Resenha: O Cemitério - Stephen King

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Edição: 1
Editora: Objetiva
ISBN: 857302187X
Ano: 1998
Páginas: 243
Tradutor: Mário Molina

Sinopse - O Cemitério - Stephen King

Louis Creed, jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar naquela pequena cidade do Maine. Uma casa boa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos. Num dos primeiros passeios para explorar a região, conhece um cemitério no bosque próximo à sua casa. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram seus animais de estimação. Para além dos pequenos túmulos, onde letras infantis registram seu primeiro contato com a morte, há, no entanto,
um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras. Um universo dominado por forças estranhas capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível. A princípio, Louis se diverte com as histórias fantasmagóricas do velho vizinho Crandall. Só aos poucos começa a perceber que o poder de sua ciência tem limites. Prepare-se para páginas de puro pavor. Em uma de suas mais terríveis histórias, Stephen King mostra como a dor e a loucura, muitas vezes, dividem a mesma estrada.

O que dizer de um livro do Stephen King? Claro que como todos os outros livros do autor, ‘O Cemitério’ está repleto de terror e mistério que somente ele sabe colocar em seus livros. Stephen como sempre não economiza em seus livros. Sem pena, muito menos dó ou pudor, ele consegue nos deixar de coração a 100kh e fazer com que calafrios percorram a nossa espinha.

O livro tem grande dose de misticismo. Existem muitos fatos não explicados no livro, o que confesso, me irritou um pouco. Mas que livro de mistério, não terá perguntas não respondidas?

Os personagens do livro me tocaram, consegui “sentir o personagem”, como se fosse eu, eu conseguia saber o que Stephen quisesse que nós pensássemos enquanto lemos o livro. O final me surpreendeu muito, mas ao mesmo tempo me decepcionou um pouco... Stephen foi só muito cruel. Mas acho que sem isso ele não seria o gênio do terror que é hoje.

Aspectos Positivos: O Livro consegue deixar um clima bem pesado de medo. Além de toda aquela atmosfera mística e medonha que gira ao redor do livro enquanto a leitura se desenrola.

Aspectos Negativos:
Stephen não deu certas satisfações aos leitores em relação a alguns aspectos. Ficou como se a narrativa tivesse espaços não preenchidos. E isso é muito triste para uma pessoa (como eu) que gosta de tudo em seu lugar.

A Leitura foi ótima. Afinal é Stephen King. Posso até estar sendo errado em minha conclusão, ou isso pode ser apenas algo muito pessoal, mas não gostei dos vazios da história. Queria que ele tivesse preenchido tudo para que eu tivesse ficado satisfeito com as explicações. E as explicações dele de nada me satisfizeram. Por isso a nota que eu vou dar, e só estou dando ela por que fora esse péssimo detalhe o livro foi perfeitamente medonho!

Avaliação:


Obrigado pela atenção leitores! Abraços.

4 Comentários:

As meninas disse...

Li há muito tempo esse livro, mas fiquei muito assustada... kkk Na verdade passei algumas noites em claro por causa disso... rs

Beijos

KassiaCrislayne disse...

Gente, fiquei com medo dessa capa. Nunca li nada do King por ter medo. E vc só aumentou meu medo. Se livros com um suspensezinho de nada aceleram emu coração, vou infartar lendo um livro dele, rsrsrs. Mas gostei. Quem sabe?

Abs.
@crislayne_df 

Mariana Diaz disse...

Stephen King escreve como é na vida real... e como na vida real, os mocinhos nem sempre vivem felizes para sempre. Sorry! XP kkkk
Para vc ser realmente um fã dele deve entender e se familiarizar com esse fato. Ele não tem pena nem escrúpulos com seus personagens. Eles não são idealizados nem forçados. São tão humanos quando eu, vc e a vizinha chata de porta aqui do meu predio. kkkk 

Eu já li o livro e posso dizer q não me lembro desses "espaços vazios" dos quais vc falou. Mas uma coisa vc tem razão, Stephen King não dá todas as explicações... ele te mostra o caminho e deixa vc segui-lo e usar o seu cérebro e a sua imaginação para deduzir os pqs. De novo, a vida também é assim... nada vem explicadinho. ;) 

Eu diria q parte do terror esta em "não saber" ou melhor... em "não ter certeza", não é mesmo?! 

Jéssica Campos disse...

Esse foi o primeiro livro do Stephen que li quando tinha uns 13 anos, nossa como eu me apaixonei, depois desse livro tudo que via dele eu queria, considero ainda um dos melhores, tirando A Coisa. Eu não considero seu aspecto negativo um aspecto negativo, eu gosto desses espaços quando são bem feitos e acho que não interfere na velocidade da história. Ótima resenha.

Bjsss
www.frozenlivros.blogspot.com

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D