Entrevista #1 - Autores de " O preço de uma lição"

quarta-feira, 20 de julho de 2011





Bom dia ( já é bom dia né...) leitores! Hoje consegui as respostas de uma entrevista bem legal que eu fiz com um autor brasileiro saindo do forno (não literalmente, lógico. rs), Rogério Mendonça (Mais conhecido como Gutti) que é o autor que nos deu a possibilidade da mesma. Nem vou falar muito sobre ele senão vou contar toda a entrevista. Fiz umas perguntas bem legais pra ele, e em breve o Federico também vai respondê-las, então calma Garotas , rs.
Então, lái vai a entrevista sem mais delongas... Leiam mesmo ein, e comentem... Ah, e acho que nem preciso avisar que vai ter a Entrevista #2 com o Federico né. O livro, só vai ser lançado na Bienal em Rj, o jeito é esperar mesmo...

Quem é você?
R: Essa é uma pergunta um pouco difícil de se responder, né? Não sei exatamente o que você quer que eu fale sobre mim, mas eu tenho 23 anos, sou graduado em TI, empresário, nasci em São Paulo, mas moro em Curitiba a mais de um ano e, como alguns já devem saber, adoro escrever.
De onde surgiu essa parceria?
R: Foi bastante natural na realidade. O Federico e eu somos amigos já faz algum tempo, antes dele ficar famoso. E, naturalmente, a vida dele e também a minha, ficou muito mais corrida conforme crescíamos e ganhávamos responsabilidades. Ficou difícil de conversarmos freqüentemente, mas quando conversávamos eram conversas de horas, contando várias histórias de ambas as partes. Começamos a brincar entre nós falando: "depois me conta o próximo capítulo dessa sua história aí". Até que um dia, surgiu uma brincadeira de escrevermos um livro juntos com algumas dessas experiências, misturando também ficção, é claro, e quando vimos, já não era mais brincadeira.

Quais os livros que mais os marcaram, e porquê?
R: Marcar, marcar mesmo, foram só os de Harry Potter. A J.K. Rowling me mostrou que ler pode ser bom, estava traumatizado com os livros que lia na escola. Acho até um crime as escolas obrigarem os alunos a lerem os livros que elas pedem, acho que tem uma idade para se ler aqueles livros. E assim como eu, aposto que tem outros alunos que não gostam de ler hoje por causa da má experiência que tiveram com a escola. Por isso que Harry Potter me marcou, ele me mostrou que a leitura pode ser agradável, criou em mim aptidão pela leitura, que me fez ler diversos livros. Inclusive os livros da época de escola.
Como surgiu a idéia de escrever “O preço de uma lição”?
R: Acredito que respondemos isso em uma pergunta acima, tudo aconteceu muito naturalmente, quando vimos já estávamos escrevendo.
Fale um pouco de “O preço de uma lição”.

R: Esperem por um livro cumprido. O Federico e eu deixamos nossas mentes e memórias livres. Não posso falar muito, mas vocês podem esperar por romances nada convencionais, por erros, por acertos. Aliás, o Federico e eu somos suspeitos para falar do livro. O pessoal da Editora Novo Conceito gostou bastante, e para nós isso foi um termômetro, já que eles trabalham com autores consagrados como o Nicholas Sparks, acreditamos na Editora, queríamos lançar o livro por eles desde o começo, estamos apostando neles, assim como eles em nós.
O que os leitores podem esperar desse livro?
R: Apaixonadas de plantão vão ter um prato cheio. A Ana, da equipe de produção da Novo Conceito, foi quem fez o primeiro contato com a gente em termos de Edição. Ela falou uma verdade, ela disse que nós não tínhamos frescura para escrever, não nos acanhávamos para falar de sentimentos nem nada dessas coisas. Isso é o que vocês podem esperar. O protagonista é um garoto e deixa bem claro em todos os momentos, exatamente o que ele está pensando, muitas das vezes, coisas que algumas garotas ainda duvidam que os meninos possam sentir ou falar, está tudo no livro.
Pra vocês, o que significou escrever um livro?

R: Sempre escrevemos, em sites, blogs e onde tinha espaço, então escrever um livro aparentemente não foi muito diferente, mas claro, é porque eu acho que ainda não caiu a ficha, ainda está tudo como antes, ainda não tem nem

uma cópia 'não oficial' feita pela editora, mas acho que quando colocar as mãos pela primeira vez no livro que vai estar em todo o Brasil, vai ser mágico!
Como foi o processo de escrever um livro e buscar uma editora que o publicasse?
R: Demoramos mais ou menos 10 meses para escrever o livro. Nesse tempo, pelo menos seis meses já estávamos de olho na Editora Novo Conceito, a gente se identificava muito com o estilo de livros que eles lançavam. Acompanhamos de perto. Quando chegou o momento de finalmente procurar uma editora, enviamos um e-mail para a Novo Conceito, humildemente, achávamos que não teríamos resposta em meses, mandamos o e-mail em uma quinta-feira, Só fui olhar minha caixa de e-mails de novo na segunda, com um e-mail do Fernando, presidente da novo conceito, nos convidando para uma reunião, quase caímos para trás. O Fernando foi o primeiro a elogiar o livro, depois de dois encontros, já tínhamos assinado contrato com a Editora, ficamos absolutamente radiantes. Em menos de duas semanas já estavamos trabalhando juntos para lançarmos o livro na Bienal, em Setembro, no Rio de Janeiro.
Deixando um pouco o papo literário de lado, se eu não fizer essa pergunta, com certeza as garotas do blog irão me massacrar vivo. Então... Como anda o estado civil de vocês?
R: (Risos) Pois é, depois que o Federico falou sobre o livro, algumas fãs dele começaram a me seguir no twitter e elas sempre perguntam. Estou solteiro a pouco tempo. Não estava namorando, mas estava enrolado. Fiz o possível, mas era um relacionamento muito complicado, e quando vamos entrar em um relacionamento acho que temos que nos entregar por inteiro, se não tiver a visão de que isso vai acontecer, é melhor não entrar em um relacionamento sério. Mas agora quero ficar sozinho, tive uma seqüência de relacionamento frustrados então prefiro tirar um tempo para mim antes de me aventurar de novo, embora eu saiba que a gente não tenha controle sobre essas coisas...

Encerrando aqui a nossa entrevista, deixem um recado para os leitores do Feed your Head!
Quero mandar um beijo e um abraço para todo mundo que teve paciência de ler as minhas respostas quase que infinitas. (Risos). E meu desejo de que gostem do livro quando tiverem a oportunidade de ler.

Contatos do autor:
Blog:

Essa imagem é uma capa não-oficial feita pelos próprios autores, não é a original. (Mas ainda assim tá bem bonita. na minha opinião.)


Obrigado pra quem leu, então faça valer o esforço de dois autores e de 4 blogueiros... Comente e siga o Feed! :D