Resenha: Luxúria (Eve Berlin)

terça-feira, 13 de novembro de 2012



Edição: 1
Editora: Lua de Papel
ISBN: 858178027x
Ano: 2012
Páginas: 256
Tradutor: Inês Pimentel
Sinopse - Luxúria - Trilogia Luxúria - Livro 01 - Eve BerlinQuando achava que era hora de parar... Ela então pediu por mais... Quando Dylan Ivory, escritora de romances eróticos, recebe o contato de Alec Walker, nem imagina o quanto esse homem pode mexer com seus pensamentos. Conhecido por ser um famoso dominador em relações sadistas e sadomasoquistas, Alec tenta convencer Dylan de que a melhor forma de se aprofundar no assunto - e então escrever um livro o mais próximo possível da realidade - é viver uma experiência como submissa e sentir na pele a sensação desse tipo de relação. Para Dylan, essa proposta será difícil de ser aceita - uma vez que ela é fanática por ter o controle de tudo em sua vida. Embalados por um misto de prazer e apreensão, o casal se vê em uma situação tentadora enquanto evitam entregarem-se ao sentimento que nasce entre eles.


Com essa onda de livros sensuais e eróticos que assolou o mercado literário nos últimos meses, nada mais normal do que quem gosta desse tipo de literatura, ficar com as expectativas altíssimas a cada novo livro lançado. E com Luxúria não foi diferente. O enredo é sobre uma famosa escritora de livros eróticos, Dylan Ivory que está escrevendo um novo livro e dessa vez é sobre submissão, dominação e sadomasoquismo (BDSM) e como ela não sabe quase nada do assunto ela foi encaminhada a Alec Walker que é praticante - e especialista no assunto - para uma entrevista sobre o mundo BDSM da cidade. Alec é aquele típico cara que é o gostosão e que chama atenção por onde passa. Moreno, alto, bonito e sensual (como diria o Latino hahaha) e é óbvio que Dylan iria se sentir atraída por ele... e ele por ela.

E aí o livro começa...

O livro não é ruim, não mesmo... O único problema é que é mais do mesmo e é bem corrido. Tudo acontece MUITO RÁPIDO. Todo mundo sabe que nos Estados Unidos as pessoas não tem costume de se tratar pelo primeiro nome, como aqui no Brasil. Muitas vezes até velhos conhecidos se tratam pelo sobrenome e nesta obra, assim que Dylan encontra Alec pela primeira vez eles já começam a se tratar pelo primeiro nome como se já fossem velhos conhecidos e a atração que eles sentem um pelo outro dá a impressão de ser forçada porque no minuto em que se veem um não para mais de pensar no outro e fica daquele jeito de que um parece sobreviver por causa do outro. Geralmente coisas como essa não costumam me incomodar mas dessa vez me incomodei bastante porque a relação deles ficou muito íntima rápido demais, isso me irritou muito.  

Dylan que afirma ser uma controladora nata e quando Alec sugere que ela se submeta a ele para poder entrar de vez no universo sadomasoquista, pois só assim ela conseguirá passar a veracidade das experiências para o livro, ela afirma que seria uma dominatrix mesmo ele dizendo que ela é uma legítima submissa, Dylan então aceita no ato e se torna submissa muito rápido! Eu achei que ela fosse dar trabalho pra ele e tentar se rebelar alguma vez mas a mulher é totalmente passiva... E tudo acaba se tornando bem previsível.

A partir desse momento é só sexo o tempo todo... Eu adoro livros hot, gosto muito mesmo mas eu gosto quando tem uma história, um pano de fundo e não só sexo o tempo todo. As cenas quentes são bem legais e pra quem não liga de não ter um enredo mais elaborado, está tudo muito bem.

Não sei se pretendo ler o restante da série, ainda não decidi se gostei o bastante para ler a sequência. A verdade é que eu sou bem chata com livros eróticos, para me agradar é muito difícil então é mais provável que todo mundo goste muito mais do que eu gostei...rs Recomendo para quem quer ler uma história bem hot para passar o tempo e não precisar pensar muito. A narrativa é envolvente e prende o leitor. Enfim, leia e tire suas próprias conclusões. 


8 Comentários:

Marilia Kelvia disse...

Dana, tô ate curiosa com esse livro só de não ter um trauma ou abuso na infância, já o torna diferente dos outros que estão tão em alta. Eu tbm sinto falta desse pano de fundo, pq acaba tudo se resumindo a sexo, parece ate que não há envolvimento pessoal. Vou procurar ler esse para ver o que acho.
bjs

Cristiane Silva disse...

Sou a unica que achou graça nesse livro? Sério, desses todos que saiu - 50 tons, toda sua - achei esse melhor....

Miss V. Ivashkov disse...

Então... Mais um. Esse eu posso comentar porque já li. Li ele sem ter lido nenhuma resenha, nem nenhuma expectativa, nem nada, então, acho que foi mais fácil de quebrar(ou não) a cara. O livro é rápido. Corrido. Talvez ao ponto de ficar confuso, porque mesmo as coisas acontecendo daquele jeito, muitas não se ligavam...

Digo, como alguém que sente pura atração fisica e que nunca teve um encontro de verdade que não passaria de conversa no final da noite poderia se apaixonar tão rápido? Principalmente para o Alec, que já estava acostumado com submissas (que na minha opinião, foi apenas o que ela foi, não passou disso)...

Confuso, realmente.

Adorei sua resenha, anyway. Falou bem o que pensei. Claro, acho que o pano de fundo faltou, mas afinal, quem anda procurando isso hoje em dia, né? Autores não vão ligar se não vai vender ~ agora que sai uns melhores tipo "Algemas de Seda", que pretendo ler, o povo vai ficar mais critico...

Beijos,

Vitória

Shake Your World

Priscila Siqueira disse...

eu ia comprar, chega brochei depois da resenha kkkkkkkkkkkkkkk

rusher cover girl ♔ disse...

Eu li luxúria e tive algumas impressões que você também teve, mas eu gostei bastante do livro, tirando alguns pontos (de tudo ter acontecido muito rápido, também achei isso e de ela ter virado submissa quase que dois segundos depois de dizer que não ia ser uma submissa (?), tipo...)
Mas recomendo, se você quer ler um livro hot hot mas com uma boa história: a série "Goddess" da P.C Cast *-*

- Deusa do Mar
- Deusa da Primavera
- Deusa da Rosa

São livros independentes, as histórias são diferentes, lançou Deusa do Amor e Deusa da Luz, mas eu ainda não pude comprar... :/ Mas dos que eu li, os que eu mais gostei foram Deusa do Mar e Deusa da Rosa, Deusa da primavera é bom, mas algumas coisas eu não gostei muito no decorrer da história, mesmo que ele seja um livro muito bom também :D

Bom, é isso, desculpa o texto, espero que você goste desses livros se algum dia resolver ler, recomendo!

Patricia Andrea Peña disse...

Oi Dana!
Dei 4 estrelinhas, sou suspeita para falar, gosto do gênero erótico e mesmo não tendo um grande enredo o livro me convenceu, sim tudo aconteceu muito rápido, mas por ser um livro eu não liguei, porque se fosse eu seria bem mais difícil rsrsrrss, eu vou continuar lendo a série, quando eu ler o segundo livro te conto o que achei ok?.
Bjs,
Pati

Carolina Durães disse...

Bom dia Dana, tudo bem?
Eu pensei a mesma coisa, fiquei sentindo falta de uma pequena briga de poder entre eles... foi só o cara falar que a garota se submeteu rs.. bem sem graça....
Beijos

♪ aninha ♫ disse...

hum...pensei que o livro teria mais,claro ler cenas hots é A+(quando se é bem feita) mas como vc bem disse,se tudo for muito rápido e não tiver um pano de fundo que dê sentido a história,o livro perde a graça.quero ler Luxúria,mas com certeza,não é minha prioridade de leitura. bjks!

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D