Resenha: O céu vai ter que esperar! (Cally Taylor)

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Edição: 1
Editora: Bertrand Brasil
ISBN: 9788528614916
Ano: 2011
Páginas: 364
Tradutor: Bruna Hartstein

Sinopse - O Céu vai ter que esperar! - Cally Taylor
Lucy Brown está prestes a se casar com o homem dos seus sonhos. Contudo, na véspera da cerimônia, ela sofre um acidente fatal. Agora ela terá que escolher: aceitar uma vida inteira longe de sua alma gêmea e ir para o céu, ou ficar com seu amor, sob a forma de fantasma. Vencedora de diversos prêmios, esse é o romance de estreia de Cally Taylor.

Na véspera do dia mais importante de sua vida, seu casamento, com o amor de sua vida, Lucy Brown sofre um acidente e perde a vida. Ela acorda no limbo e descobre que morreu. Duas opções lhe são dadas: Ir para o céu e rever seus pais já falecidos ou voltar à terra sob condição de “morta-viva” para cumprir uma missão e depois se tornar um fantasma e dessa forma, ficar ao lado do homem que ama.
Lucy está desesperada para encontrar Dan novamente então aceita a missão. Mas eu NÃO vou falar a missão! rs Então ela volta à terra e dá inicio à jornada. Ela tem 21 dias para cumprir o que lhe foi designado, se falhar, voltará ao limbo e irá para o céu.

Lucy reencontra Dan e suas ex melhores amigas Anna (amiga da onça!) e Jess mas ninguém que a conheceu em vida reconhecerá ela agora e ela não pode tentar se comunicar com ninguem ou será punida. Durante os 21 dias, Lucy enfrentará as mais loucas situações e ela contando é hilário! Entre ajudar seus companheiros na Casa dos Aspirantes a Fantasmas a completarem suas missões, resolver sua propria missão e tentar afastar sua amiga-da-onça, Anna, de Dan, Lucy ainda arranjará um emprego com um chefe pra lá de excêntrico. Hahahaha uma das melhores partes do livro.

O livro é extremamente divertido e bem romântico. Eu achava que iria chorar horrores, mas só chorei no final! Claro que é uma história completamente surreal mas não deixa de ser linda e me fez suspirar muito. Ri demais com as piadas de Lucy sob sua condição de morta-viva, ela é uma personagem completamente cativante e engraçada.

Cally Taylor acertou em cheio em seu romance de estréia pois o livro é diferente de tudo que eu já li e o final é pra lá de surpreendente. MESMO. E eu amei o final, não poderia ser melhor.
[…] “- Hum, o que temos aqui? – falei, no meu melhor tom de “especialista em musica”. Os CDs de cima eram um pouco heavy metal demais para o meu gosto, portanto abaixei-me para ver os de baixo.
E soltei um pum.
Foi como o soar da tromba de um elefante selvagem, só que muito, muito pior. […]
Dan quase engasgou de rir. Riu tanto, tanto, que começou a chorar, e achei que ele não fosse parar nunca. Comecei a rir também. Foi o jeito bobo e inconsciente da risada quase infantil dele que me fez rir. Como não podia achar aquilo engraçado? Se Dan conseguia me fazer rir de mim mesma quando tudo o que eu queria era que o chão se abrisse de tanta vergonha, então não desejava passar o resto de minha vida com mais ninguém.  pág. 15
Para finalizar eu gostaria de ressaltar a mensagem que o livro me passou, além de entretenimento. Sabemos que Lucy amava Dan realmente e que tudo que ela queria era uma chance de dizer isso a ele mais uma vez. Será que eu, no lugar de Lucy, aceitaria a missão só para ficar perto do amor da minha vida assombrando ele até o fim da vida dele? Acho que não, eu acho que eu teria escolhido ir para o céu e deixar o meu amor seguir em frente e viver seus dias da maneira como quisesse. Claro que é um livro e ela tinha mesmo é que ficar na terra e tentar chegar o mais perto possível de Dan, mas foi uma reflexão que eu fiz. E você, o que faria?

A capa é linda demais com aquele glitter e tem tuuuudo haver com a historia. A diagramação é maravilhosa e a Bertrand caprichou.

A v a l i a ç ã o:

8 Comentários:

Aione Simões disse...

Sou louca há tempos pra ler esse livro e, confesso, por causa da capa. Fiquei maravilhada quando a vi e, ao ler a sinopse, fiquei mais curiosa ainda!
É ótimo saber que a história, além de divertida, é emocionante e traz consigo uma reflexão!
Como você, acredito que seguiria para o céu também, mas uma coisa é opinar não estando na situação. Por mais surreal que essa seja, se acontecesse algo próximo disso não sei o que de fato faria!
Beijos!

Thaís Cavalcante disse...

O que me deixou super curiosa com esse livro foi o título. Infelizmente na Bienal não vi por um preço bom para comprar, mas assim que possível, comprarei! :D

Adorei o blog e quero saber todas as novidades! Já estou seguindo. Espero que curta o meu!
http://pronomeinterrogativo.blogspot.com/

sonhosentrepontinhos disse...

Caramba que escolha difícil hein, seus pais ou seu amor? Não julgo a personagem, na verdade é completamente aceitável o comportamento dela, ela provavelmente ficou perdida longe de seu amor e tomou a decisão por impulso.
Bem não sei, rs ainda não li o livro, mas confesso que despertou meu desejo! *-*
Ótima a resenha! :D
Beijos, Mila ♥

@Camilla_Leitte
http://sonhosentrepontinhos.wordpress.com

denise disse...

concordo com você se eu morresse e tivesse as opções da Lucy eu escolheria o céu e deixaria a pessoa que eu amo livre para ser feliz porque ninguem merece ter sua vida presa a alguém que não vai poder voltar.
amei sua resenha e não vejo a hora de ler o livro que parece ter muitas passagens engraçadas

jenniferdlegal disse...

Eu nem tinha muita vontade de ler, mas agora estou curiosa, quase morri de rir aqui com essa citaçao que voce colocou, muito engraçada kkkkkk.
Eu acho que se tivesse que fazer essa escolha tambem iria preferir o ceu!
Bjs

KassiaCrislayne disse...

No alto da minha estupidez literária, eu sempre confundia esse livro com o "O céu está em todo lugar". Somente por conta dos nomes. Mesmo assim, eu sempre quis lê-lo! =D Pelo que vc contou, tudo deve ser muito engraçado... A citação foi ótima!

Bem, acho que, sendo bem egoísta, eu aceitaria ficar ao lado do meu amor pelo resto da vida. Mas não assombrando. Simplesmente acompanhando, porque amor é uma coisa séria e ficar longe é muito ruim! Mas, talvez ler esse livro me faça mudar de ideia! ^__^

Abs.
@crislayne_df 

lilianarodrig disse...

Eu ainda não li esse livro? Como assim... preciso para ontem!!!!

Carolina Estrella disse...

Oi Dana,


Eu iria assombrar o Dan um pouquinho e depois implorar para o Bob para voltar. Achei que o Brian é que viajou, ficar no trem fazendo nada é bem pior! auhaua
ótima resenha! O livro é muito legal mesmo. Trouxe alegria para minha vida :)

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D