Resenha: Proteja-me (Juliette Fay)

quarta-feira, 8 de maio de 2013



Edição: 1
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Páginas: 464
Tradutor: Ana Paula Corradini

Quatro meses após a morte do marido, JanieLaMarche continua tomada pela dor e pela raiva. Seu luto é interrompido, no entanto, pela chegada inesperada de um construtor com um contrato em mãos para a obra de uma varanda em sua casa. Surpresa, Janie descobre que a varanda era para ser um presente de seu marido — tornando-se, agora, seu último agrado para ela.
Conforme Janie permite, relutantemente, que a construção comece, ela se apega aos assuntos paralelos à sua tristeza: cuidando de seus dois filhos de forma violentamente protetora, ignorando amigos e família e se afundando em um sentimento de ira do qual não consegue se livrar. Mesmo assim, o isolamento autoimposto de Janie é quebrado por um grupo de intervenções inconvenientes: sua tia faladeira e possessiva, sua vizinha mandona, seu primo fofinho e até Tug, o empreiteiro.
Quando a varanda vai tomando forma, Janie descobre que o território desconhecido do futuro fica melhor com a ajuda dos outros. Até daqueles com os quais menos esperamos contar.
Porque nos tornamos tão distantes quando mais precisamos de carinho?



      Mais um daqueles livros que não fazem meu estilo. A capa não me convenceu e desde a sinopse achei que seria uma imitação “furreca” de PS. EU TE AMO. E todo mundo sabe que não sou muito chegada em um dramalhão. Quero finais felizes sempre. Já vou começar a dizer que estava enganada, ainda bem. Sim a temática é a mesma e não há como evitar comparaçõa se você já teve contato com a história do outro livro, mas isso é só. Apenas impressões. Juliette construiu sua própria história, bem como o construtor contratado pelo marido de Janie, Robbie, o faria.

      Temos aqui uma história cheia de lágrimas, não posso negar. Mas também encontramos uma história que nos fala de vida, de recomeço, de um propósito para continuar. Janie está revoltada com a morte do marido e quem não estaria? Tem dois filhos pequenos para criar e perdeu o homem que amava e que também era seu melhor amigo no mundo todo. É desesperador.

      Mas em meio ao caos emocional em que está mergulhada, Janie recebe a ajuda de todos que a amam, mesmo quando ela os tenta afastar com suas atitudes rebeldes e por vezes grosseiras que às vezes até nos divertem. Uma trama que nos apresenta personagens queridos, delicados. Janie possui uma família dedicada que a ama e quer vê-la renascer para a vida, como tia Jude e seu primo Cormac. Também possui amigos leais que a sustentarão mesmo quando ela quer estar sozinha, Shelly, Padre Jake e até Tug o homem contratado por seu marido. Todos peças importantes no quebra-cabeças da vida de Janie que lentamente se reestruturará. Rumo à felicidade, à realização e à aceitação? Só lendo para saber.

      Livro recomendadíssimo. Não irão se arrepender!!! Esse é o tipo de livro para se compartilhar, quem tiver lido deixa comentário com suas impressões aqui. Beijos e até a próxima!!!


PARA CONCORRER AO SORTEIO É SÓ CLICAR
  AQUI.

2 Comentários:

Andressa Menezes disse...

Nossa fiquei com vontade ler mas no começo da sua resenha pensei que fosse ruim rsrss

Tem TAG para você no me blog :

http://livrosechocolatequente.blogspot.com.br/2013/05/meme-literario.html

Espero que goste!

Beijos.

aninha disse...

de uma grande dor se tira uma lição. acho que Proteja-me passa isso.acho que Jane não queria cair naquele clichê de coitadinha,mas nessa situação,as vezes é bom colo,carinho,é daí que se vem a força pra retomar a vida. achei a capa tão linda e forte,quero ler esse livro pra ontem!

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D