Resenha: Feita de Fumaça e Osso (Laini Taylor)

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580572483
Páginas: 382
Sinopse: Pelos quatro cantos da Terra, marcas de mãos negras aparecem nas portas das casas, gravadas a fogo por seres alados que surgem de uma fenda no céu.Em uma loja sombria e empoeirada, o estoque de dentes de um demônio está perigosamente baixo. E, nas tumultuadas ruas de Praga, uma jovem estudante de arte está prestes a se envolver em uma guerra de outro mundo.O nome dela é Karou. Seus cadernos de desenho são repletos de monstros que podem ou não ser reais; ela desaparece e ressurge do nada, despachada em enigmáticas missões; fala diversas línguas, nem todas humanas, e seu cabelo azul nasce exatamente dessa cor. Quem ela é de verdade? A pergunta a persegue, e o caminho até a resposta começa no olhar abrasador de um completo estranho. Um romance moderno e arrebatador, em que batalhas épicas e um amor proibido unem-se na esperança de um mundo refeito

"Feita de fumaça e osso" título esquisito né? O livro conta a História de Karou, uma "humana" que os únicos familiares são criaturas sobrenaturais chamada Quimeras. Karou não sabe de onde veio, apenas que ama aquelas criaturas e que seu cabelo nasce azul porque Brimstone concede colares com pedras que realizam pequenos desejos.

Karou viaja o mundo através de uma passagem mágica da loja de Bristmore comprando dentes. Isso mesmo, dentes. Ela não sabe para que servem mas escolhe sempre os melhores porque esta tarefa é importante para Bristmore. Em uma ida a loja de Bristmore ela vê um marca negra em forma de mão talhada na madeira da porta, no início não dá muita importância, mas mal sabe ela que um anjo está intrigado por uma "humana" ter livre acesso ao mundo que ele tanto enoja.

Akiva o anjo vive em um mundo de guerra onde sua função é matar o maior número possível de Quimeras. Uma atração inexplicável ocorre entre Karou e Akiva, mas não pense que o livro é um romance a lá famílias inimigas. Devido a imaginação da autora e narração vai nos surpreendendo. Não e à toa que Karou na língua Quimera significa esperança.

Os acontecimentos vão passando e a merca na porta é um sinal para os anjos incinerem o portal e os Quimeras que estão neles, portanto Karou fica sem sua família e mesmo sabendo que Akiva é o responsável ela não consegue odiá-lo. Tentando descobrir o porque Karou vai atrás de respostas e sua origem vai sendo desvendada.

Eu li o livro de uma vez só. Não consegui parar. Mesmo o tema ser um pouco 'batido" a maneira como é contada é que não nos deixa largar a vida de Karou. Gente o livro é tão bom que se os blogs falarem dele demais gera spoiler e se falarmos qualquer coisa acarreta um desdobramento na narração e eu não quero isso. A narrativa é tão ÚNICA que só lendo resenhas vocês não saberão a real mágica do livro. Esse é o típico "tem que ler"

Beijos