Resenha: O Homem Perfeito (Kate Proctor)

Edição: 916
Editora: Nova Cultural
Ano: 1995
Páginas: 120

Ginny pensou que o homem perfeito não existia... até encontrar Michael! A prioridade número um de Ginny era ajudar sua amiga a esconder da família que estava grávida. Para azar de Ginny, no entanto, a família surge representada na atraente figura de um tio de quase trinta anos, sedutor e cheio de charme, Michael Grant pensou que seria fácil conseguir desvendar o segredo que sua sobrinha ocultava... até deparar-se com Ginny: ela parecia saber guardar segredos. Mas Michael estava disposto a tudo para ter respostas às suas perguntas...

 

 

 

 

Senti uma vontade enorme de resenhar esse livro que, para mim, é um dos mais importantes da minha vida. Esse foi o primeiro livrinho de banca que li na minha vida. Uma amiga me emprestou quando tinha uns 15 anos e eu meio que me apossei dele. (rsrsrsr) Lembro de ler e reler todos os dias, tinha as cenas todas decoradas na minha memória e as repetia constantemente, imaginando cada momento. Foi daí que surgiu esse desejo e esse prazer imensor com a leitura.

O enredo é simples, não há grandes vilões ou complicadas situações acontecendo. É um livro para se ler em um estirão só. Até por que eu não conseguia parar depois que começava. Uma coisa devo confessar, o mocinho tem algumas atitudes que te fazem querer dar um tabefe nele e mandar ir se ajeitar. No entanto, temos a seu favor, que ele está sendo enganado, sente isso, e mais que tudo quer ter certeza que sua sobrinha está bem.

Acho a química (e a física, rsrsrs) dos dois muito boa. Um livrinho que te deixa suspirando no final pelo seu romance rápido e fofo. Estou a procura desse livro como uma louca, mas não encontro em nenhum sebo. Recomendadíssimo! Leiam e me digam se sentiram o mesmo. Beijos e até a próxima!

PS: Desejo incontrolável de que os livrinhos voltassem a custar apenas DOIS REAIS E CINQUENTA CENTAVOS!!!

14 comentários via Blogger
comentários via Facebook

14 comentários

  1. Seria um sonho os livros voltarem a custar isso Gracy.


    Eu também lembro do primeiro livro que li, foi uma reedição de clássico histórico e ainda lembro os detalhes.


    Romance de banca é bom demais!

    ResponderExcluir
  2. O primero romance de banca que eu li foi a pouco tempo, depois de conhecer vcs do ARF. =) Eu morria de vontade de ler os livrinhos da minha mãe, mas ela não deixava. kkkkkkkkkkkk
    E que maravilha seria se eles ainda custassem R$ 2,50.

    ResponderExcluir
  3. SABRINA - Flores Das Trevas 183 -MARGARET ROME - 1982





    Fleur
    tinha quase tudo para ser feliz: era jovem, apaixonada por Alain, seu
    marido, e morava num castelo na França, rodeado por campos cobertos de
    flores. Faltava-lhe, no entanto, o mais importante: o amor de Alain.
    Cego há alguns anos, vítima de uma série de operações que nunca davam em
    nada, Alain voltava seus olhos sem vida para Fleur, com desprezo.
    Amargurado, ele a acusava de ser uma mulher sem escrúpulos, uma
    aventureira interessada apenas em sua riqueza. Fleur não suportava mais
    aquela humilhação. Mas não tinha coragem de abandonar o homem que ainda
    amava, apesar de tudo. este foi o primeiro romance de banca de lir e relir e relir.

    ResponderExcluir
  4. Pois é gracy o primeiro romance de bancas a gente nunca esquece, esse são para se guardar para sempre como prova do crime viciante que é a leitura de um bom livro, tem que ter uma leitura leve e engraçada.

    ResponderExcluir
  5. Queria ler uns livros de banca também. É gostoso...Precisando né, para diferenciar. Gostei desse e leria com certeza.

    ResponderExcluir
  6. Livros de banca sempre um momento de paixão! ;)Verdade Gracy! Cadê esses livros de 2,5???


    Bjus...

    ResponderExcluir
  7. Oi Gracy, tudo bem?
    Que legal saber que esse é um livro marcante para você. Ainda não o li, mas pela sinopse parece ser interessante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Carolina, é um livro muito fofinho. Recomendo!

    ResponderExcluir
  9. É uma ótima pedida, não vai se arrepender!

    ResponderExcluir
  10. Marthinha, a gente nunca esquece mesmo... Um dias minhas filhas lerão!!! *-*

    ResponderExcluir
  11. Ju, é mais que bom!!! Lê esse que você vai gostar... É curtinho, uma graça!

    ResponderExcluir
  12. Não lembro o primeiro livro que li! =( Mas, já faz tempo... rs Esse parece bacana, pena que não encontramos mais essas verdadeiras raridades por aí!


    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Ri tanto agora... eu li e reli Amando o homem errado, sei as falas de cor e salteado... XD
    Amo demais... esse que vc indicou eu ainda não li, mas gostei do enredo...
    Uma pena que agora eles custem tão caro... se bem que com sorte no sebo encontramos em bom estado e barato...

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!