Resenha: Uma Garrafa no Mar de Gaza (Valérie Zenatti)

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Título original: UNE BOUTEILLE DANS LA MER DE GAZA
Edição: 1
Editora: Seguinte
Ano: 2012
Páginas: 128
Tradutor: Julia Simões
Preço: R$ 24,90
Um homem-bomba se explodiu dentro de um café em Jerusalém. Seis corpos foram encontrados. Uma garota, que se casaria naquele dia, morreu junto com o pai "algumas horas antes de vestir seu lindo vestido branco". E Tal não consegue parar de pensar em tudo isso. Tal é uma israelense que, como toda garota de dezessete anos, vive suas primeiras experiências - o primeiro grande amor, as primeiras escolhas profissionais e também o primeiro atentado. Depois de vivenciar esse momento trágico, ela escreve uma carta a um palestino imaginário, coloca em uma garrafa e pede ao irmão, que presta o serviço militar perto de Gaza, para lançá-la ao mar. Algumas semanas depois, recebe a resposta de um certo "Gazaman"...
 Não é tão simples resenhar um livro como esse. Primeiro por que ele é extremamente curto. Conto isso como ponto negativo para ele. Pelo fato de ser escrito, em sua quase totalidade, em foma de emails trocados se torna às vezes um pouco tedioso.

No entanto o pano de fundo e a essência do livro nos prendem muito facilmente e nós superamos esses probleminhas sobre os quais falei muito facilmente. É um livro lindo. Fala de amor, de perdão, de confiança, mas acima de tudo fala de ESPERANÇA. Para nós que vivemos aqui no Brasil, um país relativamente pacífico, (se não considerarmos as “guerras urbanas”) é difícil imaginar a realidade de alguém que vive em um lugar como Jerusalém ou Gaza…

Nesses dias a tragédia de Santa Maria chocou o país inteiro e lendo esse livro me perguntei como seria viver lá e enfrentar tragédias como essa a cada 2 dias. Dizer adeus todos os dias aos que amamos sem saber se essa pessoa voltará inteira para nós ou será vítima de um atentado ao virar a próxima esquina. Esse livro nos faz pensar sobre o quão afortunados nós somos e também sobre o quanto ainda precisa ser mudado no mundo e principalmente no coração das pessoas.

O final não foi o que eu queria. Não mesmo, sabe por que? Eu queria mais, me deixou com gostinho de BIS. E o que me consolou foi saber que há um filme sobre ele. Deixo com vocês o trailer que já me deu a dica de que algumas coisas foram mudadas do livro. Mas enfim qual é o filme 100% fiel ao livro? Vou me contentar com ele e torcer para que o final do filme mostre um pouco mais do que no livro que me deixou com a sensação de que faltaram algumas páginas na hora da impressão! Beijos e SIM, eu recomendo!!!

Trailer: Uma Garrafa no Mar de Gaza


5 Comentários:

Thais Priscilla disse...

Li várias resenhas deste livro ultimamente e cada vez fico mais interessada.

Assim que tiver oportunidade tentarei ler :)

Beijinhos,

Thais Priscilla

http://thaypriscilla.blogspot.com.br

Gladys Sena disse...

Só li bons comentários desse livro, ;)

Danielle CGA Souza disse...

Taí gostei, tem um teor dramático e um peso reflexivo. Não sabia dele, menos ainda do filme. hahaha... desatualizada.
Deve ser mesmo horrível viver com o coração na mão imaginando que a qq momento pode perder uma pessoa importante.

aninha disse...

admito que comecei a ver o filme mas não sabia que era livro (só eu mesmo) mas não cheguei a ver todo.achei o filme bem meia boca,mas quem sabe se eu ler o livro eu mude de opinião.vc disse muito bem na resenha,as vezes não nos damos conta de que somos de um jeito diferente abençoados.deve ser um livro tocante,amor,perdão e esperança...=) quando aparecer oportunidade,com certeza vou ler.

Carolina Durães disse...

Amei a resenha! O livro já está nos meus desejados e após vir aqui conferir a resenha, só aumentou a minha vontade de ler!
Parabéns!
Beijos

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D