Resenha Especial: Clube da Insônia (Tico Santa-Cruz) por Rafael Mesquita

quinta-feira, 9 de agosto de 2012


Edição: 1
Editora: Belas-Letras
ISBN: 9788560174935
Ano: 2012
Páginas: 104


Sinopse - Clube da Insônia - Tico Santa Cruz: Na noite, a fúria e a paixão se encontram. O submundo emerge às ruas, evocando gente esquecida que não tem vez nem voz e perambula pela cidade em busca de luz. A noite também é a casa da diversão sem hipocrisia, da embriaguez, da luxúria, das angústias e das reflexões de quem não consegue adormecer antes de a loucura se recolher novamente aos seus abrigos diurnos. De olhos bem abertos, o músico Tico Santa Cruz, líder da banda Detonautas Roque Clube, leva o leitor a um mergulho na escuridão para compartilhar seus medos e seu inconformismo, em textos viscerais que pulsam do início ao fim, madrugada adentro, até o sol nascer.


Olá caros leitores deste blog. É com muito prazer que faço essa participação aqui!

O livro que acabo de ler é Clube da Insônia, primeiro livro publicado pelo vocalista da banda Detonautas, Tico Santa Cruz. Antes de falar sobre o livro, vamos falar um pouco sobre o autor.
Para os que vão ler esse livro, vão encontrar textos em uma linha semelhante a que pode ser encontrada no blog pessoal do cantor. São textos que vão da introspecção, questionamento de sentimentos a críticas sociais e políticas, muitas vezes buscando a divulgação de informações a fim de formação de opiniões próprias.

Tico vem utilizando há algum tempo a internet e as mídias sociais (twitter, facebook, soundcloud) como principal forma de propagação do seu trabalho e questionamentos, que por vezes se misturam. Inclusive este livro (Clube da Insônia) é o seu primeiro a ser publicado, porém há um trabalho anterior, intitulado “Pólvora, Chumbo e Sexo” que foi divulgado em um site criado pelo próprio Tico e teve um capítulo liberado a cada post.

Mas por fim, vamos adentrar no assunto para qual estamos aqui.

A primeira coisa a me chamar atenção no Clube da Insônia, foi algo que justamente a Dana tinha atentado ao me entregar o livro. A diagramação. É realmente de chamar atenção, um belo trabalho, desde a capa (e o jogo de cores feito com a contra capa), entrando pelas ilustrações que abrem cada capítulo. Quem assina as ilustrações é Carlinhos Muller.

São 22 contos/crônicas divididos em duas partes. A primeira parte do livro se concentra em tópicos mais introspectivos, onde o leitor é convidado a ver questionamentos e mergulhos na mente de Tico, ao mesmo tempo que é convidado a fazer os mesmos questionamentos a si mesmo. A impressão que tive nestes primeiros contos é que foram feitos para serem lidos a noite. O ar noturno parece ajudar a contextualizar os textos.

Os contos “Eu e Ela” e “Nosso sagrado antídoto” já me convenceram que a leitura valia a pena! Temos então que nesta primeira parte do livro Santa-Cruz apresenta uma ideologia de vida, e pede para que o leitor se questione sobre sua própria realidade e sobre seus conceitos.

Já na segunda parte a temática assume claramente uma crítica a costumes sociais e exposição de modos de vida. Novamente diria que a palavra chave aqui é questionamento.

Por fim, para quem já acompanhava o trabalho anterior do front man do Detonautas, acredito que não vá se decepcionar e inclusive encontrarão referências a estes outros trabalhos aqui. Para aqueles que não conhecem, acredito que vale a pena mergulhar neste livro, e não se sentiram perdidos, ou sem referência. E ainda há aqueles que sentem uma certa antipatia por este escritor, ainda para estes também digo, se estivem algum dia, procurando um sono que insiste em se esconder, talvez na página desse livro você ache não necessariamente algo que você concorde, mas que pode lhe dar uma boa discussão.


Por Rafael Mesquita (@Rafaelmff)

| comente (:

Carolina Durães disse...

Bom dia Dana, tudo bem? Adorei a resenha do Rafael, ele está de parabéns!
O livro é interessante, achei a capa bem diferente, e os contos parecem ser ótimos.
Beijos

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D