Resenha: Cidade das Cinzas (Cassandra Clare)

sábado, 12 de novembro de 2011

Sinopse - Cidade das Cinzas - Os Instrumentos Mortais - Vol. 2 - Cassandra Clare

Clary Fray desejava apenas que sua vida voltasse a ser normal. Mas o que é normal quando você é um demónio-assassino Caçador de Sombras (Shadowhunter), sua mãe encontra-se em um coma mágico induzido, e você pode de repente ver Downworlders como lobisomens, vampiros, e fadas? Se Clary deixasse o mundo dos Caçadores de Sombras (Shadowhunters) para trás, significaria mais tempo com seu melhor amigo, Simon, que se está transformando mais do que um amigo. Mas o mundo dos Caçadores de Sombras (Shadowhunters) não está pronto para a deixar ir…
especialmente seu considerável, enfurecedor, irmão, Jace. E a única possibilidade de Clary ajudar a sua mãe é seguir o Caçador de Sombras Valentine, que é provavelmente insano, certamente malvado … e também seu pai. Para complicar assuntos, alguém na cidade de Nova Iorque está assassinando crianças Downworlders. É Valentine atrás das matanças… e se for, o que está tentando fazer? Quando o segundo dos Instrumentos Mortais, a Espada-Alma, é roubada, o assustador Inquisidor chega para investigar. Como pode Clary parar Valentine se Jace está disposto a trair tudo que acredita para ajudar a seu pai? Nesta sequencia, de tirar o fôlego, de Cidade dos Ossos, Cassandra Clare atrai os seus leitores de volta ao escuro Submundo (Downworld) da cidade de Nova Iorque, onde o amor nunca é seguro e o poder se transforma na mais mortal das tentações


Cidade das Cinzas é o segundo volume da série “Os instrumentos mortais” escrita por Cassandra Clare, este livro é ação do inicio ao fim. O final do primeiro livro me deixou tão angustiada e eu, ao mesmo tempo em que queria descobrir se era ou não verdade eu não queria descobrir porque tinha medo da verdade... rs estranho não é? Enfim.

Todos os personagens são apaixonantes e cada vez mais eles têm uma importância ímpar para o desenvolvimento da historia. Simon sempre foi o meu favorito, não é segredo pra ninguém e torço muito por ele. Jace é sem comentários, até quando o cara tá sofrendo feito um condenado ele não perde a piada. 

“- Claro que sim. Sou um criminoso perigoso. Ou você não soube? – Jace ouviu a acidez na própria voz, viu Alec se contrair e maldosamente se sentiu bem por um momento.

- Ela não o chamou de criminoso, exatamente...

- Não sou apenas um menino levado. Faço todos os tipos de coisas ruins. Chuto gatinhos. Faço gestos grosseiros para freiras.” Conversa entre Alec e Jace


Cidade das Cinzas é frenético, são muitas revelações, cenas de suspense e ação a cada virar de páginas. Particularmente eu achei melhor que o primeiro, pois em Cidade dos Ossos, ainda estávamos nos familiarizando com o Submundo e todos os termos que Cassandra nos apresentou. Clary também era mais confusa e um pouco lerda. Neste livro podemos contar com mais uma personagem que achei muito fofa, a licantrope Maia e Magnus Bane, o feiticeiro é um elemento importantíssimo para a trama. Luke, Isabelle e Alec dispensam comentários, para quem leu Cidade dos Ossos. 

Nesse volume sofremos junto com Clary, Jace e Simon, pois todos sabemos dos sentimentos de Simon por Clary e dos sentimentos de Clary por Jace e vice versa. Mas é muito mais difícil do que podemos imaginar por que Clary e Jace são irmãos, então fica aquele clima tenso de romance impossível e eu fiquei com raiva da Clary porque acho mesmo que ela estava usando Simon pra suprir a ausência de Jace, e o Simon não merecia isso. Quero ele pra mim. rs 

“_ O que você quer que eu diga? A verdade? A verdade é que eu amo Simon como eu deveria amar você…, mas não posso fazer nada quanto a isso, nem você! Ou tem alguma ideia, considerando que é tão incrivelmente inteligente?” Clary para Jace

Valentim resolve sair da toca e aprontar pra valer, e poxa, ele é malvado demais. Já estou arrancando os cabelos por Cidade de Vidro, ainda bem que ele já se encontra em meu poder, assim que conseguir vou pegar ele não largar até ter terminado.

Super indico a série “Os instrumentos mortais”, tenho certeza de que é diferente de tudo o que vocês já leram. Não é mais um livro sobrenatural adolescente. Confiem em mim e se apaixonem pelo Jace, se ele existisse de verdade acho que 99% das mulheres estariam aos pés dele, ele é muito interessante. Sério.

A narrativa de Cidade das Cinzas é em terceira pessoa e dá o ponto de vista de vários personagens mas sem perder o suspense.  Cassandra mais uma vez provou que tem as rédeas da sua trama e só nos resta esperar pelo próximo livro pra descobrir como tudo vai se resolver. A Capa é linda, diagramação e revisão estão impecáveis.

A v a l i a ç ã o:

5 Comentários:

KassiaCrislayne disse...

Não li nenhum dos livros dessa série ainda, mas como é uma febre deve ser bom demais!
Quero ler sim, e está na lista mas não vou poder comprar por enquanto...

Acho que eu preferiria o Simon como vc pois esse Jace não me parece legal. Sem falar que eu geralmente gosto dos rejeitados, os que estão sobrando. =D
@crislayne_df 

Jordana Silva disse...

entao prepare-se pois terça feira vamos lançar mais uma promo bombastica!!! os tres volumes da serie os instrumentos mortais!!!

KassiaCrislayne disse...

Oba! \o/ Vou ficar de olho! =D

Mileidi Machado disse...

Olaaa, td bom?!!
Muito boa sua resenha, estou doida para ler a serie, quem sabe no proximo ano eu consigo!! hehe, beeeijo!!

Fabrica Dos Convites disse...

Não li nada desta série aina, o que é uma pena! Bjs, Rose.

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D