Resenha - Os Homens que não Amavam as Mulheres (Stieg Larsson) Trilogia Millennium

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012


Título: "Os Homens que não Amavam as Mulheres"
Autor: Stieg Larsson
Editora: Companhia das Letras 
ISBN: 97885359158339
Páginas: 522
Sinopse: Os homens que não amavam as mulheres' é um enigma a portas fechadas - passa-se na vizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o velho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada - o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou. 
"Os Homens que não Amavam as Mulheres" é o primeiro livro da Trilogia Millennium escrita por um jornalista e ativista político sueco chamado Stieg Larsson. O livro consiste na investigação do desaparecimento de uma jovem de uma família industrial muito rica e influente. O mistério já dura 36 anos e seu Tio Henrik não mede esforços para descobrir o que aconteceu e, o pior de tudo, ele acha que foi um membro de sua própria família que matou a jovem Harriet. Procurando solucionar o mistério, Henrik contrata Mikael Blomkvist um jornalista recém condenado por difamação. Mikael no início é relutante, mas fica intrigado e resolve aceitar a proposta. No decorrer da narração Mikael conhece Lisbeth Salander uma investigadora que o ajuda a desvendar o desaparecimento de Harriet.

Se vocês querem uma leitura F.R.E.N.É.T.I.C.A. esse é o livro. Stieg Larsson sabe prender o leitor do início ao fim ao ponto de eu poupar a leitura porque ao mesmo tempo queria desvendar o mistério e não queria que o livro acabasse. Inteligente como poucos, ele expõe de uma maneira espetacular o drama da violência, incesto, estupro e corrupção. 

O desenrolar da trama é perfeito e a maneira como os personagens são explorados é esplêndida. O enrendo não te distrai, apesar das 60 primeiras páginas serem um pouco monótonas, pois são vários membros da família Vanger e ele são apresentados nessas primeiras páginas.

A capa é interessante pois não revela nada do enrendo da narração e acho que isso foi proposital e não encontrei erros. A editora foi muito atenciosa quanto a isso. Há muito tempo não lia um livro de mistério tão intrigante como "Os Homens que não Amavam as Mulheres". Sem contar que o final é surpreendente.

Como dia 27 estréia o filme baseado no livro eu estarei lá na primeira sessão porque não aguentarei esperar para ver como ficou o resultado cinematográfico de uma obra literária tão perfeita. Enquanto isso deixo vocês com o trailer do filme estrelado por Daniel Craig.


Por favor, quero comentários ok?
Beijos