Resenha: As Esganadas (Jô Soares)


Título: As Esganadas
Autor: Jô Soares
Editora: Companhia das Letras
ISBN9788535919752
Páginas: 264
Capa: Victor Burton
Preço: R$ 36,00

Sinopse: Rio, 1938. Um perigoso assassino está à solta nas ruas. Seu alvo: mulheres jovens, bonitas e... gordas. Sua arma: irresistíveis doces portugueses. Com requintes de crueldade gastronômica, ele mata sem piedade suas vítimas, e depois expõe seus cadáveres acintosamente, escarnecendo das autoridades.
As Esganadas é o mais recente romance do artista multifacetado que é Jô Soares. Narrado em terceira pessoa, através dos pontos de vistas dos personagens, já sabemos logo de cara quem é o assassino, as razões por quais ele mata e como o faz. Mesclando ficção com fatos históricos, a trama se passa em 1938 e tem como protagonistas um delegado, seu subordinado, um ex-detetive português, uma repórter, e claro o assassino.

Eu tinha uma expectativa muito grande em relação a este livro e confesso que quase me frustrei. Do começo até a página 60 e a leitura foi bem arrastada e até chata, mas de repente o livro pegou ritmo e eu não conseguia mais parar de ler.

Caronte é o herdeiro da funerária mais luxuosa da cidade, a funerária Estige, é usuário de drogas, necrófilo e também é serial killer nas horas vagas. Quando criança foi submetido a uma rigorosa dieta por sua mãe, que era gorda, e desde então tem aversão a mulheres gordas. E é em torno deste serial killer de gordas que vai girar o enredo deste livro.

Não se preocupem, nada disto é spoiler. A trama é criativa, envolvente, cômica e em partes, chocante. Jô descreve com bastante riqueza de detalhes as cenas dos crimes e o momento em que o assassino está matando a vítima, confesso que enquanto lia, ia imaginando a cena e senti certo asco. Porém, com a mesma riqueza de detalhes, ele descreve uma partida de futebol que pra mim foi o ápice da chatice, talvez porque eu odeie futebol.

Uma das melhores partes pra mim – e mais engraçada – foi à cena da morte da freira e o “exorcismo”, foi hilário, absolutamente genial!

Acredito que muitas “gordinhas” não vão gostar da maneira como ele fala das gordas, ele pega um pouco pesado mesmo, enfim... É o Jô Soares, e vejam só, ele é gordo e faz piada com ele próprio.

A capa foi uma das coisas que mais me agradou assim que soube do lançamento do livro, a diagramação é bastante interessante e conta com várias ilustrações no começo e final dos capítulos, mostrando algo relevante para o desenrolar da história.
O final é surpreendente e acredito que se você conseguiu passar da parte chata, que são as primeiras 60 páginas, deve sim dar uma chance ao livro, é diversão garantida. Super Recomendo! 

Avaliação:






Trecho de "As Esganadas" lido pelo Jô Soares


8 comentários via Blogger
comentários via Facebook

8 comentários

  1. Estou muito curiosa com relação a este livro. Mas confesso não gostar do humor negro e sem escrúpulos do Jô Soares. Mesmo ele sendo um gordo que faz piada de si mesmo, algumas pessoas não são tão autoconfiantes assim. Mas, enfim, lê quem quer, e eu quero! \o/

    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Eu me interessei em ler esse livro quando vi a capa, achei interessante. Sua resenha me deu ainda mais vontade de ler. Infelizmente não tenho condições de comprar todos os livros que quero, mas ele está na listinha de desejados =D.

    Bjinho,
    pirigueteliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Poxa, tô super curiosa para ler esse livro. Mas entendo quando você quer dizer de algumas coisas serem meio arrastadas com o Jô. Li "O Xangô de Baker Street", e também achei algumas coisas meio arrastadas. Mas vale a pena, porque sempre tem como dar boas risadas em algumas partes. Ainda me lembro do que a feijoada causou ao pobre Holmes... hahaha =)
    Ainda quero muito ler o livro! Tá na lista!

    ResponderExcluir
  4. Já li um livro do Jô e adorei..quero ler esse, espero conseguir fazer isso em breve no meio da minha pilha interminável..
    Ele é super inteligente e tem uma dinâmica incrível!

    @Kari_Couto www.mixliterario.com

    ResponderExcluir
  5. Lendo tua resenha só lembrei do vídeo Lista 10 dos maiores micos da TV, e nele tem o tombo do Jô na cadeira. hahahaah Muito engraçado!
    Adoro ele, irônico e bem humorado. Gostei muiiiiiito da resenha, Dana. Me interessei na leitura.

    =**

    ResponderExcluir
  6. Amo absolutamente tudo q o Jô escreve. *-* Todos os seus livros são detalhados (sem serem chatos) inteligentes, tremendamente bem escritos e muito, mas muito engraçados.
    Comprei ele assim q ele saiu, mas ainda não tive tempo para ler. T_T
    Estará passando na frente na minha lista de leitura certeza.

    E quando ao jeito q ele fala das gordinhas... ele pode, afinal, ele também é da classe. ;) kkkk
    Quem não tem a capacidade de rir de si mesmo não acha graça de nada. ^^ rs

    ResponderExcluir
  7. Saudações dominicais :D

    Sabe que agora foi que percebi que o título do livro é As esganadas e não 'As enganadas' como pensava que era! Que falta de atenção rsrsrs

    Bom, o Jô é um grande fazedor de tipos e o livro até tem seus méritos por isso. Entretanto as descrições das mortes são um tanto desnecessárias para a proposta de leitura engraçada (a proposta deve ser essa já que se você perceber bem tem vários personagens caricatos aí.) E o limite entre engraçado e macabro definitavemente não combina.

    Outros livros do autor são até melhores. Este se aplica mesmo à uma gama de pessoas realmente interessadas em um gênero assim. 

    Uma ótima semana :)

    att.,
    Braunne BR

    @nos_17 

    ResponderExcluir
  8. Eu ouvi falar do livro enquanto ele ainda estava escrevendo, ele comentou no programa. A partir daí eu já fiquei esperta para ver o que seria dessa vez. Também gostei da capa, muito legal. Já li "O Xangô de Baker Street" e achei meio louco, mas acabei gostando no final. Vou querer ler esse com certeza.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!