Resenha: Perdida (Carina Rissi)

quarta-feira, 28 de agosto de 2013


Título: Perdida
Autor: Carina Rissi
Edição: 2
Editora: Verus
ISBN: 9788579233142
Ano: 2013
Páginas: 364

Sinopse: Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...


Perdida da Carina Rissi e foi relançado pela editora Verus, confesso que não tinha muitas expectativas quanto a esse livro (a não ser a Dana e a Brunna azucrinando meu juízo) e realmente me surpreendi tanto com a história como com a escrita da autora.
            Sofia é uma mulher totalmente urbana e independente, que não acredita no amor e corre de relacionamentos sérios. Ela se contenta com sair para trabalhar todos os dias, sair com os amigos para beber sempre que possível e ler um bom romance. Sofia apenas passa pela vida sem realmente vivê-la. Ao sair para comemorar com a amiga Nina e o namorado dela Rafael, Sofia perde seu celular no banheiro. Como não pode viver sem tecnologia, a moça  corre até a loja mais próxima e lá encontra uma estranha mulher que vende um aparelho de última geração a um preço bem baixo para ela. O único problema é que o aparelho é de tanta tecnologia que leva Sofia de volta para o ano de 1830!  Chegando ao passado e ainda desorientada Sofia encontra Ian (suspiros) um rapaz dono de uma fazenda que mora com a irmã mais nova e que faz de tudo para fazê-la feliz, até abrir mão de encontrar um amor. O que será que Sofia precisa aprender no passado e como ela poderá voltar para casa? E principalmente: como ela poderá manter-se fria diante dos encantos de Ian?

            Minha gente, estou tentando não quicar na cadeira enquanto escrevo essa resenha, pois esse livro me deixou tão empolgada! Sofia é uma mulher com uma personalidade e tanto, que não leva desaforo para casa e que fala toda cheia de gírias do século XXI, imaginem a confusão que ela não arrumou no século XIX com todos os modos e etiquetas que as moças da época eram obrigadas a usar? E os vestidos enormes, espartilhos, anáguas, etc. por que convenhamos que era roupa demais né?  Sofia é sarcástica, revoltada e muito engraçada, dei muita risada de várias falas dela durante o livro. Já Ian (suspiros) é o tipo de personagem que você quer que exista na vida real para poder casar com você! Ele é galante, educado, fino, tem pegada, faz todas as moças ao redor suspirarem (ai,ai) e ele ainda pinta! Não tem como não se apaixonar! A trama todo ocorre de forma bem elaborada e com cenas para todos os gostos, romance, safadeza, ação, suspense, drama, tem de tudo!

            A capa desse livro é maravilhosa, convenhamos: quem não ama um all star vermelho? Eu amo demais! Adoro! E essa modelo vestida estilo princesa calçando um all star vermelho é tudo de bom! A diagramação como sempre impecável, com detalhes nos números no começo dos capítulos. É um livro nacional que vale muito a pena ter na estante! Vai ter continuação e eu mal posso esperar para ter mais um pouquinho de Ian e Sofia.