Resenha: Invisíveis (Stef Penney)

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Título: Invisíveis
Autor: Stef Penney

Edição: 1
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580572285
Ano: 2012
Páginas: 384
Tradutor: Mauro Pinheiro


Sinopse: Quando Rose se casou com o atraente Ivo Janko, integrante de uma família de ciganos nômades, muitos se perguntavam o que os dois tinham em comum. Rose é quieta e tímida. Ivo é taciturno, porém carismático. Depois que ela desapareceu, boatos diziam que ela fugira por causa de um filho que nasceu com o problema genético da família. Mas o pai de Rose, Leon, não tem tanta certeza disso. Ele quer saber a verdade e contrata um detetive particular para descobri-la. É aí que entra Ray Lovell, um detetive, que embora pouco renomado, tem a vantagem de ser descendente de ciganos. Lovell concorda em pegar o caso. No entanto, sete anos após o desaparecimento de Rose, ele teme que tenha se passado tempo demais. Além disso, sua investigação é dificultada pelas únicas pessoas que poderiam ajudá-lo: a família Janko. Trata-se de um clã fechado, e a última coisa que desejam é um estranho se metendo em seus assuntos particulares. Ray não consegue entender a relutância deles em ajudar. Qual é o motivo de não quererem que Rose Janko seja encontrada? 


Invisíveis da Stef Penney eu peguei para ler com a intenção de ler algo diferente dos romances que estou acostumada. A sinopse era bem interessante e eu nunca tinha lido nada dessa autora e o fato dela ser inglesa também influenciou um pouco, confesso sou apaixonada pelas terras da rainha.

Ray é um detetive particular meio cigano, divorciado que leva a vida investigando principalmente casos extraconjugais, um dia um senhor misterioso chega a seu consultório e pede ajuda para encontrar sua filha desaparecida há 7 anos, Rose Janko. JJ é a outra ponta dessa história, ele é um cigano da família Janko, mora com a mãe em um trailer, próximo ao tio-avô, seus avós, seu tio Ivo (que é o marido de Rose) e Christo. Ele é um garoto que tem que lutar contra o preconceito da sociedade e contra os segredos da família.

Os capítulos do livro são alternados com a narração de JJ e Ray, o que no meu ponto de vista foi algo bem positivo pois em nenhum momento me deixou a impressão de falta de detalhes na história (o que é imprescindível para uma história de suspense), durante toda a leitura eu me vi encaixando pequenas peças de um quebra-cabeças muito bem montado pela autora, pequenos detalhes que ela deixou para que o leitor pudesse desvendar o que realmente aconteceu com Rose e quando descobrimos finalmente o que aconteceu, surge um outro mistério que não fica sem explicação.

A capa é belíssima e remete a um ambiente misterioso, a diagramação, apesar de não ter nada demais está bastante satisfatória e a revisão está impecável. Ouso dizer que Invisíveis foi um dos melhores livros de mistério que li nos últimos meses.

Classificação 



11 Comentários:

mytchelli disse...

Confesso que esse livro não faz bem o meu estilo...
Sou fã de romance msm!
Mas a capa é muito bonita msm!
bjooo

Patricia Fernandes disse...

Parece bem interessante o livro, me lembra o enredo de um filme...tem algum filme baseado neste livro?...A resenha tá muito boa parabéns adoro seu blog...

karlene disse...

Adoro livros de mistério.Fico tão envolvida com a historia que não consigo largar. Vou anotar a sugestão.

Patricia Andrea Peña disse...

Olha que eu não estava muito interessada neste livro, gosto muito de suspense, mas este livro não me chamou a atenção, do que gostei foi da capa, mas pela sua resenha, vou dar uma chance ;)
Bjs,
@PatriciaADavis

Sabrina Castro disse...

Hum... Ciganos? Não curto muito! =P

Danielle CGA Souza disse...

Eu me interessei muito por esse livro por conta de envolver ciganos... tenho certo fascínio por este povo... e ciganos misteriosos são receita para uma boa estória. Adorei a ideia de intercalar narradores... até pq um deles faz parte da família. O que me intriga é: pq esperaram tanto tempo para buscar notícias da Rose?
Vai entrar na lista com certeza!!!

Carolina Durães disse...

Oi Priscila, tudo bem?
Nossa, não conhecia o livro e adorei a resenha! Adoro esse tipo de livro, com segredos e mistérios. Eu passo o tempo todo lendo e pensando nas alternativas possíveis para os acontecimentos. Adorei a sua resenha, parabéns!
Beijos

Erica Martins disse...

Nunca tinha ouvido falar desse livro e pela sua resenha já botei na minha 'pequena' lista de leitura. Eu gosto quando os suspenses deixam pistas para nos tornarmos detetives também. Nem sempre eu acerto mas vale a pena tentar. =D
Vlw pela indicação!
@EricaMarts
v_de_veronica_ma@ymail.com




Bye

RoseFuri disse...

Oi, Pri!
Na divulgação dos lançamentos da Intrínseca, fiquei bem curiosa com a sinopse de Invisíveis. Gostei bastante da sua resenha e fiquei ainda mais curiosa em desvendar esses mistérios. Achei bacana a autora dar peças para que nós, leitores, encaixemos. Com certeza vou querer ler.
Bjs

Jeni Viana disse...

Olá! Vi esse livro no skoob, mas não fiquei tãããão interessada nele. Até que tem cara de ser um livro bom (pra mim, todos os livros parecem ser bons, já percebeu?) e não é por nada não, mas a maioria dos livros da Intrínseca são bons ou pelo menos abordam assuntos interessantes, hehe. Enquanto estava lendo a resenha, lembrei do livro A cabana, não sei porque.

KassiaCrislayne disse...

Massa! Gostei e vou botar na lista de espera! auhauhaua

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D