Resenha: O que será de mim sem você? (Guillaume Musso)

quarta-feira, 27 de novembro de 2013


Edição: 1
Editora: Prumo
ISBN: 9788579270659
Ano: 2010
Páginas: 304
Sinopse - O que será de mim sem você? - Guillaume Musso
A separação dolorosa de um casal de amantes: Martin volta para Europa sem maiores explicações e as cartas entre ele e Gabrielle começam a ficar cada vez mais esparsas.
Hoje em dia, ela mora em São Francisco, onde haverá a exposição do diamante mais famoso do mundo, a Chave do paraíso, e existe uma grande possibilidade de ele ser roubado. Archibald, o mais famoso ladrão de quadros e joias da Europa, é perseguido há anos por um policial excêntrico que descobriu o padrão dos roubos. A Europa é devastada e prejudicada em milhões quando o gatuno resolve agir. Porém, agora, Archie irá a São Francisco tentar fazer o roubo mais importante da sua vida, e este policial tentará prendê-lo. Vidas cruzadas com um destino em comum que estará nas mãos de uma única jovem. O passado precisará ser revirado para que as conexões sejam reestabelecidas.
Um thriller policial em que as perseguições, o amor e o poder se entrelaçam.

E eu começo essa resenha com a seguinte recomendação: NÃO LEIAM A ORELHA DO LIVRO. É absurdamente reveladora, bem como a capa! 

A história gira principalmente em torno de Martin, um francês que foi à São Francisco aperfeiçoar o seu inglês e, no auge dos seus vinte anos encontrou a mulher de sua vida, Gabrielle. Ambos se amaram intensamente durante alguns dias mas ele teve que retornar à França e como na época ainda não existiam redes sociais e uma ligação de longa distância era muito cara, o único jeito de trocar juras de amor era através de cartas, que demoravam cerca de dez dias para chegar ao destino. 


Após passar um ano inteiro de trabalho árduo a fim de arrecadar recursos para finalmente reencontrar Gabrielle, Martin envia uma passagem aérea e uma carta para Gabrielle encontrá-lo em Nova York, e então se põe a esperá-la num café. O dia todo. A noite toda. No entanto, Gabrielle nunca aparece e assim Martin tem seu coração partido pela primeira vez. 



Treze anos depois, Martin agora é um policial especializado em roubos de arte. E ele está na cola de Archibald McLean, o mais famoso ladrão de arte do mundo, cuja cabeça é desejada por todas as polícias do mundo. Martin é obcecado por Archibald e uma noite quase consegue prendê-lo. Quase. 

Não vou revelar mais nada do enredo porque a orelha do livro e a capa já revelam demais. Mas o que falar de um livro do Musso? Sou suspeita demais pois eu sou APAIXONADA por esse autor, quero ler TUDO que ele escreve. 

"O que será de mim sem você?" mescla romance, suspense policial, questionamentos sobre a vida, a morte e a fronteira entre as duas, o coma, que Guillaume descreve como um salão de embarque de um aeroporto, o que eu achei super interessante. Com uma narrativa simples e ao mesmo tempo poética, e bastante descritiva, ele segue intercalando presente e flashbacks do passado, Musso nos transporta diretamente para Paris, São Francisco ou para qualquer outro lugar que ele queira.

A obra é dividida em três partes, é o tipo de livro que você sempre vai querer saber o que irá acontecer depois, não importa o quão parado o início seja. A segunda parte é, digamos, a parte eletrizante, das respostas tão esperadas e das descobertas. A terceira parte é a parte da remissão, onde os personagens buscarão perdão por escolhas do passado. As últimas 100 páginas me arrancaram várias lágrimas e chorei por vários minutos, até acabar o livro. 

Guillaume sempre deixa o melhor para o final. Quando achamos que já desvendamos todos os mistérios e que todas as nossas respostas já foram respondidas, e que o que ainda tiver no livro será pura enrolação, ele vem e insere na trama mil outras situações que seriam no mínimo inimagináveis, como o que acontece com o final deste livro em especial.

Recomendo Guillaume Musso para todas as pessoas que gostam de um livro que te diverte, te encanta e te faz chorar tudo ao mesmo tempo. Definitivamente se tornou favoritinho e entrará na estante dos "introcáveis". A capa é bem bonita e eu só tiraria essa frase porque ela é totalmente desnecessária. A revisão está boa, eu só lembro de ter achado dois errinhos, o digitador engoliu letras. Gostei bastante da diagramação pois a Editora se preocupou em manter o padrão de e-mails, cartas, SMS, etc. Recomendo demais. 


4 Comentários:

Mariana Diaz disse...

Não seria o tipo de livro q normalmente me chamaria a atenção, mas pela animação da indicação eu acho q vale a pena... Me interessei. ^^
Capas e orelhas reveladoras ninguém merece, custa esse povo fazer as coisas sem spoiler?! aff ¬¬
Gosto de historias com roubos desde o "se houver amanha", acho super instigante.

Michelli Santos Prado disse...

Olá Jordana!!
Não conhecia o autor, mas já estou fascinada pelo livro e doida pra começar a ler, pois realmente parece ser aquele livro que te faz sentir várias emoções e isso sempre me chama atenção pela historia =)

Beijos!!

Nardonio Alves disse...

Confesso que esse livro não faz muito o meu estilo, mas quando vi que tem uma parte que rola uma investigação policial, já me interessei um pouco. Outra coisa que gosto, independente de gênero literário, é que o autor surpreenda a cada página virada e, pelo que entendi, o Musso fez isso, e muito bem.

@_Dom_Dom

Andréia Renata disse...

Até agora só li um livro do Musso e ele já se tornou um dos meus atores favoritos, adorei a sua forma de escrita! Eu estava em dúvida sobre O que será de mim sem você?, mas após sua resenha vou correndo adiciona-lo a minha lista de desejados, afinal é o Musso, um dos escritores mais vendidos na França (todo esse sucesso deve ter um motivo, né?! rs).

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D