Resenha: Cruzando o Caminho do Sol (Corban Addinson)

sábado, 28 de abril de 2012


Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630090
Ano: 2012
Páginas: 448
Tradutor: Mariângela Vidal Sampaio Fernandes
Sinopse - Sita e Ahalya são duas adolescentes de classe média alta que vivem tranquilamente junto de seus familiares, na Índia. Suas vidas tranquilas mudam completamente quando um tsunami destrói a costa leste de seu país, levando com suas ondas a vida dos pais e da avó das meninas. Sozinhas, elas tentam encontrar um modo de recomeçar a vida. Mas elas não devem confiar em qualquer um... Enquanto isso, do outro lado do mundo, em Washington, D. C., o advogado Thomas Clarke enfrenta uma crise em sua vida pessoal e profissional e decide mudar radicalmente: viaja à Índia para trabalhar em uma ONG que denuncia o tráfico de pessoas e tenta reatar com sua esposa, que o abandonou. Suas vidas se cruzarão em um cenário exótico, envolto por uma terrível rede internacional de criminosos. Abrangendo três continentes e duas culturas, Cruzando o Caminho do Sol nos leva a uma inesquecível jornada pelo submundo da escravidão moderna e para dentro dos cantos mais escuros e fortes do coração humano.
Uma leitura emocionante, que vai fazer com que você reflita sobre o que realmente é importante em sua vida. Cruzando o Caminho do Sol é um livro que fala sobre Amor, Sofrimento, Escolhas, Superação, União e Culturas dos dois lados do mundo.

O livro conta uma história fictícia de duas garotas, que ao perderem os pais são raptadas pelos monstros que praticam o tráfico humano, e no outro lado do mundo, Thomas Clarke, que ao perder sua filha e ver sua esposa sair de casa, vai à India para trabalhar em uma ong que combate o tráfico humano. E é aí que os caminhos de Thomas, Sita e Ahalya se cruzam.

Achei muito importante o autor usar esse tema para seu livro, pois o que Sita e Ahalya passam na trama é real para milhares de pessoas que são vendidas, contrabandeadas para outros países para diversos tipos de situações macabras que infelizmente existem hoje em dia.

Achei o livro bastante digno de leitura, apesar de o autor pecar um pouco na forma como ele dispõe os fatos no começo, não senti tanta profundidade em um momento tão forte como a morte dos pais de Sita e Ahalya. Ele meio que passa batido em linhas onde ele poderia colocar bem mais sentimentalismo.

Em linhas gerais, o livro é uma ótima dica pra quem gosta de se emocionar com personagens humanos, personagens que são fracos e fortes ao mesmo tempo, personagens que sentem dor, angústia, alegria, medo... esse misto de sentimentos que só estórias tão fortes assim podem conter. Leitura super recomendada!

Classificação:

2 Comentários:

Babi Dewet disse...

O livro parece ser ótimo!
E amei a capa!
Obrigada pela dica =)

Driely Meira Almeida disse...

Oii
Adorei a resenha
Estou lendo esse livro, já me emocionei muito nele.
A capa não me atrai muito, mas a sinopse me deixou muuitissimo curiosa
Bjs
http://shakedepalavras.blogspot.com.br

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D