Resenha: O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares (Ransom Riggs)

Livro:O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares
Autor:Ransom Riggs
Edição: 1
Editora: Leya
ISBN: 9788580442670
Ano: 2012
Páginas: 336
Tradutor: Edmundo Barreiros



Sinopse: Tudo está à espera para ser descoberto em O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares, um romance inesquecível que mistura ficção e fotografia em uma experiência de leitura emocionante. Nossa história começa com uma horrível tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo – por mais impossível que pareça – ainda podem estar vivas.


Acabei de ler O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares de Ransom Riggs, confesso que esse não é o tipo de livro que me chama atenção e que eu não tenho o costume de ler, não sei nem definir o tipo de livro que ele é, acho que uma mistura de suspense com aventura e fantasia, talvez.

Jacob é um rapaz que cresceu ouvindo seu avô, que era um judeu que sobreviveu a segunda grande guerra e foi criado em um orfanato especial. Quando seu avô é assassinado ele descobre que as histórias que ouviu desde criança podem estar mais perto da realidade do que ele imagina. Ele parte então para a ilha de Cairnholm, que fica as margens do País de Gales, para descobrir o que realmente aconteceu e o porque de seu avô ter sido assassinado.

Bem vamos lá, o livro é todo narrado em primeira pessoa, ou seja, o Jacob é quem nos conta a história, ao chegar a 75% da leitura eu ainda não sabia se gostava dele ou não, as vezes sim e as vezes eu achava que por a história ser contada em primeira pessoa nós, os leitores, perdíamos muito da riqueza a ser explorada no enredo. Por exemplo, a questão das marcas deixadas pela Segunda Guerra em crianças que sobreviveram ao horror dos massacres e campos de concentração. Por outro lado, eu entendo que por ser em primeira pessoa nós temos acesso a uma gama maior de sentimentos do protagonista. Dei um enorme desconto pro autor, pois essa é sua primeira obra.  

A capa é meio aterrorizante não é? Sério eu realmente fiquei com medo dela e já coloquei o exemplar no fundo da minha estante. Agora, o grande destaque do livro vai para as fotografias que recheiam e complementam a história, dei uma pesquisada e pasmem todas são reais.  Esse é o primeiro livro de uma série e é uma ótima opção pra quem está com o número de séries em baixa com algumas outras que estão se encerrando por aí!

Classificação

8 comentários via Blogger
comentários via Facebook

8 comentários

  1. Olá, Priscila!

    O Orfanato da Srta. Peregrine, possui uma premissa muito interessante e uma capa aterrorizante. Este não é o tipo de livro que leria, pois tenho receio quanto a livros do gênero, haha. Contudo, não sabia que o livro fazia parte de uma série, fiquei muito surpreso! Pelo meu ponto de vista, o autor inovou e muito, dando características belíssimas para a trama, o uso das imagens auxiliou na expressividade da obra. Talvez um dia dia eu leia, não é mesmo?

    Um beijo, http://umleitoramais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Danielle Casquet6 de abril de 2013 10:50

    Nossa eu tbm não leria um livro com esta capa, muito deprimente... mas achei a história interessante não tenho hábitos de ter livros assim em casa, mas vou dar um jeito de ler!!!

    bjsss

    Dani Casquet livrosajaneladaimaginacao.blgospot.com

    ResponderExcluir
  3. sou uma covarde quando se trata de livros de terror,olhei pra essa capa já fiquei com um pé atrás. mas pra minha surpresa,o livro não é só isso,tem aventura,e o toque sobrenatural dele não é um terror propriamente.esse negócio de foto dentro do livro e ainda mais sabendo que são reais,não gostei muito não. me incomoda... rsrs se aparecer oportunidade,vou ler com certeza.

    ResponderExcluir
  4. Eu sou apaixonada por livro neste gênero. Não sabia que o livro fazia parte de uma serie, assim que possível vou querer muito ler este livro.
    Ta que quando eu li na rua resenha que todas histórias do livro são reais, fiquei com um certo medinho, mas a minha curiosidade é bem maior. ahaha
    Adorei a sua resenha, muito boa e me deixou com muita vontade de ler este livro! ;)

    ResponderExcluir
  5. Carolina Durães8 de abril de 2013 09:01

    Oi Priscila, tudo bem com você?
    Adoro o gênero, mas infelizmente ainda não tive a oportunidade de ler esse livro.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. To louca pra ler esse livro, só estou esperando uma boa promoção.

    E você pretende ler a continuação?



    Beijos!


    ps.: Fiz o mesmo com o livro do Precisamos Falar Sobre o Kevin, porque a capa me dava medo.

    ResponderExcluir
  7. Enviado por Samsung MobileDisqus escreveu:  Settings

    A new comment was posted on Feed your Head

    Dalila Souza
    To louca pra ler esse livro, só estou esperando uma boa promoção.
    E você pretende ler a continuação?
    Beijos!
    ps.: Fiz o mesmo com o livro do Precisamos Falar Sobre o Kevin, porque a capa me dava medo. 10:29 a.m., Monday April 8


    Reply to Dalila Souza




    Moderate this comment by email

    Reply to this email with “Delete”, “Approve”, or “Spam”, or moderate from the Disqus moderation panel.



    You're receiving this message because you're signed up to receive notifications about activity on threads authored by danafortal. You can unsubscribe from these emails, or reduce the rate at which we send them by adjusting your notification settings.

    ResponderExcluir
  8. Li MUITAS coisas legais sobre esse livro. Parece ter uma estória bem diferente e super interessante! :) Quero comprá-lo o quanto antes!
    Ótima resenha!


    Beijos!
    www.desejoliterario.com

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!