Resenha: Dizem por aí (Ali Cronin) Série Girl Heart Boy #02

terça-feira, 11 de junho de 2013


Título original: RUMOUR HAS IT (GIRL HEART BOY #2)
Tradutor: Rita Sussekind
Capista: Paulo Cabral
Páginas: 280
Preço: R$ 29,90
Sinopse: Ashley sempre foi a mais descolada da turma. Aquela garota que sabe o quer - festas e mais festas - e que, diferente das amigas, nunca gastou seu tempo sonhando com príncipes encantados. Mas tudo muda quando, um dia qualquer, ela vai ao cinema com sua melhor amiga e conhece Dylan: um garoto lindo, um pouco quieto, de olhos verdes e cabelos incríveis que acaba grudando na cabeça dela. Ashley só consegue pensar naqueles jeans justos, no ar meio desinteressado, nas pernas finas... O efeito é devastador. Mas cada vez que eles se encontram, Dylan tem uma reação diferente: quando estão sozinhos, se dão bem e conversam como amigos; quando se veem nas festas, o garoto a evita. Será que isso é só timidez? Ou na verdade ele tem vergonha de ficar ao lado de uma menina como ela? Será que, no fim das contas, ela é vista como uma garota fútil?
Com esse vaivém, e sem saber como agir, Ash fica cada vez mais insegura e confusa, começa a tomar decisões erradas - quem já não saiu com um pensando em esquecer o outro? - e depois, como nunca tinha acontecido antes, se sente totalmente arrependida. Gostar de alguém de verdade estava sendo mais difícil do que parecia...



Dizem por aí é o segundo livro da série "Girl Heart Boy" da Ali Cronin, que por sinal é uma fofa e super atenciosa! 

O primeiro livro é a história de Sarah e de como ela conheceu os prazeres do sexo e os desprazeres de ser desprezada pelo garoto que tirou sua virgindade. Clique AQUI para ler a resenha de Nada é para sempre

Como já sabemos cada livro fala sobre um personagem da turma de amigos que está no último ano do ensino médio. Dizem por aí é a história da Ashley, a mais descolada e "porra louca" do grupo. Ashley é divertida, descomplicada e pegadora. A adolescente não leva sexo a sério. Após uma festa onde Ashley se embebedou e transou com um cara qualquer, algumas pichações foram feitas no banheiro do colégio e ela ficou com fama de garota fácil. O pior de tudo é que parece que dessa vez a nossa Ash foi fisgada pelo amor. Ela está super afim de Dylan, um amigo do primo de sua melhor amiga, Donna. 

Desde o primeiro livro Ashley já era minha personagem favorita, agora conhecendo-a melhor eu só pude ter certeza do que já sabia. Ela é a melhor personagem. Se escondendo atrás de uma máscara de garota "tô nem aí pra nada", Ashley é na verdade uma garota doce e sensível, com uma baixa autoestima e que quer desesperadamente "se encontrar". Ela na verdade tem medo de mostrar seu verdadeiro "eu" e não ser aceita pela sociedade, já que não é "a mais bonita" ou "a mais inteligente." 

A personagem levanta questões interessantes no livro: Por quê os homens após transar com as garotas levam a fama de garanhão e as meninas se fizerem isso só são chamadas de fáceis ou galinhas? O livro aborda não só questões como sexualidade, alcoolismo, homossexualidade, submissão no relacionamento (mas isso já é literalmente uma outra história, rs) mas também problemas familiares e a convivência de irmãos. Ash não se dá muito bem com sua irmã mais velha, mas no entanto tem uma ligação muito especial com sua irmãzinha de 12 anos, a Frankie, que por sinal é uma FIGURA! Eu absolutamente me apaixonei por ela e já queria um livro falando dela! *_* 

O amadurecimento pessoal de Ashley é notório e ao final da obra podemos perceber uma protagonista muito mais segura e feliz. É interessante acompanhar a jornada de Ashley em busca do seu amor próprio e é cativante a relação que ela tem com seus amigos, em especial Rich e Donna. 

A narrativa de Ali Cronin simplesmente me fisgou desde a primeira página, ela sabe como falar com o seu público alvo e é fácil se identificar com algum de seus personagens, eu me vi um pouco na Ash, sobre baixa autoestima e me vi um pouco na Cass, quando é submissa ao namorado e não sabe dizer "não" para ele. Quem nunca conheceu ou um dia já foi uma Cass, não é?

 A capa segue o mesmo padrão da primeira, mesma textura e mesmo estilo e é linda linda! A diagramação está perfeita e a revisão também, impecável, como sempre. 

Super recomendo a série "Girl Heart Boy", é um jovem adulto nada ingênuo e que vai te prender da primeira à ultima página. O próximo volume se chamará "Três é demais" e a protagonista será a Cass, estou curiosa sobre a história dela pois desde o primeiro livro já a acho uma amélia e totalmente "pau mandada" do namorado Adam. A publicação está prevista para Junho! Aaaaaahhhhh! Já quero!!! Abaixo, confira as capas e ordem de publicação.

    

 A série conta com seis livros e a ordem é:
1- Nada é para sempre;
2- Dizem por aí;
3- Três é demais;
4- Liçoes de amor;
5- A garota certa;
6- Eu e você.



6 Comentários:

Leticia Pimenta disse...

Amo livros, que mostra o desenvolvimento da personagens, e esse alem de mostra esse lado, ainda mostra como esterótipos estão gritantes em nossa sociedade, e a autora ainda não se perdeu no romance. Obrigada pela dica sua resenha ficou muito legal.

aninha disse...

eu ainda não li "Dizem por Aí" só vejo comentários positivos sobre essa série.esse mundo adolescente que até mesmo quem já passou por isso,se identifica né. acho legal a autora diversificar,mostrando a convivência entre família e amigos. pelo jeito,Ashley vai enfrentar algumas coisinhas e aprender lições. eu não gosto muito das capas dessa série,podiam ser mais caprichadas,mas gosto desse lance de cada uma com uma cor diferente =)

Danielle CGA Souza disse...

Oi Dana.
Adorei, vi resenhas desanimadas do primeiro, mas este sempre bem comentado. Fiquei feliz com as questões que o livro aborda. A sociedade é machista sim, mas creio que mudando aos poucos. hahaha
Ashley enfim se apaixona, justo quando a reputação está em baixa. É odioso ter baixa estima, sei bem como é, até hoje sofro disso. Na escola não era mais fácil. =(
Vou procurar esta série, as capas são bacanas.
Bj

Dana Silva disse...

Oi Leticia! A Série é uma otima pedida pois ela expoe de forma bem realista os verdadeiros dramas que os adolescentes passam. A série é muito boa! Super recomendo! bjos e obrigada pela visita!

Dana Silva disse...

Oi Aninha, mas a série não é inocente não viu rsrs A Ashley é demais, ela é uma garota forte e que apesar das situações que teve que enfrentar, sempre estava lá de cabeça erguida e sorriso no rosto! Sou fã dela! =) Ah, eu gosto das capas, principalmente da textura. :) bbjos e obrigada pela visita!

Dana Silva disse...

É verdade Dani, o primeiro livro não é maravilhoso, mas é bom e, assim como este, super real. Na verdade o problema do primeiro livro é a garota, a Sarah que é muito chata e repetitiva, mas a Ashley, que é a protagonista desse livro, é muito legal e divertida! Vale super a pena continuar a série. Tbm gosto muito das capas! bjos e obrigada pela visita!

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D