Resenha: Misery - Louca Obsessão (Stephen King)

sexta-feira, 13 de junho de 2014



E nada mais justo do que uma resenha do nosso mestre, Stephen King, nesta Sexta-feira 13!!! 





Título: Misery - Louca Obsessão
Autor: Stephen King
Edição: 1
Editora: Suma das Letras
ISBN: 9788581052144
Ano: 2014
Páginas: 326
Tradutor: Elton Mesquita

Sinopse: Paul Sheldon descobriu três coisas quase simultaneamente, uns dez dias após emergir da nuvem escura. A primeira foi que Annie Wilkes tinha bastante analgésico. A segunda, que ela era viciada em analgésicos. A terceira foi que Annie Wilkes era perigosamente louca.Paul Sheldon é um famoso escritor reconhecido pela série de best-sellers protagonizados por Misery Chastain. No dia em que termina de escrever um novo manuscrito, decide sair para comemorar, apesar da forte nevasca. Após derrapar e sofrer um grave acidente de carro, Paul é resgatado pela enfermeira aposentada Annie Wilkes, que surge em seu caminho. A simpática senhora é também uma leitora voraz que se autointitula a fã número um do autor. No entanto, o desfecho do último livro com a personagem Misery desperta na enfermeira seu lado mais sádico e psicótico. Profundamente abalada, Annie o isola em um quarto e inicia uma série de torturas e ameaças, que só chegará ao fim quando ele reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Ferido e debilitado, em “Misery - Louca Obsessão”, Paul Sheldon terá que usar toda a criatividade para salvar a própria vida e, talvez, escapar deste pesadelo.
 


Que Stephen King entrou para o hall da fama dentre os maiores escritores de suspense/terror de todos os tempos isso nós já sabemos há décadas. Com mais de 40 títulos escritos e 350 milhões de livros vendidos espalhados pelos 40 países para qual suas obras foram traduzidas, King é um fenômeno na arte de escrever histórias que cativam o público não apenas pelo medo que elas passam, mas também pela humanidade com que ele descreve os personagens de suas obras, tornando-os passíveis a experiências que quaisquer um de nós poderia enfrentar. E, dentre essa gama de livros mais realistas citamos Misery - Louca Obsessão (Misery no original), publicação recente da Editora Suma de Letras de um clássico escrito em 1987.



Originalmente, Misery chegou ao Brasil sob o título de Angústia na década de 80, sendo publicado pela extinta Editora Franscisco Alves através do selo Mestre do Horror e da Fantasia. Ainda, Misery ganhou sua versão cinematográfica na década de 90 sob o título de Louca Obsessão. Nesse tão instigante livro somos apresentados à decadente situação de Paul Sheldon, um renomado escritor pop que acabara de sofrer um acidente de carro durante uma tempestade de neve. Misteriosamente,  ele acorda sobre a cama de hóspedes da casa de Anne Wilkes, uma estranha mulher que se diz fã número um da mais popular série escrita por ele. E, para completar, suas pernas foram estraçalhadas por conta do acidente, fazendo-o conviver com dores insuportáveis. 


Mas os problemas do escritor começam quando, bisbilhotando por suas coisas, Anne Wilkes encontra o manuscrito de seu novo livro que, segundo ele, seria um marco para sua carreira pois ele estaria deixando de lado a série de romances de época que contavam a história da heroína Misery e embarcando em novos horizontes. O problema é que Anne é desajustadamente fã da série e passa a torturar Sheldon para que ele, primeiro destrua seu manuscrito e, segundo, passe a escrever uma continuação para a saga de sua heroína. As torturas de Anne Wilkes aplicadas a Sheldon são as mais variadas possíveis, desde fazê-lo beber a água suja com a qual ela limpara o quarto de Paul a cutucá-lo com agulhas e até mesmo com o uso de um machado. 




Em um dado momento da história a solidão o faz criar um novo vilão. Além das torturas físicas causadas por Wilkes, Paul Sheldon acaba tendo que lidar com as indagações de uma velha máquina de escrever sobre seus bloqueios criativos ou de suas atitudes naquela situação em que se ele se encontrava. Aliás, o livro é cheio de metáforas criadas por Sheldon para algumas situações referentes aos seus medos e a dor que sente em suas pernas e seu vício adquirido por analgésicos.

Misery - Louca Obsessão foi o título mais rápido escrito por King, tendo sido escrito em apenas um mês. Embora seja um livro com mais de 300 páginas, sua leitura é bastante rápida, e a própria curiosidade em saber como Paul Sheldon conseguirá se ver livre de sua carceireira ajuda bastante a manter o ritmo. Ainda, há que se destacar o belíssimo trabalho que a editora Suma de Letras vem tendo para com as obras do autor, apresentando excelentes capas, traduções e diagramações.



E vocês, leram esse ou algum outro livro de Stephen King? O que acharam? Deixem suas respostas nos comentários!

Grande abraço e até a próxima!
 


Resenhado por Fabrício Machado