musica e em uma entrevista falou em como se sentiu mal em relação a isso.

E como vc deu o exemplo do carinha aí com os gays, o principal motivo para as pessoas praticarem o bulliyng é por inveja de pessoas que consegue alguma coisa na vida, ouq ue tem coragem de ser elas mesmo e/ou falta de coragem de assumirem. Então elas apelam a esses tipos de agressões...

E realmente, esse é um assunto pra livros, pois tem tanto a se falar disso que se empolgarmos, sem perceber acabamos escrevendo um livro ;D...

Tbm não entendi o lance da vovó, vc não parece nada com ela. E quanto as pessoas que implicam com vc, começa a dar uns pra tras nela que elas aprendem a ficar no lugar delas =D... Ah, e akele lance da Stephanye ñ falei por mal, só q qnd vi na hora me veio ela na mente, nem sei pq... axo q tô lendo demais e tá afetando alguns neurônios... hehe...

#NoBulliyng e #StopBulliyngNow =D!!!!

HUGS =D!!!!
#BlogEP

1º Passo Digital disse...

Dana, eu trabalho em escola e vivo diariamente a rotina escolar, com tudo que ela traz de bom e ruim.
Felizmente aqui na minha cidade a pratica do bullying nao eh comum e os poucos casos que porventura se iniciam sao logo identificados e "tratados" adequadamente.

Teu blog eh uma belezura. Quando eu crescer quero que o meu seja assim tambem. rsrs

Beijos

The Buk's On The Table disse...

Eu já passei por isso, tenho uma amiga que fez tratamento para exorcizar os demônios do passado. Ela ainda tem pesadelos terríveis. Quem pratica o bullying quer se auto-afirmar perante o grupo. Espero que essa triste realidade mude.

pedroegb2 disse...

O lance da vovó Zilda é o seguinte: implicância besta de criança. os coleguinhas queriam chatear, e como viam que ela se importava, continuavam a brincadeira.
O lance é saber separar o bullying da implicância, coisa que TODA CRIANÇA, sem exceção, faz. Depois que inventaram essa palavra bullying, todo mundo que foi chamado de feio vez ou outra na infância chega dizendo que sofreu com bullying.
Acho que só quem sofre bullying são aqueles que realmente possuem atributos físicos e mentais fora do 'padrão', como ter um estrabismo bem evidente, ou ter as pernas cambotas, ou ser muito gordo, ou ser muito magro, ou ser muito feminino (no caso dos garotos), ou muito masculino (no caso das garotas)e coisas do tipo..
Acho que esse tipo de humilhação sim, pode trazer problemas pras crianças, principalmente àquelas que não tem uma personalidade formada o suficiente para revidar ou simplesmente entender que tudo não passa de brincadeira de mau gosto.
Enfim, já tirei muita onda com a cara de neguim no colégio, chamando de feio, quatro olhos, careca, bola7, Bozo, da mesma forma que tiravam onda comigo. Com certeza não vou sair matando meia dúzia de crianças, e tampouco dizendo que sofri bullying pq meu apelido na época do colégio era Seu Madruga. Olho pra traz e não me sinto nem um pouco malvado por conta das brincadeiras que fiz, nem me arrependo de nenhuma delas. Se o inferno existir e eu for pra lá quando morrer, certamente vai ser por outros motivos... =p

Isabela disse...

Adoro Glee, e esse episódio é ótimo! Realmente, até independente das brincadeiras maldosas, muitas pessoas não se aceitam por causa desses valores da sociedade de hoje: é muito baixa, não serve, é gorda, não serve, se pensa, é nerd, se não estuda é burra. Daí, a partir dessa não aceitação surgem problemas como disturbios alimentáres,auto-mutilação, depressão. Mas por que é que dizem que devemos ser diferentes do que somos? Temos mesmo é que mandar todos esses conceitos pra PQP e viver a vida alegremente, e principalmente parar de descontar essa pressão pra ser perfeito nos outros, isso sim.

Isabela - Contando Histórias
http://contandohistoriasempre.blogspot.com/

Jéssica Polato disse...

Oi,
Passando para conhecer o blog.
Primeira vez e já seguindo...

Parabéns!

bjinhuxxx

Eu li e divulgo - http://euliedivulgo.blogspot.com/

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D