Resenha: Seraphina - A garota com coração de dragão (Rachel Hartman)

sábado, 27 de abril de 2013


Edição: 1
Editora: Jangada
ISBN: 9788564850286
Ano: 2013
Páginas: 384
Tradutor: Denise de C. Rocha Delela
Sinopse - Seraphina - Seraphina - Livro 01 - Rachel Hartman
Neste livro você vai conhecer Seraphina Dombergh, uma garota de 16 anos com grande talento para a música e que possui um terrível segredo. A história se passa no reino medieval de Goredd, onde seres humanos e dragões convivem em harmonia durante décadas, desde a assinatura do Tratado de Paz. Criaturas extremamente inteligentes que podem assumir a forma humana, os dragões frequentam a corte como embaixadores. Seraphina se torna assistente do compositor da corte justo quando um membro da família real é assassinado bem ao estilo dos dragões. O clima começa a ficar perigosamente tenso e Seraphina passa a colaborar com as investigações, ao lado do capitão da Guarda da Rainha, o Príncipe Lucian Kiggs. Durante essa jornada que pode destruir a paz entre humanos e dragões, a fachada cuidadosamente construída por Seraphina começa a desmoronar, tornando cada vez mais difícil manter seu segredo, cuja revelação seria catastrófica em sua vida. 

Em uma época onde dragões e humanos fazem acordos que permitem a paz entre ambos os lados e o convívio com as criaturas é tido como “normal”, nos vemos diante de uma protagonista que esconde um segredo e tenta passar despercebida na sociedade, sem sucesso.

Seraphina é uma garota de 16 anos com um talento “inumano” para a música, que trabalha como assistente do grande músico no castelo do reino onde se passa a história, Goredd. Na época em que assumiu o cargo, um dos membros da família real fora encontrado morto e há suspeitas de que seu assassinato fora obra de um dragão, justo às vésperas do aniversário de 40 anos do “Tratado” – acordo feito entre a família real e os dragões que impunha regras que contribuíam para a boa convivência entre as duas espécies.

A garota acompanha as investigações e, ao longo da história, contribui para a resolução do mistério. Ela fica próxima do Príncipe Kiggs, desprezado pela Rainha por ser um bastardo, e principal responsável pelas investigações, e da Princesa Glisselda, prometida de Kiggs. Ambos os personagens contribuem para manter o humor da história e o romance também. 

Ao mesmo tempo em que Seraphina procura solucionar o caso, ela divide-se entre contar sua própria historia e a de sua família; conta-nos da mãe que nunca conheceu e da relação com o pai, advogado da cidade, e do tio Orma, a quem considera muito.

Por se tratar de um romance meio que histórico e que envolve castelos, príncipes e princesas, e além de tudo música, me interessei pela leitura. Não sou muito fã de dragões, deve ter sido por isso que não gostei completamente do livro.

Achei a leitura muito demorada e apenas em alguns breves momentos senti que deveria ler até o próximo capítulo. Haviam explicações que demoraram tempo demais para vir à tona e relatos que não traziam nada à trama. Mas concordo que assim que você larga o livro algumas cenas ainda ficam na cabeça, sendo processadas. Foi por isso que continuei até o fim nele.
Intrigas entre espécies, um pouco de romance e costumes antigos, tudo isso pode ser encontrado em Seraphina. Boa leitura!

7 Comentários:

Patricia Andrea Peña disse...

Esperava mais do livro, não vou comprar agora.
Tem coisa melhor por aí ;)
Bjs,

Jorge Mota disse...

Achei meiu presunçoso do livro dizer que eh a melhor estória de dragões depois de eragon... Sua resenha me fez verificar que não... =P

Danielle CGA Souza disse...

Bem, ainda não li nada com dragões, a sinopse me deixou curiosa, essa questão do segredo da Seraphina me aguçou a curiosidade.
Eu darei uma lida se houver oportunidade. =)

Ana Luiza Silva disse...

Há com certeza alguns momentos bons, mas não é o livro todo.
Tá certíssima Patricia ;)

Bruna disse...

Nunca li nada relacionado com dragões, mas o livro parece ser bom...

aninha disse...

olha,desde que eu vi sobre o lançamento desse livro,eu fiquei com um pé atrás pq achei a sinopse fraca e a capa muito mal feita,praticamente entrega o grande "segredo" do livro.uma pena pq tem elementos que fariam o livro ser daqueles viciantes. não é minha prioridade de leitura.

Sara disse...

parece ser um livro bom, quero ler.

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D