Resenha: De Volta Para Casa (Karen White)

segunda-feira, 7 de outubro de 2013



Título: De Volta Para Casa
Autor: Karen White
Edição: 1
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581632414
Ano: 2013
Páginas: 448
Tradutor: Fernanda Campos de Paiva Castro Bulle


Sinopse:Cassie Madison fugiu de Walton, Geórgia, para Nova York quando soube que sua irmã, Harriet, e seu amor, Joe, tinham-na traído e iam se casar. Ao chegar em Manhattan, sua ideia era se reinventar, mergulhar de cabeça na carreira e até mesmo perder o sotaque provinciano. Tudo para apagar seu passado marcado pela traição e por uma família que não lhe tratara com o devido cuidado. Mas, numa noite, um único telefonema de sua irmã trouxe de volta tudo que ela pretendia esquecer. Com o pai muito doente, ela foi obrigada a fazer a viagem de volta e, enquanto arrumava as malas, seus maiores medos eram que o pai morresse sem que ela pudesse estar com ele e... encontrar a família feliz que Harriet e Joe tinham construído. Já em Walton, Cassie percebe que enfrentará uma imensa batalha particular, porque, afinal, ela não consegue deixar de amar seus sobrinhos — e nem deixar de se sentir em casa, naquela cidadezinha de sua infância. Enquanto se divide entre o rancor e a esperança, velhas e queridas lembranças e uma mágoa insustentável, o destino arrumaria uma forma de aproximá-la do que realmente importa: o verdadeiro amor.



De Volta Para Casa da Karen White é um dos lançamentos da editora Novo Conceito, me interessei logo por ele, pois li um outro livro da autora faz pouco tempo e gostei bastante.



Cassie é uma mulher bem sucedida em sua profissão de publicitária, mora em Nova York e é noiva do dono da agência onde trabalha. Após receber a notícia de que seu pai está gravemente doente, ela terá que voltar a sua cidade natal,Walton, e enfrentar os demônios que deixou para trás quinze anos atrás, quando sua irmã fugiu com seu namorado para se casar. Ao chegar em Walton, é cada vez mais difícil voltar para casa, além da irmã, os sobrinhos, a tia, o pai e  os vizinhos, Cassie também reencontra Sam um antigo amigo, que tornou-se o médico da cidade. A cada dia que passa fica mais difícil para ela saber onde é realmente a sua casa.

Esse livro me deixou em dúvidas, houve momentos em que eu achei que realmente não convenceu. Como a relação de Cassie e da irmã Harriet, logo que eu esperava lágrimas e pedidos de desculpa e realmente não aconteceu como eu esperava. Então a relação das irmãs e a resolução dos problemas entre elas, para mim deixou e muito a desejar. Já a parte do reencontro de Cassie com ela mesma e sua cidade, suas raízes e o encontro dela com o amor foi espetacular. A autora trabalhou com maestria a jornada da personagem, suas descobertas, suas dúvidas, suas lutas, vários trechos me fizeram chorar e me arrancaram suspiros. Outro ponto muito bem trabalhado pela autora e que é uma característica dos livros dela é o mistério que ela coloca na história, apesar de aqui não ser o foco, ele está aí e não deixa que você fique em paz até ser desvendado.

Gosto muito dessa capa, ela realmente traz o espírito do livro. A modelo com o vestido vermelho segurando o colar, que é uma das fortes características da personagem principal, não poderia representar melhor. A diagramação também está maravilhosa e impecável. Esse é um drama muito bom e eu espero que a Novo Conceito publique outros livros da Karen White.




8 Comentários:

Gabriela Costa disse...

Nossa, traição vindo logo da família assim é tenso viu =S
Parece ser um ótimo livro, daqueles que te passam a maior raiva mas que são bons! Quero ler...

aninha disse...

eu amei esse livro! um dos melhores livros que li esse ano graças ao blog, ganhei aqui rsrs. foi o primeiro livro que li da Karen White, achei a escrita leve apesar do drama, e tem o equilíbrio perfeito com os sobrinhos da Cassie, e toda população típica do sul dos EUA. concordo plenamente contigo Priscila, eu esperava mais gritos, esfregas na cara, porque Harriet foi mais do que sacana, mas eu senti que a autora trabalhou a questão do perdão, nas atitudes, nos gestos, no dia a dia das irmãs depois do que aconteceu ao pai delas. fico com um nó na garganta quando lembro de certas partes do livro. chorei muito perto do fim do livro... enfim, marquei como meu preferido, virei fã da autora, já li Após a Tempestade que é igualmente ótimo e só agradeço ao blog, Dana e vc Priscila, por me darem a oportunidade de lê-lo. bj!

Fábrica dos Convites disse...

Oi Priscila, me emocionei muito com este livro. Com este livro me rendi ao talento da autora.
Bjs, Rose.

Rossana Moraes disse...

Estou louca para ler esse livro!!
A capa dele é realmente liinda. Gostei de saber que tem um pouquinho de suspense nele, e espero gostar do livro e dar muitos suspiros e me emocionar *-*

Inês Gabriela A. disse...

Esse é o tipo de livro que eu não tenho vontade de ler, não tenho motivos para isso, apenas não fui com a cara dele. Achei a premissa sem sal! Apesar de ter adorado a capa com todas as minhas forças não tenho a mínima vontade de conhecer o conteúdo.

Mariana Diaz disse...

Sempre achei a capa desse livro muito bonita, ela sempre me chamou atenção nas divulgações do livro pela net e depois na prateleira das livrarias.
Parece muito uma foto q eu amigo bateu de uma ex namorada durante uma das viagens dele.

Nardonio Alves disse...

Desde que vi a capa e li o título, imaginei que era um romance/drama. Se fosse apenas isso, não e interessaria tanto assim, mas essa pitada de mistério me fez olha-lo com outros olhos, mesmo sabendo que não é o foco da história.


@_Dom_Dom

karolyne kazakeviche disse...

Mistério e muitos dramas? Opa, gosto disso.
Realmente agora fiquei interessada, não estava ligando muito para essa obra, mas lendo sua resenha, acho que lerei.

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D