Resenha: Fazendo o meu filme 2 – Fani na terra da Rainha (Paula Pimenta)

quinta-feira, 8 de setembro de 2011



ISBN: 9788589239806
Livro: Fazendo o meu filme 2 – Fani na terra da Rainha
Autor(a): Paula Pimenta
Editora: Gutenberg
Edição: 1
Ano: 2009
Páginas: 327
Avaliação:



Sinopse: Depois de conquistar milhares de leitores e leitoras, a nossa doce e querida Fani volta ainda mais divertida e encantadora. O segundo volume do livro Fazendo meu filme apresenta as aventuras de Estefânia Castelino Belluz na terra da rainha. Sim, na Inglaterra! Longe do grande amor, ela passa por momentos de alegria, dor, saudade, tristeza e, mais do que isso, pode conhecer melhor a si mesma. Sem deixar de lado suas amigas inseparáveis e sua família, ela consegue, no outro continente, viver momentos cheios de suspense, revelações, aventuras, descobertas e emoções fortíssimas! Feliz, triste, preocupada, ansiosa, temerosa, otimista, insegura, cheia de si, apaixonada, desiludida, seja como estiver, Fani mostra a cada página deste livro que não é mais aquela menina tão frágil que muitas vezes se escondia por trás de sua timidez.

Mais do que a história de uma adolescente que se encoraja a fazer intercâmbio e morar fora por um ano, este livro fala de um grande e delicado amor. Em meio a uma avalanche de sentimentos e acontecimentos surpreendentes, ela consegue viver intensamente na Inglaterra, conhecendo pessoas que conquistam seu coração e sua amizade para toda a vida. Porém, o melhor filme de sua vida ainda está para ser contado, ou melhor, vivido…

Dando continuidade a série Fazendo meu Filme trago hoje para vocês a resenha do segundo volume da série Fani na terra da Rainha. Tenho que dizer que a nossa querida Paula Pimenta arrasou? Não então confiram abaixo:

Como eu havia mencionado na resenha anterior a vida da nossa heroína tomou um rumo diferente sim, agora ela está na Inglaterra para fazer o seu intercâmbio e viver um ano fora de casa. Eu particularmente não fazia ideia como seria os tramites para um intercambio, nunca imaginei que poderia ser tão cheios de regras, no entanto me parece uma experiência gratificante, pois bem para Fani foi bem complicado, ela teve lidar com a dificuldade da língua, a saudade de casa, a adaptação a uma nova cultura e o ”maior deles” a distância do seu grande amor.

Em determinado ponto da estória ela resolve se dar a chance de viver tudo e ter suas experiências, faz novas amizades muitas dela sinceras como da família que a recebeu, de Ana Elisa brasileira que mora há anos com sua família na Inglaterra e Christian também brasileiro que está no pais, há dois anos, por ter se encantado com a cultura e a beleza daquele pais, desde do principio ele se mostra bem interessado em Fani e determinado em conquistá-la de qualquer jeito, não posso negar, apesar de torcer muito pelo Leo (que é um caso a parte nesse livro) o rapaz é um fofo.

O que realmente nos traz esse livro é o grande amadurecimento que Fani teve, como ela mesma diz agora ela anda com as próprias pernas, o livro mostra claramente como é morar fora, longe de tudo e de todos que lhe dá segurança, o sofrimento que ela teve passar por saber que seu grande amor estaria dando um novo rumo a sua vida, a dificuldade de tentar se entregar a um novo amor, enfim as experiências e o aprendizado que ela teve esse ano fora, que se estivesse desisto lá no começo não teriam do que se orgulhar. Fani volta ao Brasil determinada a escrever um novo roteiro em sua vida e pra ter o seu tão sonhado final feliz.

Não posso nega, é muito difícil dizer qual dos dois livros é o melhor, por que a cada um tem seu tempero especial, que te força à só largá-lo na ultima página, diferente do primeiro esse me prendeu desde do primeiro capitulo, me fez entrar em transe a cada nova situação, ri muito e me emocionei também, a história de Fani é realmente fascinante.

2 Comentários:

denise disse...

nunca li nada de um autor nacional (a não ser clássicos da literatura )e não foi por falta de vontade mais com a pouca divulgação você acaba ficando sem ânimo pra ler sem falar que aonde eu moro(no fim do mundo virando a esquerda )achar um livro,seja ele qual for é um verdadeiro milagre.
queria muito que os livros de autores brasileiros fossem tratados com mais respeito afinal não é só os estrangeiros que fassem livro bom não.

jenniferdlegal disse...

Meu Deus, mas o que é isso parece que todo mundo gostou, até agora nao vi nenhuma resenha negativa pelo jeito estou perdendo uma otima serie hein?! Mas com certeza vou ler esse, assim que terminar o primeiro!
Bjs

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D