Resenha: Os Três (Sarah Lotz)

terça-feira, 29 de julho de 2014




Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580412697
Ano: 2014
Páginas: 400
Tradutor: Alves Calado
Sinopse - Os Três - Sarah Lotz
Quinta-Feira Negra. O dia que nunca será esquecido. O dia em que quatro aviões caem, quase no mesmo instante, em quatro pontos diferentes do mundo. Há apenas quatro sobreviventes. Três são crianças. Elas emergem dos destroços aparentemente ilesas, mas sofreram uma transformação. A quarta pessoa é Pamela May Donald, que só vive tempo suficiente para deixar um alerta em seu celular: Eles estão aqui. O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas... Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. Pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele... Essa mensagem irá mudar completamente o mundo. 



E vamos nós falar de coisa boa, e não é da iogurteira top therm nem da câmera Tekpix... Vamos falar de “Os Três”...



Quando três aviões caem em circunstancias suspeitas, em diferentes partes do mundo, com minutos de diferença entre cada um, rumores sobre uma nova serie de ataques terroristas logo começam a circular. Em cada um dos desastres de avião, apenas um improvável sobrevivente, uma criança. A essas três crianças sobreviventes é dada a alcunha de: “Os três”.

Como essas três crianças sobreviveram?! Pq os aviões caíram?! Isso e muito mais iremos descobrir no desenrolar dessa leitura repleta de suspense e com uma pitada de terror. Com uma historia totalmente contada por meio de entrevistas, documentos e trechos de reportagens, “Os três” explica em detalhes, tim-tim por tim-tim a “quinta-feira negra” (como foi chamado o dia em que os aviões caíram), seu desenrolar e todas as suas consequências (e foram muitas).

Por se tratar de uma historia contada por um meio diferente do convencionalmente usado em outros livros, eu não diria que esse é um livro para todo mundo. Não espere uma narrativa linear, pois a trama vai e volta muitas vezes e você tem de estar atento durante a leitura para pegar as dicas do que realmente aconteceu e acompanhar o desenrolar dos fatos. Às vezes o autor cita trechos de acontecimentos que só serão explicados para o leitor mais a frente... Isso me prendeu à leitura de uma forma incrível e eu tive de me controlar para não pular capítulos e saber logo o que iria acontecer. O mantra é: Respire fundo e resista ao impulso de pular paginas, paciência gafanhoto!



Gostei bastante da leitura por conta de toda a aura de suspense e incerteza que se mantem durante todo o livro. O fato da historia ser contada por meio de documentos e entrevistas me agradou imensamente e me fez sentir como se eu estivesse assistindo a um daqueles documentários no Discovery Channel e tudo fosse real. É ai que está o fator assustador da historia, tudo é contado de uma maneira tão realista e plausível, que você termina o livro acreditando que tudo que esta lá poderia de fato acontecer (Medo @_@).


Confesso que ainda estou tendo um conflito interno por conta do final do livro... Ainda não sei se gostei ou não. Com relação aos comentários de alguns outros leitores sobre a “dualidade” do final, para mim não houve nenhuma duvida... O final de fato é meio subentendido mas é bastante autoexplicativo.

Para quem gosta de suspense (como eu), é um prato cheio e vale a pena conferir. Beijo grande e até uma próxima. o/


Resenhado por Mariana Diaz

8 Comentários:

Tamiris Leitão disse...

Já vi tantas críticas negativas com esse livro. Ele era tão esperado, e decepcionou quanto a essa dualidade no final. o que é bem chato, porque a premissa da história era bem agradável. E eu fico irritada quando existe suspense demais pra 'cagar' no final da história. Enfiim, não sei se leria.

aninha disse...

como eu quero ler esse livro! pra começar essa capa
sensacional. o livro todo tem essa pegada de mistério, suspense e
uma tensão que intrigam o leitor. a autora soube criar uma situação que demanda várias outras e acho que com isso, ela conseguiu equilibrar todo enredo. faz tempo que tô de olho nele, espero poder lê-lo logo =)

Michele Lopez disse...

Eu vi várias críticas negativas também. Gostei bastante do enredo do livro e acho que iria gostar bastante da leitura. Adoro suspense e espero gostar do final do livro. Dei uma desanimada para lê-lo.

Nardonio Alves disse...

Eu me amarro em suspenses e, quando vi o lançamento desse livro, me animei. Essa mistura que a autora se propôs a fazer é bem interessante. O que acho que me incomodaria um pouco, seria esse estilo de narrativa que a autora escolheu, mas acho que nada que atrapalhe tanto assim. Quero ler muito em breve.

@_Dom_Dom

Douglas Fernandes disse...

Eu adoro suspense e com uma pitada de terror melhor ainda *-*
Ganhei esse livro \o/ \o/
mas agora é arrumar espaço pra encaixar, mas sempre arrumamos um jeito né..

Vitória Rodrigues disse...

Vi uma época que tinha muitas resenhas deste livro, mas não senti nenhum interesse especifico. Ainda não tenho nenhum, mas pelo menos, se um dia vier a oportunidade, posso acabar lendo-o (tenho que engajar no livro logo de começo, se não empaco, aí fica lindo).
Fez uma boa resenha, explicando bem todos os pontos dele, deixando-nos ciente de que tem a chance de gostarmos ou não.

Abraços,

Cabeças de Vento

Gislaine Silva disse...

Gostei muito da sinopse desse livro e ele está na minha lista faz um tempinho, mas confesso que não estou muito animada em ler.

Fábrica dos Convites disse...

Demos a mesma nota para o livro. Um suspense muito bom, mas que não teve um final adequado.
Bjs, Rose.

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D