Resenha: Luz da Minha Vida (Glaucia Santos)

segunda-feira, 4 de novembro de 2013


Edição: 1
Editora: Publicação independente
ISBN: 9788591515509
Ano: 2013
Páginas: 320
Sinopse - Luz da minha vida - Glaucia Santos
Filha de um famoso maestro falecido, Anna Maria Smith é uma violinista que viveu 19 anos na escuridão. Aos cinco anos sofreu um acidente e perdeu a visão. Por toda a vida foi protegida pelos pais e sofreu com o preconceito das pessoas, mas tudo se transforma quando se muda para Nova Iorque, para trabalhar em uma das filarmônicas mais famosas do mundo. Lá, Anna conhece o inglês Richard, um médico lindo, carinhoso e apaixonado. A partir desse amor, ela verá o mundo com outros olhos e também sofrerá com os perigos que essa cidade lhe oferecerá.

Luz da minha vida, Glaucia Santos, 320 páginas é um romance comovente de uma jovem musicista de 24 anos que é deficiente visual. Anna Maria Smith sofreu um grave acidente quando ainda era uma criança e como consequência, ficou cega. Os pais da menina tentaram de tudo para devolver a visão de Anna mas como a medicina ainda era bem limitada na época, não foi possível fazer nada, e assim negligenciaram a filha durante muitos anos. Anna Maria teve que aprender a ser cega e a conviver com todas as suas limitações.

Apesar de ser cega, o pai queria que ela fosse pianista e a submetia diariamente a treinos rigorosos e exaustivos. Anna Maria tocava piano divinamente, mas sua paixão sempre foi o violino. Quando o pai de Anna Maria morreu ela começou a se dedicar ao violino e passou a morar com sua babá, a espirituosa Zefa, pois nunca se deu muito bem com a sua mãe e a cada dia a convivência era mais difícil. 

"[...] - Mas você é cega! - Eva respondeu exaltada. - Esse era o sonho do seu pai, que era normal e podia viajar o mundo como bem quisesse. Você não tem como viver o sonho dele. Não entende isso? O que pode te acontecer? Você pode ser seduzida por algum espertinho... Pode ser violentada, atropelada, cair do palco. [...]Página 30

Anna Maria passou num teste para se juntar à companhia do famoso maestro Derrier, amigo de seu falecido pai. Então, Anna e Zefa partem rumo à Nova Iorque para dar início à brilhante carreira de Anna Maria como violinista. Apesar de ter entrado com seu próprio talento, ainda assim as pessoas a olhavam com desconfiança e a tratavam como se ela estivesse ali apenas porque seu pai era amigo de Derrier. 

Anna Maria sente um desconforto em suas partes íntimas e vai à sua ginecologista, mas a médica está viajando e só há um médico disponível para atendê-la. A contragosto Anna Maria decide se consultar com o Dr. Richard Doyle, um médico inglês. No início ela se sente desconfortável pois nunca tinha sido atendida por um homem e ainda tem a questão da sua deficiência visual. Mas o Dr. Doyle é gentil e muito respeitador. E quando saiu do consultório Anna Maria só conseguia pensar em sua voz e em seu toque sensível. Sim, Anna Maria e Richard se apaixonam e aí começa nossa história.

Bem, Luz da Minha Vida é um romance fofo, é assim que consigo classificá-lo. A escrita de Glaucia Santos é fluída e seu tom brincalhão conduzem o leitor a um agradável passeio por Nova Iorque em companhia de Anna Maria, Richard, Zefa e Dinho (o cão guia!).

Quanto aos personagens, vou ser bem sincera, achei que a autora se contradisse um pouco na construção de Anna Maria, no início se mostrava muito frágil, ingênua, como se a qualquer momento pudesse se quebrar. No entanto, em um determinado momento da leitura eu quase não a reconheci. Não posso dizer o motivo porque seria spoiler em alto grau. 

Richard apesar de ser um cavalheiro, lindo, rico, parecido com o Matt Bomer, etc., tinha momentos em que eu tinha raiva dele por ser tão chatinho (no sentido de grudento). Não sei se é porque EU não gosto de homens grudentos e excessivamente carentes e apaixonados. Talvez porque eu seja estranha mesmo, ou simplesmente porque eu vivo no mundo real, e Richard é certamente inspirado nos contos de fada pois não tem um defeitinho sequer. 

Zefa é a melhor personagem, apesar de, em minha opinião, muitas das atitudes dela e falas serem completamente sem noção e fora de contexto, principalmente pela idade da personagem. Confesso que estava meio entediada com a melação entre Richard e Anna Maria e só o que me divertia era a Zefa. Com um ar sarcástico, esperta e ao mesmo tempo uma mãezona, conquistou meu coração. 

Mas engana-se quem acha que o livro é só romance, não não não! Há um mistério na história também! E esse enigma deixa o leitor bem curioso. Mas essa incógnita e muitas outras coisas que cercam a obra, vocês terão que ler para descobrir. ;) 

Confesso que demorei mais do que gostaria e previa para ler Luz da Minha Vida, mas eu acredito que a Glaucia merecia uma leitura focada e uma resenha sincera e coerente, sem interferência dos meus problemas e contratempos trabalhistas. O saldo da leitura foi sim positivo porque ele cumpriu o seu papel, me divertiu e me ofereceu horas de entretenimento. Apesar de algumas pequenas falhas, Luz da Minha Vida é uma história que merece ser lida porque nos dá boas lições de perseverança, amizade, amor, companheirismo e que você é capaz de fazer qualquer coisa apesar de qualquer limitação que tenha. 

Obrigada Glaucia pelo exemplar que tem uma diagramação sensacional, principalmente por ser uma publicação completamente independente. A revisão também está bem boa, eu só clarearia mais a capa, a acho muito escura. Vou ficando por aqui porque se não parar de escrever a resenha ficará maior que o livro. Espero que leiam e tirem suas próprias conclusões.