Resenha Premiada: O Enigma da Borboleta (Kate Ellison)

segunda-feira, 1 de abril de 2013



Livro: O Enigma da Borboleta
Autor: Kate Ellison
Edição: 1
Editora: Leya
ISBN: 9788580447408
Ano: 2013
Páginas: 312
Tradutor: Alice Klesck



Sinopse: Um suspense eletrizante onde qualquer movimento em falso pode ser fatal. Penélope Marin, ou simplesmente Lo, é uma adolescente um tanto incomum – ela sofre de transtorno obsessivo compulsivo, que ficou mais intenso depois da morte de seu irmão Oren. Além disso, Lo adora colecionar bibelôs, mesmo que tenha que roubá-los (Ela também tem traços de cleptomania). Num desses “resgates” – como ela mesma diz – Lo encontra uma bela borboleta, que pode ter colocado sua vida em perigo. Essa figura está ligada a um assassinato e Lo pode ser a única testemunha desse crime.

O Enigma da Borboleta é um dos lançamentos da Editora Leya e é um romance eletrizante! Comecei a lê-lo sem muitas pretensões e não consegui mais largar, resultado? Dois dias lendo direto e uma madrugada quase em claro.

Lo é uma menina de dezesseis anos que tem claramente um problema, transtorno de ansiedade, desde criança, mas com a morte do seu irmão as coisas pioraram. Sua mãe que antes tomava conta dele, passou para um estado vegetativo e seu pai passa mais horas no trabalho tentando lidar com a própria dor.  Após  estar no lugar errado na hora errada, tudo na sua vida muda. Ela começa a investigar um assassinato e acaba por conhecer Flynt, um morador do bairro Neverland, onde aconteceu o assassinato.

Posso afirmar que a história é muito bem bolada e até perto do final a autora nos induz a pensar uma coisa totalmente diferente. Lo é realmente muito perturbada, e por várias vezes eu me peguei agoniada com os rituais dela, suas manias de simetria e seus números perfeitos e imperfeitos. Já Flynt me lembrou muito um dos meninos perdidos do Peter Pan, ele é um artista e é muito fofo, fazendo referências e chamando Lo de lady e rainha. Não se enganem tudo nessa história está conectado, o destino conspirou para esses dois  se encontrarem e Lo conseguir finalmente sua redenção.

          A capa do livro é linda, toda em preto e vermelho com borboletas. A diagramação além de ter a letra em tamanho perfeito, tem borboletas estampadas nos rodapés ou topos das páginas o que dá um toque super especial.

       Junto com o livro a editora Leya mandou uma cartinha e um pingente de borboleta super lindinho, eu postei a foto no meu instagram, para quem não viu aqui está:


                                                    Ps: desculpem a qualidade da imagem
Classificação



SORTEIO
a Rafflecopter giveaway

21 Comentários:

Ketelin Natieli Wochner disse...

Adoro livros com suspenses, e esse parece muito bom. Além da capa linda, e da história, os personagens também parecem ser legais.
Espero ganhá-lo no sorteio!


Beijos!

Dany disse...

O próprio nome do livro já sugere um mistério no ar.
Ainda não tinha lido nenhuma resenha dele, só tinha visto a capa mesmo e até que gostei. Um pouco estranha, mais gostei.
Quanto a história, fiquei aqui super curiosa para saber como isso tudo vai se resolver.
Gostei.
Beijos....

Kelry Caroline disse...

Adoro ler livros com a narrativa na primeira pessoa. A capa é linha e a sinopse me chamou bastante a atenção.

Tânia Regina disse...

Eu tenho esta mania de arrumar tudo simetricamente. Coisas desalinhadas me incomodam. Dá pra conviver com isso, mas eu resisto bastante pra não sair arrumando até o que não é meu rsrs.

Danielle Casquet disse...

Gostei da sinopse do livro, to curiosa pra ler!!

aninha disse...

não gostei muito dessa capa,mas pela resenha é um livro que é pra ler pra ontem! acho que me identifico com Lo no quesito ansiedade,as vezes não me aguento,e a mania de ver TUDO organizado. acho legal esse equilibrio que ela vai achar dentro dessa investigação com Flynt. vou participar da promo,quem sabe eu ganhe?!

PS: quero o pingente também ,que fofo ^^ rsrs

Danielle CGA Souza disse...

Nossa tão nova e vai investigar um assassinato? Maluquinha de pedra.
Espero que esse jovem seja fofo de verdade e não fingimento. Gostei do nome que escolheram para o bairro.. haha.
Mas a capa achei feia, no entanto o que interessa é o conteúdo. =)
Lindinho o pingente. =)

Waldirene Bandeira disse...

Ai queria eu ter mania de arrumação rs, minha casa não totalmente desorganizada..mas tem dias que chega perto.
O livro parece ser um suspense policial muito bom, tudo conectado..deve ser bem escrito, beijos.

Cristiane Silva disse...

Quem ama um suspense daqueles que te deixam doido lendo um livro, senti que é esse um deles. Gostei da sinopse e vi um monte de pessoas falando bem dele quando anunciou o lançamento. Fiquei bastante curiosa com esse livro, é bem bom heim?!

Ariana Alves disse...

Eu gostei da capa tb, cores chamativas.
Quisera eu ter mania de deixar as coisas simetricamente iguais...
Lindíssimo esse pingente e todo esse carinho da editora Leya.
Bjus!

Carolina Durães disse...

Oi Priscila, tudo bem?
Eu já tive a oportunidade de ler esse livro e adorei. O fato da mocinha ter seus próprios complexos, medos e imperfeições, as vezes se arriscando por causa deles, deixou o livro irresistível.

Parabéns pela resenha.
Beijos

Marcia Paiva disse...

Adoro suspenses. Ao contrario da protagonista sou bagunceira. E coitado daquele que arrumar ela. Simplesmente fico perdida e é ai que não acho nada. Gostei da sua resenha. A capa realmente é bem legal, chamativa. Beijim

Marcia Sonoita disse...

Me identifiquei muito com a trama , com as manias , sério tenho muitas delas , tipo arrumar td igual e outras e quando o autor coloca em seus personagens características que nos aproxima, deixam a leitura mais fácil.

Mey disse...

Em primeira vista não havia me interessado pelo livro, por causa da capa que n me interessou, achei sem graça, mas qdo li uma resenha e vi que se tratava de alguem com um transtorno de ansiedade, já me identifiquei...Gosto mto de ver como os autores tratam esse tipo de situação.Bjksss

Manu Hitz disse...

Fiquei interessadíssima pelo livro ao ler a sinopse. Depois da resenha, então... Adoro quando a história envolve mistério, tensão, e ainda temos um problema psiquiátrico aqui, deixando a história bem mais rica... o que terá acontecido? Quero descobrir!

Celso Cavalcanti disse...

Livro de autora brasileira, vale conferir. O inusitado é que a personagem principal tem TOC e é cleptomaníaca. Deve ser interessante um interssante romance policial com uma "investigadora" no mínimo diferente.

Rafael Fernandes disse...

Bom quando a história é bem feita e articulada, a premissa me chamou a atenção. Acho que vou gostar da leitura, até porque adoro leituras eletrizantes. Lo com certeza é uma personagem que irei me identificar... E esse pingente lindo, omg!!!

Mine* disse...

Só pela sinopse uma grande vontade de ler esse livro bateu. Parece ser bem diferente,e eu costumo gostar do diferente. haha Ansiosa pra ganhar essa promoção. Participando '-'

Adriana Balreira disse...

Pôxa, pelo titulo não saberia que era um livro tão bom assim como vc resenhou. Adoro livros que a gente pensa uma coisa e a autora nos leva para outro rumo. Amei mesmo. E esse negocio de ansiedade é mesmo um horror! Adorei a capa também!
Beijos
Adriana

Vanilda Procopio disse...

Gosto bastante desse tipo de enredo de mistério e suspense e parece que a história é bem contada. Outra coisa que me chamou a atenção foi a meção ao TOC. Enfim, tem tudo para ser uma boa história, daquelas que nos surpreendem.

Cinthia Oshiro disse...

Um livro de suspense e vários transtorno da protagonista, gostaria de saber o q se passa na cabeça de um pessoa assim. Bom saber que a história é bem feito e parece ser bom!

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D