Desventuras em Série #11 - A Gruta Gorgônea (Lemony Snicket)

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Título: A Gruta Gorgônea 
Series: Desventuras em Série 
Autor: Lemony Snicket
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 280
Tradutor: Ricardo Gouveia 
Preço: R$ 36,50
Sinopse: Aqueles que ignorarem a advertência de Lemony Snicket encontrarão Violet, Klaus e Sunny em um tobogã, descendo as águas cinzentas do Arroio Enamorado. A situação não é das melhores: depois de resgatar Sunny das garras do Conde Olaf, os Baudelaire se vêem separados do amigo Quigley, numa jornada rumo ao pé das Montanhas de Mão-Morta. A viagem só não é mais desagradável graças à aparição do submarino Queequeg, que resgata os três das águas violentas do Arroio. Capitaneado pelo excêntrico Andarré, o minúsculo Submarino Q e sua Tripulação de Dois ainda abriga Fiona, enteada do capitão, e Phil, que já havia ajudado os Baudelaire no infeliz episódio da Serraria Alto-Astral. Em busca de um misterioso açucareiro, os seis chegam à Gruta Gorgônea, onde cogumelos venenosos e a aparição de um certo conde podem precipitar desenlaces ainda mais tristes na vida da trinca desafortunada.

Estou chegando ao fim dessa série fantástica, nesse décimo primeiro volume os irmãos Baudelaire estão presos em um tobogã descendo sem rumos para as água poluídas do Arroio Enamorado. Quando eles começam a perder as esperanças de sobreviverem, além de estarem  super tristes pela perda do amigo Quigley, são resgatados por um submarino Queequeg e seu Capitão Andarré.


Lá eles conhecem Fiona, enteada de Andarré e especialista em cogumelos. O submarino está longe da Gloria dos dias antigos e logo na chegada Violet é escalada parra tentar consertar um telégrafo, onde os membros de C.S.C. se comunicam.


O mistério do açucareiro continua, todos estão atrás dele e Capitão Andarré demonstra saber o que tem no açucareiro e como ele mesmo diz: "Há segredos terríveis, que mesmo os jovens não devem saber". E assim o mistério continua. Examinando as cartas náuticas, Klaus descobre para onde a forças das águas levaram o açucareiro e assim eles embarcam na aventura da Gruta Gorgônea.


Os Baudelaires e Fiona descobrem uma passagem da Sociedade Secreta C.S.C. dentro da Gruta Gorgônea e um cogumelo que eles estavam cultivando totalmente letal. Nesse volume o autor passa a contestar o que seria "gente boa" e "gente ruim". Porque o lado bom da Força estava cultivando cogumelos letais e os irmãos começam a se questionar. Nesse volume os irmãos são traídos por alguém que eles consideravam amigos e o Capitão Andarré some. Ninguém sabe como nem onde ele foi parar. 


"É horrível contemplar esse tipo de vida, em que a pessoa é sempre forçada ao movimento por uma variedade de coisas misteriosas e poderosas, sem jamais poder permanecer por muito tempo em um lugar, sem jamais encontrar um santuário, um lugar seguro que se possa chamar de lar sem jamais conseguir virara a sorte por muito"                                                                                                                                                                         Pág. 249

O que mais me encanta nessa série é porque mesmo ela sendo considerada infantil ela prende totalmente o leitor, existe mistérios demais. Nesse volume uma pessoa que sempre é citada pelo personagem Jaques Snicket (sim gente, é esse sobrenome mesmo, parece que o autor escolheu um "parente" que sempre se envolve em todos os mistérios e todos acreditam que está morto, mas eu acho que não) revolve aparecer e resgatar os irmãos. Acho que no volume 12 a sorte dos irmão virará. Estou ansiosa demais para terminar.  

Se você não leu essa série ainda,não sabe o que está perdendo, pois ela é MARAVILHOSA. 


Beijos e espero que vocês gostem 


Classificação: 

3 Comentários:

Kamylla Cavalcanti disse...

Não sou muito de séries mas gostei da história! eu curto aventura!

Lariza Barbosa disse...

essa é maravilhosa e os livros são rapidinhos de ler.Obrigada pelo comentário

Carolina Durães disse...

Oi Lariza, tudo bem?
Eu me torno até repetitiva ao se tratar dessa série, mas ela é simplesmente maravilhosa. Parabéns pela resenha!
Beijos

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D