Resenha: Atlas Universal do Conto (Alberto Mussa e Stéphane Chao)

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Edição: 1
Editora: Record
ISBN: 9788501096425
Ano: 2013
Páginas: 334
  
Existem antologias, enciclopédias, dicionários da literatura, mas “atlas” ainda não. Com este volume, os organizadores do Atlas universal do conto oferecem um caleidoscópio vertiginoso de histórias, enredos e sabores, levando o leitor a dar uma volta ao mundo. A diversidade da literatura – e particularmente do conto, tomado como a essência do ato de narrar – declina-se em lugares e épocas. Por mais mentiroso que seja, o conto é talvez a metáfora mais exata de uma civilização, de um modo de viver do humano, de sua percepção do mundo. Assim, neste volume, o leitor tremerá na França, fabulosa dos merovíngios, participará de um jogo de azar na Rússia no extremo fim do século XIX, terá um sonho filosófico na China do século V a.C; experimentará uma relação adúltera no Rio de Janeiro, resolverá enigmas na Índia, trapaceará em Bagdá, será amado em Florença. 



Amante das narrativas curtas desde pequena, quando surgiu a oportunidade de ler o livro não pensei duas vezes. No início do livro, os autores contam como reuniram os contos apresentados neste volume e que, mesmo com o título, o livro não seria um "atlas" de verdade. Apenas uma reunião de contos de diferentes lugares do planeta. O fato de o subtítulo ser "uma seleção dos melhores contos de todos os tempos" causou-me um pouco de espanto, já que, sejamos francos, é meio presunçoso afirmar que os supostos melhores contos da história podem ser reunidos em apenas um livro. Mas deixei essa ideia de lado e tentei concentrar-me na leitura. Temo dizer-lhes que a seleção não foi tão feliz.

Apesar de alguns dos contos que eu li serem bons, tanto pela escrita como pela narrativa, não me impressionaram como imaginei que impressionaria. Quando escolhi o livro imaginei que o colocaria em um altar e de tempos em tempos o releria novamente. Tenho certeza que lerei alguns de seus contos, mas poucos entre a maioria. Não que o livro seja ruim, claro que não, mas como falei, para mim a seleção não foi feliz, não posso dizer o mesmo, porém, do leitor que vê a minha resenha, dos meus colegas leitores, da minha professora de Literatura.

O final de cada conto é acompanhado por notas dos autores, explicando a moral da recente leitura e localizando o leitor no ambiente e época onde o conto foi escrito. Dos autores selecionados, conhecia Machado de Assis, Jack London, James Joyce e Olavo Bilac. Senti a falta do Poe, já que foi ele quem fez eu me apaixonar pelos contos, com sua narrativa eletrizante e assustadora. No geral, as narrativas são diversificadas; somos transportados para a América do Sul, o Oriente, as Arábias e por aí vai... 

Recomendo a leitura para os amantes dos contos em geral e para os fãs dos autores presentes no livro. Aqui vai a lista (boa leitura!):

Abu al-Faraj - Alexandre Herculano - al-Hariri - Arthur Schinitzler - Elsa Joubert - E.T.A. Hoffman - Giovanni Boccaccio - Gregório de Tours - Henry James - Heródoto - Jack London - James Joyce - Juan Manuel - Juan Rulfo - Julio Cortázar - Leonid Andreiev - Lima Barreto - Luandino Vieira - Luigi Pirandello - Machado de Assis - Marcel Schwob - Mario Benedetti - Plínio, o velho - Prosper Mérimée - Ryunosuke Akutagawa - Saki (H.H. Munro) - Somadeva - Zhuangzi 


8 Comentários:

Tamiris Leitão disse...

Não sou muito apaixonada por contos, então não sei se me atrairia pela história desses. Sou mais apaixonada pela narrativa longa mesmo. kkk
Mas fico feliz pela sua resenha, porque despertou nos amantes do mesmo, a lerem e conhecerem um pouco de contos de cada país;


beijos

aninha disse...

eu gosto de livros de contos, mas não sei se leria esse. achei raso, sem carisma. o que é uma pena, me pareceu um livro com pontos de vistas diversos. talvez seja mesmo isso, a seleção dos contos que não se encaixou na idéia do livro =/

nathay ferrer disse...

Não curto muito ler contos e tal não duvido da qualidade dos contos dentro deste livro mas não vou procurar a ler. Mesmo assim, elogio a ideia de reunir textos de escritores de diversas partes do mundo e de no final ter uma notinha dos autores explicando tudo.

Boa leitura para quem gosta. ;-)

JessicaLisboa disse...

Bem esse livro eu passo, nao gosto nada de contos.




xx

Mallu Marinho disse...

Adoro livros de contos e mantenho um sempre na minha cabeceira ou na bolsa pra ir lendo aos poucos. Acho que leria só por causa de alguns autores, mas me lembrando de não criar muitas expectativas.

Nardonio Alves disse...

Adoro livros de contos, e achei a escalação dos autores bem interessante. Pena que não rolou aquela excelência na escolha dos contos. Tenho certeza que todos esses autores devem ter contos bem mais legais do que alguns dos selecionados.

@_Dom_Dom

Jéssica . disse...

Não sou muito fã de contos, prefiro estorias mais longas onde possam ser melhores desenvolvida, então não sei se um dia lerei esse livro...

Rossana Moraes disse...

Eu não sou muito de ler contos, mas as vezes me interesso por alguns. Mas este não é um livro que eu fiquei com tanta vontade assim de conferir. Acho que talvez eu outro momento.

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D