Resenha: O homem com olhos de safira ( BJ James )

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Edição: 0
Editora: Nova Cultural
Ano: 1993
Páginas: 160
Tradutor: Maria Albertina C. Gouveia Jeronymo


Um encontro casual em um elevador, e Meg fico irresistivelmente atraída por um estranho com olhar misterioso e sedutor. Um desconhecido que, para seu próprio bem, não esperava mais rever... Mas o destino é implacável: quando Meg precisou de um marido para fazer a adoção de um bebê, o enigmático fazendeiro Rod McLahlan apareceu outra vez. Ele ofereceu seus "serviços", porém Meg teve medo de se apaixonar e se perder no insano e avassalador desejo que só esse homem com olhos cor de safira podia aplacar!



Sabe aquele livrinho que você NÃO conhece pela capa? Que você olha e acha que vai ser só uma leitura chatinha e no decorrer da história percebe como se enganou? Pois esse é um desses. Não dei nada pelo casal quando bati o olho e comecei a leitura até meio desestimulada. Mas fui surpreendida!
Os dois são um casal muito fofinho e tenho que destacar a candura dos irmãos dele, que ajudam a juntar o casal em tudo e, principalmente, do bebê Tyler que Meg adota. (Calma, não estou dando spoiler, ela adota o bebê, na primeira página do livro. hahaha) Até eu me apaixonei pelo bebê, imagina eles. Todo mundo sabe que eu sou louca por livros com bebês!
O desenrolar da história é muito simples, sem reviravoltas bruscas. O que gostei muito foi o fato dos dois não demorarem muito a se entregar ao amor e mesmo enfrentando problemas permanecerem juntos. Como podemos perceber é um livrinho bem antigo, mas que me proporcionou momentos muitos gostosos. Às vezes precisamos deixar os preconceitos de lado para aproveitarmos as coisas boas da vida. Leia e não vai se arrepender. Muito recomendado. Boa Leitura!!!

4 Comentários:

Enfim Shakespeare disse...

Gostei da resenha simples e direta, deixou bem claro seu ponto de vista e o novo aprendizado que você teve ao avaliar esse livro.

http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

Danielle CGA Souza disse...

Nunca tinha visto esse, mas de verdade a capa não ajuda mesmo, por sorte eu amei a resenha, essa de se acertar logo é tão raro de acontecer que ao ver um destes tb me encanto. Tb curto livrinhos com bebês, eles fazem uma boa diferença.

Jeni Viana disse...

Nossa! Não daria nada pelo livro, levando em consideração a capa que é bem velha - e a edição - sem contar que ainda não tive a oportunidade de ler livros de banca. Acho que seria legal começar por esse, porque logo pelo título me interessei. E ainda tem bebês!

Carolina Durães disse...

Oi Gracy, tudo bem?
Adorei a sua resenha e o nome do livro, achei ótimo rs
beijos

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D