Resenha: O Lírio Dourado - Bloodlines - Livro #02 (Richelle Mead)

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014



Título: O Lírio Dourado
Autor: Richelle Mead
Edição: 1
Editora: Seguinte
ISBN: 9788565765268
Ano: 2013
Páginas: 424
Tradutor: Guilherme Miranda


SinopseEm sua última missão, a alquimista Sydney Sage foi enviada a um colégio interno na Califórnia para proteger a princesa Moroi Jill Dragomir, e assim evitar uma guerra civil entre os vampiros que certamente afetaria a humanidade. Porém, a convivência com Jill, Eddie e principalmente Adrian leva Sydney a perceber que talvez os Moroi não sejam criaturas tão terríveis assim - e ela passa a questionar os dogmas que lhe foram ensinados desde a infância. Tudo se torna ainda mais complicado quando Sydney descobre que talvez tenha a chave para evitar a transformação em Strigoi, vampiros malignos e imortais, mas esse poder mágico a assusta. Igualmente difícil é seu novo romance com Brayden, um cara bonito e inteligente que parece combinar com Sydney em todos os sentidos. Porém, por mais perfeito que ele seja, Sydney se sente atraída por outra pessoa - alguém proibido para ela. E quando um segredo chocante ameaça deixar o mundo dos vampiros em pedaços, a lealdade de Sydney será colocada mais uma vez à prova. Ela confiará nos alquimistas ou em seu coração?



Ok, antes de começar essa resenha de forma séria me deixem fazer algo:


“OMG, ADRIAN! AI MEU DEUUUUSSSS”       




            Pronto, vamos respirar fundo e falar seriamente sobre O Lírio Dourado, segundo volume da série Bloodlines, que é um spin-off da série Vampire Academy. Bloodlines está sendo publicado no Brasil pela editora Seguinte. Esse livro chegou na segunda-feira e eu praticamente devorei em dois dias!

            Sidney Sage é uma alquimista que está cumprindo uma missão de auxiliar na proteção da princesa Jill Dragomir de forças que querem retirar a rainha, irmã de Jill, do poder. Porém, Sidney está desenvolvendo sérios sentimentos pelo grupo de vampiros e dampiros com quem tem que lidar nessa missão. Nesse livro ela terá que enfrentar uma facção de alquimistas que são caçadores de vampiros, ela terá que se aliar ainda mais de Adrian, Dimitri e os outros para resgatar Sonya uma vampira Moroi que foi capturada por essas forças, que são mais próximas dela do que ela poderia imaginar. Além disso, ela ainda terá que lidar com um começo de relacionamento que é mais frio que o Alasca e com a proximidade proibida e repentina de Adrian, um Moroi sedutor e descontraído, o que é totalmente proibido e contra tudo que Sidney acreditou sua vida inteira.

           Juro que estou tentando não


                   Mas vocês sabem que eu não consigo esconder meu amor eterno por Vampire Academy e muito menos por Bloodlines, Adrian é meu personagem favorito da Richelle Mead (fica muito próximo da Rose que é minha mocinha favorita de longe)  e nesse livro ele está tão...ADRIAN! Não consigo nem descrevê-lo por que ele não é bad boy, ele é aquele tipo de personagem despretensioso e que parece não se importar com nada, quando na verdade é a melhor pessoa.  Nesse livro eu senti que a Sidney vai chegar lá e quando chegar eu creio que vou gostar dela no nível que gosto da Rose, ela ainda tem sentimentos contraditórios, tem que lutar contra tudo que foi dito que era errado e que ela sente ser certo. Vários outros personagens também ganharam destaque nesse segundo volume, como Eddie, o dampiro que protege Jill e que tem um amor secreto por ela. Jill ainda é uma das personagens que eu acho desnecessárias, ela é muito bobinha e dá raiva na maioria das vezes por ser tão burra e só causar mais problemas.

A capa desse livro é maravilhosa toda e tons de dourado e apesar de não ser a maior fã de fontes estranhas em capas de livros, na série bloodlines estranhamente eu acho que fica legal, além do que ficou lindaaaa combinando com o esmalte verde que eu estou usando essa semana (momento irrelevante)



A diagramação também está impecável. Enfim, leitura obrigatória! Essa série é sensacional e olha que vocês raramente me verão dizer isso.

4 Comentários:

Ana Beatriz disse...

Ai Priiii!Já amava VA e fiquei doida pra ler Bloodlines *.*

Quero ver como a Sidney vai enfrentar esse 'dilema' ajudando os dampiros e morois. hihihi

e Sidney com Adrian! awww <3

realmente a capa tá linda! *.*

Ameeeei a resenha, Pri! e quero "fangirlar" tbm kkkk

bjãoooo!

DreehLeal disse...

Eu só li o inicio e o final da resenha.. como ainda nem iniciei VA, não quero pegar spoilers haha
Essas capas são lindas não é? Eu fico babando nelas haha

Beeijos, Dreeh.
Blog Mais que Livros

Fábrica dos Convites disse...

Não conheço o trabalho da autora, apesar de já ter baixado os e-books da série AV, acabei não lendo.
Bjs Rose.

aninha disse...

quando eu vou criar vergonha e ler logo os livros da Mead?! vi você surtando no twitter sobre o livro rs, só me deixa com mais vontade de ler! dela só li Beijada pelas Sombras, mas acredito que posso ler Bloodlines sem problemas né. Adrian é o personagem em, carismático, bonito e arrebatador! ainda não entendo bem as diferenças entre vampiro, dampiro e moroi, mas chego lá. as capas dessa série são lindas, a editora seguinte caprichou!

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D