Resenha: Bridget Jones - Louca pelo garoto (Helen Fielding) Bridget Jones #03

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Edição: 1
Editora: Companhia das Letras
ISBN: 9788535923315
Ano: 2013
Páginas: 440
Tradutor: Ana Ban, Júlia Romeu, Renato Prelorentzou
Preço: R$ 34,50
Sinopse - Bridget Jones - Louca pelo garoto - Helen Fielding
Catorze anos após o último livro , a autora Helen Fielding nos apresenta uma nova e completamente fascinante fase na vida de Bridget, em seus 50 anos, viúva, mãe de dois filhos na Londres contemporânea, Bridget retoma seu diário abandonado e mostra que continua a mesma, e ainda mais viva - e ativa - do que nunca. O tempo se encarregou de trazer à sua vida outros dramas e dilemas, mas não levou embora seu jeito estabanado e a personalidade luminosa sem a qual ela não poderia enfrentar os momentos comoventes que a aguardam. Além de não descuidar da balança e manter-se longe dos cigarros, agora ela também precisa se preocupar com sites de relacionamentos, o número de seguidores no Twitter e os perigos de trocar mensagens de texto depois de algumas taças de vinho. Ainda às voltas com os amores, Bridget tropeça em novas confusões e tenta em vão se esquivar das gafes que ajudaram a consagrá-la como uma das personagens mais divertidas da literatura feminina, enquanto figuras antigas e recentes desfilam por sua vida - sobretudo um garoto misterioso que vem para balançar seriamente suas certezas. 


Difícil descrever o que senti ao ler "Louca pelo garoto". Difícil porque como fã da Bridget Jones e Mark Darcy, entrei para o clube das viúvas de Darcy e Helen Fielding entrou na minha lista da pá.* 


Quando explodiu que Helen Fielding tinha lançado la fora seu novo livro com Bridget Jones como protagonista e que Mark Darcy estava MORTO, houve uma comoção geral na blogosfera. Essa notícia abalou a todos os fãs da franquia. Helen tinha que ter escrito A HISTÓRIA, e tinha que ter uma explicação mais do que satisfatória e - convincente - de que PRECISAVA matar o nosso amado Darcy. Helen não me venha com "A Vida é Assim..." por favor, se eu quisesse ver "a vida como ela é" não iria buscar um Mr. Darcy nos livros!

Todos devem conhecer a nossa protagonista, ela já nos proporcionou muitas risadas, seja com os livros ou filmes. E todos conhecem Mark Darcy: Aquele que ama a Bridget do jeito que ela é. 14 anos depois do último livro, nos deparamos agora com uma Bridget de 51 anos, viúva e mãe de dois filhos. 51 ANOS. CINQUENTA E UM ANOS, e exatamente a mesma de quando ela tinha 33. 

Após 4 anos de luto Bridget resolve voltar à ativa e pensar em namorar. Ela conhece, pelo twitter, Roxter, um garotão de 30 anos. Roxter é ótimo, dono de um bom humor incrível, o sexo é fantástico e Bridget está se sentindo... mas então tem outra pessoa que assim como Darcy, sempre a flagra nos momentos mais inusitados possíveis. 

Mas Bridget ainda tem as mesmas inseguranças que tinha há vinte anos, ela não amadureceu nada. Mesmo Bridget sendo Bridget, como a conhecemos, eu acho meio fora da realidade alguém ter vivido tanto, passado por tantas coisas e não ter amadurecido nada, e vejam bem, ela foi casada com MARK DARCY! Ela ainda conta calorias, ainda conta a quantidade de chocolates ou álcool e uma de suas grandes preocupações é sobre sua popularidade nas redes sociais. Uma coisa que eu preciso ressaltar, Helen abordou muito bem a questão das redes sociais, são as melhores partes do livro sem dúvida, e as mais divertidas. 

Mas vamos à pergunta que não quer calar: Helen Fielding por quê cargas d'água você foi matar o Mark? O sonho de consumo literário de 10 entre 10 mulheres que leram as histórias da Bridget. Sim, eu me pergunto? O que isso agregou à história? E vos respondo, caros leitores: NADA. A fórmula é a mesma, sabe os livros do Nicholas Sparks? Mesmos elementos com personagens diferentes? Pois é. Cara descolado, deus-do-sexo X Bridget Jones sendo Bridget Jones X Cara maduro um pouco fechado e que gosta dela do jeito que ela é. 

Acho que Helen devia estar meio dura e resolveu que iria causar o maior bafo no mundo literário ao matar um dos personagens mais cativantes da literatura chick lit, e assim voltar a vender livros. Porque olha, não consigo até agora aceitar a morte de Darcy, porque simplesmente isso não fluiu nem contribuiu pra NADA. 

Mas preciso confessar: mesmo sendo uma tentativa de recriação de sua própria história, ou seja, originalidade ZERO, Helen Fielding continua com sua narrativa fluída e nos matando de rir - e chorar - em algumas cenas. Louca pelo garoto é um livro muito divertido mas também muito triste. Chorei muito quando Bridget lembrava do Darcy e no capítulo que ela fala sobre como ele morreu. Senti toda a emoção da Bridget e entrei em luto junto com ela. 

Recomendo para os fãs da franquia. A capa representa bem o momento da vida de Bridget, a diagramação e revisão estão impecáveis. Dê uma chance ao livro, mesmo que tenha vontade de matar a Helen Fielding depois. 

*Lista da pá é uma referência ao livro "Chá de Sumiço" de uma outra grande autora de chick lits, Marian Keyes. 

13 Comentários:

Rafa Hübner disse...

Eu gostei de a Bridget continuar a Bridget, tem características que são só nossas e nada muda.
Bjs

aninha disse...

mas foi um reboliço essa revelação! acho que seria como se a Stephenie Meyer tivesse matado Edward Cullen. (Deus me livre! rsrs) não sei se equilibrou o fato da escrita da autora continuar sendo agradável de se ler, mas matar um personagem tão querido assim, é preciso saber muito bem o que tá fazendo. Bridget continua aquela figura apesar da sua perda e de passar tanto tempo na história. realmente é esquisito ver uma mulher com 51 anos de idade ter as mesmas paranóias de quando tinha seus 30 anos. nem li o livro e já sinto a falta do Darcy =( bom, é chic lit e é Bridget Jones, então vou ler, mas que já sinto um vazio no livro... rsrs bj!

Nardonio Alves disse...

Acredita que nunca li, nem assisti os filmes de Bridget Jones?!?! Lembro quando essa notícia de que a autora resolveu matar esse Darcy. Todas reclamando desesperadas, e lendo essa resenha, dá pra perceber o quanto essa personagem é importante para os fãs. Enfim, espero ler esses livros em breve.

@_Dom_Dom

ELIZABETH MACHADO DE SALLES disse...

A resenha até me deixou ansiosa pra ler esta continuação, mas fiquei tão triste em saber que o meu Darcy morreu. Poxa! Mas fazer o que né? Vou tentar ler e ver se gosto desse novo rapaz que a autora arrumou pra ela. Beijos.

Tamiris Leitão disse...

Eu comecei a ler Bridget, mas até hoje eu não entendo o por quê que eu parei. Fico triste que a autora tenha "decepcionado" vocês, mesmo que tenha sido por um curto espaço de tempo, e vou voltar a ler os livros para ter essa mesma indignação. kkkkk


Boa resenha, você interage bastante com o livro.

Michelli Santos Prado disse...

Apesar de não ter livros os livros anteriores, creio que este livro é uma historia que me chama muito atenção devido toda a historia da personagem. Espero poder conferir em breve!!
Beijos ♥

kamylla cavalcanti disse...

Euuuu amo Bridget!!!! Mas concordo com você que odiei o fato de Darcy ter morrido e tô curiosa pra saber como foi....

E quanto ao amadurecimento conheço muiitas pessoas que são assim: viveram muito mas absorveram nada! e Bridget combina com esse tipo de pessoa que mesmo com O CARA do lado vai sempre se sentir em segura!

Parabéns pela resenha!

bjs

Tata nanda disse...

Eu nunca tinha ouvido falar de Bridget Jones mas adorei a resenha e agora quero ler todos!kkk

Gizeli Meister disse...

Nunca li Diário de Bridget Jones e nem vi o filme (D: me julguem),Adorei!
To pensando em até ler o livro, mesmo sabendo que o Darcy – aquele cara que gosta da gente do jeito que a gente é, morre :(

Jackelyne disse...

Sou completamente apaixonada pela escrita da Helen e pela história da Bridget, sempre me divertiu e claro, Mark Darcy sempre foi aquele paixão do livro, pelas suas maravilhosas características e saber que esse personagem tão querido está morto dá uma dor no coração de verdade. Contudo, fico feliz em saber que nossa Bridget continua daquele jeito todo especial dela, aquele jeitinho que nos encantou. Estou muito ansiosa para ler o livro e mais uma vez embarcar nessa história tão divertida, mesmo que dessa vez esteja com uma pitada de tristeza.

Thicy Lopes disse...

Eu não conhecia essa série nem a autora, mas adorei a resenha!! A série parece ser muito boa e a Bridget uma figura. Fiquei muito interessada em lê-la!!

Adriana disse...

Realmente a morte de Darcy foi um choque pras fãs né, afinal como voce muito bem disse ele era o sonho de consumo da mulherada poxa! Mas acho que a autora quis dar um choque em suas leitores nesse novo livro, só pode, mas mesmo sem o Darcy eu com certeza vou gostar dessa historia, pelo visto Bridget continua igualzinha e é isso que deixa a historia com o gostinho do passado, adorei sua resenha, e quero muito ler esse livro, bjão! :)

JessicaLisboa disse...

Sinceramente faz pouco tempo que descobri que existia o livro fiquei tao feliz quando descobri!! Adoro essa isso!

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D