Resenha: Desastre Iminente (Jamie McGuire)

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Edição: 1
Editora: Verus
ISBN: 9788576862550
Ano: 2013
Páginas: 405
Tradutor: Ana Death Duarte
Sinopse - Desastre Iminente - Belo Desastre #2 - Jamie McGuire
Travis perdeu a mãe muito cedo, mas, antes de morrer, ela lhe ensinou duas regras de vida - ame muito, lute mais ainda. Tendo crescido em uma família de homens que gostam de jogos e lutas, Travis Maddox é um cara durão. Musculoso e tatuado, bad boy até o último fio de cabelo, ele leva uma mulher diferente para casa a cada noite. Até conhecer Abby Abernathy. Determinada a se manter longe de problemas, Abby resiste com todas as forças ao charme de Travis, sem saber que assim só o deixa mais determinado a conquistá-la. Será que o invencível Travis 'Cachorro Louco' Maddox vai ser derrotado por uma garota?

Desastre Iminente é basicamente “Belo Desastre” do ponto de vista de Travis Maddox. Provavelmente você não entenderá nada dessa resenha se não leu Belo Desastre, então clique AQUI para ler a resenha. 

Travis é o típico bad boy (adoro!) que desperta o desejo de 9 entre 10 mulheres e a 10ª com certeza deve ser lésbica. Ele é bad boy mas é carismático, inteligente, lindo, e completamente LOUCO. Travis paga a faculdade e suas outras despesas com o dinheiro que ganha em lutas clandestinas, e ele nunca perde. Nunca. Em Desastre Iminente, nós podemos ver através dos olhos de Travis tudo que aconteceu em Belo Desastre, podemos entender melhor o motivo de tantas atitudes reprováveis que ele tomou no livro contado pela visão da Abby. Mas não se enganem, não vai ser a mesma experiência, será muito melhor.
Travis é completamente desequilibrado, isso é fato, mas aqui conhecemos mais a fundo sua personalidade e o que o levou a agir tantas vezes de maneira assustadora. Para ser sincera, a versão de Travis é muuuuuito melhor do que a de Abby. Abigail é chata, "xiliquenta" e não menos louca do que Travis. Se em BD nós ficamos com raiva do Travis, em DI ficamos com raiva da Abby. Não estou dizendo que as atitudes do bad boy são justificáveis, claro que não, afinal derrubar uma porta e quebrar tudo porque a mulher foi embora no meio da noite não é uma atitude de pessoa sã, mas enfim, Travis é muito carente de uma presença feminina e ele leva ao pé da letra os conselhos dados por sua mãe em seu leito de morte, no prólogo do livro.

Ver o Travis lidar com tantos sentimentos novos e travar uma batalha consigo foi emocionante, pois dá pra notar que aquilo tudo era realmente novo para ele. Ele nunca se apaixonara antes e estava acostumado a ter tudo que queria, na hora que queria, inclusive quantas mulheres quisesse. Quando Abby o rejeitou ele não soube como agir e então começa todo o desespero, perda de controle e obsessão por Abby. Confesso que me comovi com uma cena onde ele passa uma noite inteira sentado no chão, no frio, esperando por ela. 

Acredito que assim como muita gente, eu pensei que iria ler a mesma história, os mesmos diálogos, os mesmos xiliques de Abby... bom, me enganei e AINDA bem que me enganei, aqui foram cortadas as partes chatas e que eu tive vontade de ‘pular’, ao ler Belo Desastre. E melhor, o livro está recheado de cenas inéditas e tem um epílogo emocionante. Não vou mais falar nada porque a maioria deve conhecer a história, mas afirmo que a versão do Travis bateu a da Abby e se eu mesmo detestando a ‘Beija-flor’ em Belo Desastre já gostei do livro, imagina na versão do tudibão Maddox. Recomendo demais. P.S.: continuo achando gay ele chama-la de Beija-flor, mas enfim... rs Leiam, leiam, leiam! 

Comunicado:
Eu gostaria de me desculpar com os leitores do Feed your Head pelo motivo de o blog estar carente de postagens durante essas duas semanas que passaram, mas explicarei. Sou professora e todos sabem que para professores o final do ano é a época mais corrida, pois é finalização do ano letivo, recuperação, correção de provas, ect., agregando ao fato de que eu estava em provas finais na faculdade até ontem, finalmente FÉRIAS, da faculdade. A Priscila está na mesma situação que eu, só que as provas dela ainda vão até semana que vem. Please, perdoem-nos, prometemos compensá-los! =D
Até a próxima! 

5 Comentários:

aninha disse...

quem não gosta de Travis?! Desastre Eminente é igualmente viciante e com partes muito, muito boas. se é que pode, é uma versão melhorada de Belo Desastre =) esse amor quase psicótico de Travis por Abby não deixa de ser comovente, é o tipo de livro que vc começa a ler e não tem mais vontade de parar. virou um dos meus favoritos faz um tempinho rsrs.

Fábrica dos Convites disse...

Achei interessante esta ideia da autora de contar a estória sob o ponto de vista dos personagens, a mesma estória contada em duas versões parecidas e ainda sim diferentes. Com certeza vou querer ler.
Bjs, Rose.

Dana Silva disse...

vc vai gostar, tenho ctz! bjs e obg pelo comentário!

Dana Silva disse...

travis é amor demais ne aninha? <3

Dana Silva disse...

nao esquece de voltar aqui pra dizer oq achou ok? bjs

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D