Resenha: Encanto Mortal (Sarah Cross)

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014



Título: Encanto Mortal
Autor: Sarah Cross
Edição: 1
Editora: Verus
ISBN: 9788576862130
Ano: 2013
Páginas: 324
Tradutor: Ana Death Duarte



SinopseO passado de Mirabelle está envolto em segredos, da morte trágica de seus pais às meias verdades de suas madrinhas sobre por que ela não pode voltar à sua cidade natal, Beau Rivage. Desesperada para conhecer melhor o local, Mira foge uma semana antes de completar dezesseis anos - e descobre um mundo que nunca poderia ter imaginado. Em Beau Rivage, nada é o que parece - nem mesmo a garota estranhamente pálida com um interesse mórbido em maçãs, o detestável playboy que age como uma fera com todos ao seu redor e o garoto gentil que tem um fraco por donzelas em perigo. Ali, histórias antigas são reencenadas, maldições são despertadas e contos de fadas se tornam reais. Mas todo mundo sabe que fábulas nem sempre terminam com 'felizes para sempre'. Mira tem um papel a desempenhar, um destino a aceitar ou ao qual resistir. Enquanto se esforça para assumir o controle de sua vida, ela se sente atraída por dois garotos com suas próprias maldições... irmãos que compartilham um terrível segredo. E ela vai descobrir que o amor - assim como os contos de fadas - nem sempre acaba bem.



            Sabe aquele livro que você se apaixona pela antes de conhecer a sinopse? Esse foi Encanto Mortal da Sarah Cross para mim, estava um belo dia na livraria cultura quando passei por ele e foi amor à primeira vista. Logo, tratei de ver se conseguia junto a editora Verus e para minha surpresa ele chegou essa semana, nada mais justo que furar a imensa lista das férias e comprometer minha meta para o mês de janeiro. 


            Mirabelle é uma jovem prestes a completar seus dezesseis anos, criada por duas madrinhas desde que perdeu seus pais num incêndio quando ainda tinha meses de vida, ela leva uma vida cheia de regras e restrições até o dia em que resolve transgredi-las partindo para a cidade de Beau Rivage para encontrar o túmulo dos pais. Ao chegar na cidade sem nenhuma indicação Mira acaba parando no Dream, um cassino e hotel, onde conhece Blue, seu irmão Félix e alguns de seus amigos misteriosos. Com o tempo ela acaba descobrindo que todos os novos amigos tem uma marca semelhante ou parecida com a que carrega nas costas e que a marca carrega uma maldição consigo. A partir daí ela terá que lidar com a própria maldição e com a maldição de seus amigos e principalmente o que eles ainda escondem, além de procurar por seus pais.

            Esse foi um livro que eu nem sabia se ia gostar e realmente me surpreendeu, pois trata de contos de fada de forma moderna lidando com seu lado sombrio, se você espera ler sobre os contos que a Disney relata, está procurando no livro errado, em Encanto Mortal você vai encontrar os contos de fada retratados assim como foram escritos originalmente, com muito sangue e tragédia e raros finais felizes.  A trama do livro é magnífica e os personagens são cativantes, Mira evolui da menina controlada para aquela que controla a própria vida, Blue que no começo parece um bad boy se torna apenas um garoto ferido que não sabe lidar com as consequências da própria maldição, já Felix é uma caixinha de surpresas. Os outros personagens todos trazem características de personagens de contos que nos levam a perceber que fomos enganados a vida inteira, pois nem sempre o bonzinho é aquilo que nos agrada ou a princesa é realmente indefesa. A única coisa que me incomodou foi que o final deixou algumas pontas em aberto e que pode ser que traga ou não continuação, mas essas pontas que me deixaram bem chateada e por isso vocês não estão vendo o coraçãozinho no início da resenha.

            Já falei da capa né? Perfeita! Uma das mais bonitas que tenho na estante, com certeza, ela tem detalhes em alto-relevo e as cores são magníficas, os detalhes em vermelho ficaram lindos, aliás o tom do vermelho é um dos mais belos que eu já vi em capas de livros e olha que eu já vi muitos. A diagramação não fica atrás com detalhes nas páginas que lembram páginas de livros de contos, letra do tamanho certo, margens impecáveis e folhas amarelas que completam o pacote perfeito para uma boa leitura. Aprendi a não pedir mais continuação desde Entre o Amor e a Paixão, mas esse é um dos livros que “eu quero não querendo” continuação. 

3 Comentários:

Rafa Hübner disse...

É raro eu gostar de um livro pela sinopse, mas desse, gostei. E a capa é realmente muito linda!


Bjs

Fábrica dos Convites disse...

Oi Priscila, a capa é um charme mesmo, e com certeza chama atenção. Bom mesmo é saber que o conteúdo também vale a pena.
Bjs, Rose.

aninha disse...

quando eu vi sobre esse livro a primeira vez me chamou logo atenção a capa. é linda mesmo e esses detalhes como alto relevo e o tom do vermelho só acrescentam a qualidade dela. e claro a história é bem interessante! Mirabelle não me pareceu uma personagem cheia de mimimi, além de ter seu auto controle, também tem as descobertas, e todos os outros personagens. vou colocar nos meus desejados com certeza.

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D