Resenha: Quem poderia ser a uma hora dessas? (Lemony Snicket) Só perguntas erradas #01

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013


Título original:
WHO COULD THAT BE AT THIS HOUR?Ilustrações: Seth
Tradução: André Czarnobai
Páginas: 240
Preço: R$ 29,90
Sinopse - Quem poderia ser a uma hora dessas? - Só Perguntas Erradas - Livro I - Lemony Snicket: 
Em uma cidade decadente, onde se criam polvos para a produção de tinta, onde há uma floresta de algas marinhas e onde um dia funcionou uma redação de jornal em um farol, um jovem Lemony Snicket começa o seu aprendizado em uma organização misteriosa. Ele vai atender seu primeiro cliente e tentar solucionar o seu primeiro crime, aos comandos de uma tutora que chama carro de “esportivo” e assina bilhetes secretos. Lá, ele vai cair na árvore errada, vai entrar no portão errado, destruir a biblioteca errada, e encontrar as respostas erradas para as perguntas erradas - que nunca deveriam ter passado pela cabeça dele. Ele escreveu um relato sobre tudo o que se passou, que não deveria ser publicado, em quatro volumes que não deveriam ser lidos. Este é o primeiro deles.



Quem poderia ser a uma hora dessas? de Lemony Snicket é um livro para todas as idades. Apesar de ser todo ilustrado e ser escrito por um Lemony com seus 11/12 anos. Quem já leu Desventuras em Série conhece o humor sarcástico e ácido típico de Daniel Handler/ Lemony Snicket. 

Em Desventuras em Série, Snicket apenas narrava a história, sem de fato participar dela. Já em sua nova série "Só perguntas erradas" ele é narrador-personagem e a história se passa no mesmo ambiente de Desventuras, só que antes. Não é necessário ler Desventuras para entender esta série, mas um personagem ou outro vai dar as caras. 

Snicket acaba de se formar e tornou-se aprendiz de uma organização secreta e pra lá de misteriosa, e escolheu como sua tutora S. Theodora Markson, a pior, de uma lista de 52 tutores, propositalmente, para que assim pudesse ter tempo e 'privacidade' para trabalhar em alguns projetos com uma pessoa misteriosa com a qual troca recados como se fossem títulos de livros. 

Lemony e S. Theodora Markson (por favor, não me pergunte o que significa o "S", esta é uma pergunta errada!) foram designados para resolver o mistério de um roubo de uma estatueta na cidade de Manchado-pelo-Mar. A cidade está quase abandonada, pois antes sobrevivia da produção de tinta de polvos, mas como o mar foi "drenado", então, sem polvos = sem tinta. A cidade está em decadência e agora só poucos comércios e alguns habitantes ainda permanecem lá.

Não posso contar mais sobre o enredo pois é dar spoiler demais e qualquer coisa pode ser spoiler neste livro. Daniel Handler/Lemony Snicket sabe como prender a atenção do leitor do início ao fim com diversas referências à cultura pop e suas tiradas sarcásticas que tanto me agradam. 

Lemony é um personagem cativante e assim que chega a Manchado-pelo-Mar já faz algumas amizades, como Moxie, a filha do dono do jornal da cidade, os irmãos Chico e Juca do táxi, Qwerty da biblioteca, Próspero Perdido do Hotel Braços Perdidos e alguns outros... mas como nem Jesus Cristo agradou a todos, tem gente querendo acabar com ele. 

O autor deixa muitas pontas soltas para os próximos volumes e isso me irrita muito, só não me irritou mais porque é característico do Lemony fazer isso e sabemos que seus livros são muito subjetivos, pelo menos em Desventuras ele não responde a todas as  perguntas que propôs e muitas vezes nos deixou a ver navios, mas a gente perdoa porque é ELE! Na verdade ele é um dos poucos autores que pode fazer isso sem que as pessoas fiquem morrendo de ódio dele. Eu espero que ele responda pelo menos algumas das perguntas erradas deste livro, se ele não disser pelo menos o que significa o "S" do nome da tutora, desisto de viver! rs

Mais do que recomendada a leitura de "Quem poderia ser a uma hora dessas?", a edição da Editora Seguinte está perfeita, eles mantiveram a capa original somente adaptada para o português. As ilustrações de Seth são muito legais e te deixam altamente curioso sobre a cena em questão e nem preciso comentar sobre a revisão e diagramação né? Sobre a tradução não posso comentar pois não li o original em inglês, mas acredito que deve estar boa. :D Leiam! Leiam! Leiam!

"O olhar de Ellington vagou pelo gramado, mesmo que não houvesse muito para se olhar por ali.
-Lembrei de um livro que meu pai costumava ler para mim - ela disse. - Um monte de elfos e outras criaturas entram numa tremenda guerra por causa de uma joia que todo mundo quer, mas ninguém pode usar.
- Nunca gostei muito desse tipo de livro - respondi. - Sempre tem um mago muito poderoso que acaba não ajudando muito." pág. 217

BOOKTRAILER:



5 Comentários:

Priscila Siqueira disse...

Gostei nunca tinha ouvido falar desse livro nem nada, de Desventuras em Série eu só vi o filme e não curti, achei tosco kkkkkkkkkkk mas quem sabe em algum futuro eu não leia? nunca se sabe!! bjs Dana <3

Gracy Ursulino disse...

Nunca li nada do autor, mas o pouco que vi do filme Desventuras em série, não faz muito meu estilo. Mas a vida nos surpreende. Quando tiver oportunidade lerei e quem sabe mude de ideia...

Bruna disse...

Juro que fiquei impressionada...

O Lemony Snicket!!! o personagem!! uuuuuuuuuuuuuuuuhhhhuhuhuhuhuhu

Não sei como esse homi nao fica doido... uma hora autor lemony outro personagem, narrador lemony outra daniel ele mesmo... não fico admirada se ele for "multipolar" hehehe

Fiquei beeeem curiosa e com vontade de ler o livro.

Carolina Durães disse...

Oi Dana, tudo bem?
Esse livro já está na minha listinha de desejados há um tempinho, estou muito curiosa com ele rs.
Parabéns pela resenha.
Beijos

Lorenna Rodrigues disse...

Oi, Dana!

Desde do evento quero muito ler esse livro. Nunca li nada do Lemony/Daniel, mas só pelo que vocês falaram, já me deu vontade. Mas essa história dele não responder a várias perguntas me deixou irritada hahahaa principalmente porque sou muito curiosa. Vou tentar lê-lo em breve!

Beijos
http://enclausuradas.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D