Resenha: Riquezas Ocultas (Nora Roberts)

sexta-feira, 28 de março de 2014



Título: Riquezas Ocultas
Autor: Nora Roberts
Edição: 1
Editora: Bertrand Brasil
ISBN: 9788528618396
Ano: 2013
Páginas: 518
Tradutor: Carolina Selvatici

Sinopse:Dora Conroy é dona de um antiquário da Filadélfia e comprou uma série de itens curiosos num leilão na Virginia – objetos que ela própria considerou novidades para a sua loja. Enquanto isso, do outro lado do país, o contrabandista Edmund Finley descobre que o pacote que recebeu contém, na verdade, objetos sem valor algum. Disposto a recuperar o que lhe foi, de algum jeito, roubado, o bandido fará de tudo para encontrar quem está de posse das relíquias ocultas. Segundo ele, com certeza, esta pessoa não sairá viva. Quando Dora e seu misterioso vizinho, o ex-policial Jed Skimmerhorn, começam a investigar os diversos roubos e mortes que cercam os itens arrebatados no leilão, descobrem que tesouros preciosos são mascarados em peças vagabundas, de pouco valor. A criatividade de Nora Roberts não tem limites: ela mergulha no exótico e decadente mundo das antiguidades e traz à tona uma história em que a posse é uma obsessão letal, e um simples e mínimo erro pode levar a uma série de assassinatos violentos.


            Não é segredo para ninguém o quanto eu amo os livros da Nora Roberts e dessa vez eu peguei para ler Riquezas Ocultas que foi publicado aqui no Brasil pela editora Bertrand.


            Isadora Conroy é uma dona de antiquário que vem de uma família de atores de teatro, seus pais tem uma companhia e um de seus irmão trabalha na brodway.  Ela leva uma vida relativamente sossegada tocando sua loja junto com sua assistente Teri e sua irmã Lea. Ao voltar de um leilão na Virgínia com algumas peças diferentes e bem baratas ela descobre que o pai finalmente conseguiu escolher um inquilino para o apartamento vizinho ao seu. O vizinho em questão? Jedidiah Skimmerhorn, mais conhecido como Jed. Um ex- capitão da polícia que veio de uma família de milionários sem amor e que se afastou de sua função de policial após sua irmã ter morrido num atentado feito por um mafioso que  ele investigava. Jed é um homem ranzinza e infeliz que nunca conheceu o amor, quando ele começa a viver do lado de uma mulher baixinha, feliz e tagarela começa a sentir coisas que nunca sentiu antes. Uma invasão misteriosa e uma série de roubos seguida de assassinatos que envolverão Dora e Jed serão apenas mais um tempero para essa trama.

            Vai ser redundante se eu disser o quanto amo essa autora, toda resenha que eu faço dela eu digo a mesma coisa rsrs. Mais uma vez Nora traz uma mocinha atrevida para domar um mocinho com ares de bad boy. Uma coisa que eu admiro no trabalho dela é exatamente isso, as mocinhas da Nora não são indefesas, elas sentem, elas erram, elas lutam por aquilo que acreditam e isso nos faz gostar desse turbilhão de emoções que essas personagens são. Já Jed, ai o Jed o que é que eu vou dizer dele? Bem, ele é aquele tipo cara bruto que por baixo da parede é um cavalheiro apaixonado. Sim, ele destrata ela e diz que a Dora é um “pé no saco” que não cala a boca, mas a atração que ele tem por ela é palpável e a tensão sexual entre os dois só fica maior todas vez que eles discutem. Os “vilões” da história entram na vida de Jed e Dora meio que por engano, eles são contrabandistas de arte e Dora compra um lote de bugigangas por engano num leilão, dentro dessas peças existem outras de valor inestimável. DiCarlo e Finley farão de tudo para recuperar essas peças e passarão por cima do que for necessário, mesmo que seja de um policial durão e sua vizinha admiradora de arte.

            O livro é escrito em terceira pessoa, como a maioria dos livros da Nora e o narrador ao mesmo tempo que nos conta sobre Jed e Dora, nos dá notícias sobre DiCarlo e Finley e o perigo que espreita nossos protagonistas.

            A capa dessa edição é maravilhosa e segue o padrão de alguns outros lançamentos da Nora. A diagramação traz o pacote completo para uma boa leitura e nos ajuda a ter uma leitura mais fluida. Enfim, nunca deixo de recomendar Nora Roberts para vocês, por que vale muito a pena.

10 Comentários:

Pamela Liu disse...

Ainda não li nada da autora, mas tenho muita vontade.
Sempre vejo muitas resenhas positivas sobre seus livros e eu adoro romance.
Riquezas Ocultas parece ter uma narrativa bem envolvente e gostei do fato de Dora não ser uma mocinha indefesa. Jed parece aquele personagem pelo qual suspiramos, durão por fora, mas super gentil =)

Tamiris Leitão disse...

Ainda não li nenhuma obra dessa autora, mas assim como você, eu tenho uma fã de Nora dentro da minha própria casa: minha mãe. Ela tem quase todos os livros dela, e sempre me pergunta quando vai acontecer um lançamento. As vezes me bate a vontade de ler as obras dela, porém sempre chega algo que me leva para longe. Acho que depois dessa sua resenha vou dar uma chance a Dora me mostrar uma protagonista mulher legal, e a Jed me mostrar um pouco de ação.


Beijos Pri, adorei sua resenha.

Nardonio Alves disse...

Ainda não tive oportunidade de ler nada da autora, a não ser as milhares de resenhas positivas em relação aos seus livros. O que gosto muito é quando os autores criam personagens femininas fortes e humanas. Nesse caso, me parece que a Nora acertou em cheio ao criar a Dora. Sem falar na química que esse casal deve ter.

@_Dom_Dom

aninha disse...

eu quero! Nora sabe como fazer personagens carismáticos e histórias mais cativantes ainda! Riquezas Ocultas é o exemplo disso li a resenha já com vontade de começar a lê-lo! Dora é uma figura! sabe o que quer! Jed deve ser um pedaço, adoro personagens que são tão diferentes , que a gente sabe o clichê mas que são irresistíveis. vou ter que tê-lo sim ou com certeza? rs

Jéssica Maria disse...

Eu amei, apesar de não gostar muito do gênero, adorei a temática ú.ú.
Já ouvi falar bastante dessa autora, mas nunca Lucifer nenhum livro dela, mas espero ler.

Larissa Santos disse...

Que covardia Priscila! Não acredito que ainda não li esse livro da Diva! Já vi a diagramação e achei simplesmente linda, e a capa então? Sua resenha só me deixou com mais vontade de devorar porque é impossível apenas ler Nora, eu sinto tudo com a leitura dos livros da Nora.
Beijocas ^^

Julia Moraes disse...

Nunca li nenhum livro da Nora, mas os livros dela me chamam um pouco a atenção. Ela é super elogiada, pela escrita, e eu quero muito conferir um livro dela (:

E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
Nome de seguidor: Julia Moraes

Lais Lucena disse...

Ainda não li nada da Nora Roberts, mas vontade é o que não falta. Ela é tão bem falada que minha vontade de ler alguma obra dela aumenta a cada dia hahah mas falaram que era pra eu começar por outro...

Desbravadores de Livros disse...

Sou super fã da Nora. Essa capa realmente está deslumbrante.
Também recomendo muito. Achei bem interessante o jeito do Jed, embora seja uma coisa por baixo dos panos, achei ele bem diferente.

M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe
do nosso Top Comentarista

Dud's Santos disse...

Nora perfeita. Pelo amor de Deus qual livro desta mulher não é perfeito? Ela é muito talentosa. Todos os livros delas te dão aquele gostinho de quero mais.

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D