Resenha: A Culpa é das Estrelas (John Green)

quinta-feira, 16 de agosto de 2012


Edição: 1
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580572261
Ano: 2012
Páginas: 288 
Sinopse - A Culpa é das Estrelas - John Green
Em A Culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.


Minhas expectativas acerca de "A Culpa é das estrelas" eram as mais altas possíveis. Foi um marketing imenso que a Intrínseca fez em cima desse livro e eu confesso que morria de medo de me decepcionar, mas que bom que não.

O enredo é sobre Hazel Grace, uma menina de 16 anos que aos 13 foi diagnosticada uma paciente terminal. Hazel tem câncer na tireoide e para completar, o tumor sofreu metástase, espalhando-se para os pulmões dela, o que piorou tudo, pois ela tem que andar para todos os lugares carregando um cilindro de oxigênio, que a ajuda a respirar, através de cânulas. Nossa protagonista frequenta um grupo de apoio para crianças com câncer e é lá que conhece um dos amigos de Isaac, seu colega do grupo. Augustus Waters tem 17 anos, ele teve osteossarcoma e perdeu uma das pernas. Os dois então começam a se conhecer melhor e se tornam bons amigos, e o que parecia impossível aconteceu, Hazel se apaixonou.

" - Eu sou tipo. Tipo. Sou tipo uma granada, mãe. Eu sou uma granada e, em algum momento, vou explodir, e gostaria de diminuir a quantidade de vítimas, tá? "Pág. 95

A Culpa é das Estrelas, de autoria de John Green, é um livro inteligentíssimo e que fala sobre a morte através da perspectiva da pessoa que a está enfrentando todos os dias. Mas esse livro está longe de ser deprimente, ao contrário, dei muitas risadas com os diálogos sensacionais entre Hazel e Gus, e todos os outros personagens também são muito bem construídos. Eles tiram sarro das próprias condições físicas e fazem muitas piadas acerca dos "privilégios do câncer".

Mas esse livro não fala só de morte, ele fala de vida, de ter esperança e acreditar que se pode ser feliz mesmo sabendo que o amanhã pode não existir. Que não importa quanto tempo você viva, desde que viva com intensidade o bastante para fazer a diferença na vida de alguém. Hazel estava conformada com sua doença e sabia que mais cedo ou mais tarde iria morrer, mas Hazel é uma adolescente e como todo adolescente quer vivenciar novas experiências e isso a apavora, pois o grande medo que ela tem de se apaixonar é que a pessoa amada sofra quando ela morrer. Apesar de sua condição, Hazel é muito bem humorada e amável, ela nos arranca inúmeras gargalhadas com suas tiradas irônicas e sarcásticas. 

"Não contei que o diagnóstico veio três meses depois da minha primeira menstruação. Tipo: Parabéns! Você já é uma mulher. Agora morra." Pág. 29

Desde o início sabemos como esse livro vai acabar, já sabemos que alguém morrerá e que vamos chorar. Sim, e sabemos desde que Hazel começa a desenvolver sentimentos por Gus e ele por ela (que é muito mais rápido), sabemos que esse relacionamento está fadado ao fracasso e que no final o que restará é dor e saudade. Mas é como diz um trechinho do livro:

"Gus, meu amor, você não imagina o tamanho da minha gratidão pelo nosso pequeno infinito. Eu não o trocaria por nada nesse mundo. Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados, e sou muito grata por isso." Pág. 235

Resumindo, eu não consegui passar nessa resenha nem 10% do que eu senti ao ler A Culpa é das Estrelas. Protelei muito essa resenha mas uma hora ela ia ter que sair, infelizmente não está à altura dessa obra, mas reforço aqui, leiam esse livro! É uma lição de vida e me fez pensar em tantas coisas. Sou uma pessoa saudável, tenho um emprego, uma família e amigos e mesmo assim vivo reclamando de alguma coisa ou outra. Sei que o futuro é incerto mas tenho a vantagem de não saber quando vou morrer ou não saber se posso morrer a qualquer momento. Hazel sabe que vai morrer e sabe que não vai demorar, sabe que pode simplesmente ir dormir e não acordar mais, você consegue imaginar coisa pior? Eu não. Enfim... LEIAM! Mais que recomendado! 

Avaliação:

6 Comentários:

Carolina Durães disse...

Bom dia Dana, tudo bem? Eu ainda não li o livro, mas nossa, ele parece ser tão emocionante...Gente, eu já quis chorar só com essas duas falas da resenha.
Adorei a sua resenha.
Beijos

Priscila Siqueira disse...

Dana do céu, eu tava leio ou não leio esse livro....pensei que ele fosse triste,mas pelo visto ele é engraçado e trata do assunto de forma leve e divertida já passou da minha lista de possibilidades, para a lista de desejados ;)

Fábrica dos Convites disse...

Não vi ninguém falando mal deste livro ainda. não vejo a hora de ler.
Bjs, Rose.

Patricia Andrea Peña disse...

Dana, só de pensar em dormir e não acordar me dá arrepios, e não por mim, é pelos que deixarei, minhas paixões que irão sofrer, meus cachorros, ainda bem que eu sou uma pessoa positiva e quase nunca reclamo da vida, precisamos ser alto astral e viver um dia de cada vez sem estresse não é?. Quero muito ler este livro, só leio resenhas super positivas, falam que cinco estrelas é pouco para este ele, quero rir, me emocionar e chorar com este livro. É isso, vou correr para comprar este livro e devorá-lo ;)
Bjs,
@PatriciaADavis

Danielle CGA Souza disse...

Menina, me arrepiei toda com essa última citação, é tão linda e ainda assim arrepiante!!!
Eu tenho um tantinho de receio em ler, só pelas lágrmas que derramarei, mas tenho quase certeza que vou me apaixonar por ele, apesar da situação dos personagens!!!

Marilia Kelvia disse...

Dana, vc conseguiu me deixa com mais vontade ainda de ler esse livro. Li a pouco tempo o livro Antes de Morrer, que tbm fala de ua jovem de 16 que tem câncer e está com os dias contados e posso dize que aprendi muito com o livro, esse tipo de leitura serve para nos mostrar que a vida está ai para ser aproveitada.
beijos

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D