Resenha - Pacto Secreto (Eliane Quintella)

terça-feira, 19 de julho de 2011


Sinopse - Pacto Secreto - Eliane Quintella
Três regras haviam sido reveladas à Valentina. Mas, ela não sabia se existiriam outras regras que teriam sido ocultadas. Tinha certo em seu coração que precisava ter seu pedido atendido. Era o que havia de mais importante. Precisava decidir se assinaria ou não o pacto. É a pergunta que não se cala. Será que Valentina deveria assinar o pacto sem ter certeza do que estava em jogo? O que realmente assumiria se assinasse? E você, assinaria o pacto? Em troca, teria o que pedisse. Poderia ser qualquer coisa...


Título: Pacto Secreto
Autor: Eliane Quintella
Editora: Novo Século
Ano: 2011
Páginas: 360


Valentina sempre teve tudo o que queria: Saúde, Beleza, Dinheiro, Poder... porém nada disso era suficiente pois a culpa a corroia por causa de um acidente que deixou tetraplégica sua irmã gêmea.
Certa noite ela sai com as amigas para um bar e em meio à festa conhece um belíssimo rapaz altamente envolvente e sexy, aquele que ela chama de “Enviado”. E é isso que ele é, um enviado do diabo. Valentina confessa que durante muito tempo buscou ajuda divina de todas as formas mas ao que parece Deus nunca a escutou, ao contrario de Satã que resolveu atender ao seu pedido. O Enviado então propõe a Valentina que assine um Pacto Secreto.

A autora Eliane Quintella teve muita coragem em abordar este tema que mesmo apesar de todos os filmes e livros acerca do assunto, ainda é tabu em quase todas as religiões. Vivemos num país que é cerca de 73% católico e escrever um livro sobre Pactos Demoníacos não é pra qualquer um.

Conheci o livro através de blogs literários, me interessei pelo tema e como também possuo um blog resolvi propor parceria com a autora para poder emitir a minha opinião sobre a obra. Eliane me respondeu prontamente e com muita simpatia topou a parceria e me enviou um exemplar (que veio com dedicatória e tudo J) para que eu lesse e resenhasse.

Como já comentei anteriormente, o tema é bastante polemico e interessante. Gostei do livro, porem não posso deixar de comentar certas coisas.

A protagonista Valentina é uma mulher de personalidade forte e bem esperta, diferente das “mocinhas” que costumamos ver por aí. Ela sabe que é arriscado assinar o pacto e então vai pesquisar e buscar respostas para que depois não se arrependa. Só achei que ficou um pouco repetitivo o fato de a autora ressaltar tanto a riqueza material de Valentina, achei que foi exagerado. Ela já deixa claro que a moça é riquíssima, não precisava insistir tanto nisso. E o mesmo serve para a questão do sentimento de culpa por parte de Valentina no que diz respeito ao acidente da irmã. Ela repete inúmeras vezes a mesma coisa e em minha opinião é dispensável pois desde o inicio já sabemos que Valentina se acha responsável pelo ocorrido.

Eliane pesquisou realmente sobre o que estava escrevendo pois varias partes do livro ela relata algumas curiosidades, eu adorei essas partes. O livro tem muitos diálogos, tornando a leitura mais rápida. Uma das melhores partes, sem duvida, é quando ela se infiltra na Mansão do centro, sério, eu fiquei com medo e apreensiva para saber se eles iriam descobrir que ela estava lá e o que fariam se a pegassem. Muito tenso. O ponto alto do livro em minha opinião é o final, onde Valentina está prestes a assinar o pacto e ficamos sem fôlego esperando pra ver se ela assinará ou não.


Não vou dar spoiler do livro e para saber se ela vai assinar ou não o pacto, vocês vão ter que ler.

Então, acho que vale a pena ler “Pacto Secreto” e estou  ansiosa pela continuação “Prazer Secreto”.

Pra quem se importa com diagramação e revisão: A diagramação é simples mas é boa e não incomoda na leitura, o tamanho da fonte e o espaçamento estão em harmonia. Porém encontrei alguns errinhos de digitação e até mesmo nomes de personagens trocados, mas se você estiver mesmo prestando atenção da pra ler tranquilamente.


Classificação:


Citação do livro:

“Movimentávamos nossos corpos com desejo, um desejo incontrolável. O prazer percorria meu corpo em ondas de volúpia; eu o beijava, e o beijava, e o beijava, e não parecia nunca ser suficiente. Eu me entregava a ele, nada podia nos deter. Eu não pensava em nada, absolutamente nada. Ele me teria se quisesse. E quando eu atingi um ponto de querê-lo, querê-lo ainda mais, querê-lo dento de mim naquele instante, um desejo irrefreável ao ponto de se eu não o tivesse ali naquele instante, senti que poderia morrer de dor, ele subitamente saiu do meu lado, levantou-se e me olhou secamente em tortura.” – Página 150. 



5 Comentários:

Patricia Campos disse...

Ótima resenha... Aguçou a minha curiosidade... Ele já estava na minha lista de leitura pois o Mix tb tem parceria com a Eliana, mas agora como fiquei bastante curiosa vou coloca-lo na frente de alguns livros.

Bjos,
Paty.

Pati Peña disse...

Gostei da resenha e este livro muito me interessa! Já li boas críticas dele! Está na minha lista ;)
bjs
@PatriciaADavis

Juliana Vicente disse...

Dana, eu quero ler.

Que tema forte, gosto muito desse tipo de livro, então já vou colocar na lista.

Adorei a resenha e sua sinceridade. As vezes o excesso torna o livro cansativo, mas acredito que isso não interfira na leitura.

Beijos

Camila Leite disse...

Nossa muito boa a resenha, adorei, meu deu uma super vontade de ler! *-*
Um Beijo, Mila ♥

@sonhospontinhos
http://sonhosentrepontinhos.wordpress.com

Diego Barros disse...

Rapaz '0' Adoro livros assim, com tabus, polêmicas e afins.. hahaha e essa resenha então... muito mara ;D deu vontade de ler :x

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D