Resenha: As Batidas Perdidas do Coração (Bianca Briones)

quarta-feira, 8 de outubro de 2014


Edição: 1
Editora: Editora Verus
ISBN: 9788576863229
Ano: 2014
Páginas: 400
Sinopse - As Batidas Perdidas do Coração - Bianca Briones

Viviane acaba de perder o pai. Com a mãe em depressão, ela se vê obrigada a assumir o controle da casa com o irmão mais novo. Rafael teve o pai assassinado há alguns anos e agora viu quatro pessoas de sua família, incluindo a única irmã, morrerem em um acidente de carro. Viviane pertence a uma classe social que ele despreza. Rafael é tudo o que ela sempre ouviu que deveria evitar. Eles são opostos, porém dividem a mesma dor. Jamais se aproximariam se a morte não os colocasse frente a frente, e agora, por mais que saibam que são completamente errados um para o outro, não conseguem evitar uma intensa conexão, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre. As batidas perdidas do coração é uma história sobre perdas e como cada um lida com elas. É o encontro atormentado entre a dor e o amor. Com uma narrativa sexy, envolvente e repleta de música, este livro traz a última tentativa de duas pessoas arruinadas que, juntas, buscam desesperadamente se encontrar.

Gente, antes de mais nada eu preciso dizer que estou completamente devastada depois do fim desse livro. Não consigo pensar em mais nada, senão, relê-lo. Portanto, vai ter fangirlismo SIM! E se reclamar, vai ter GIFs animados também! HaHaHa



As batidas perdidas do coração é o livro de estreia da autora Bianca Briones pela Verus Editora. Conta a história de Viviane e Rafael, dois jovens de classes sociais diferentes, mas que foram afetados pela única coisa que não respeita classe social, idade, raça, etc.: a morte. O pai de Vivi fora tocado pelo câncer e já estava em estágio terminal, todos de certa forma já esperavam o momento da partida. Já a irmã, primo e tios de Rafael foram vítimas de um acidente fatal causado por um jovem de classe alta, embriagado.

Vivi e Rafa se conhecem no hospital, quando os dois estão enfrentando um dos momentos mais difíceis de suas vidas: o confronto com a morte, que levara seus entes queridos. Viviane, neta de um dos publicitários mais influentes do país, é rica e até então era uma menina feliz, mas que perdeu o brilho no olhar quando a morte levou seu tão amado pai. A jovem tem um irmão, Rodrigo, apenas 10 meses mais novo que ela. E ambos são obrigados a assumir as rédeas da situação quando a mãe deles, em depressão, parece não querer mais reagir, uma vez que seu marido, seu amor, sua vida, fora levado para junto de Hades. Rafael está igualmente destruído, pois sua irmã ainda não tinha 19 anos completos e apenas dois anos antes, o pai de Rafa foi morto em um assalto. Será que a morte não cansava de lhe tomar as pessoas que amava?


Como já disse, ambos estavam despedaçados quando se conheceram e acabaram trocando farpas, o que resultou num comentário desnecessário da parte de Rafael, que acabou magoando Viviane. Ele consegue o contato de MSN dela e adiciona a moça na intenção de se desculpar. Só que tinha algo mais, algo que Rafa não conseguia explicar, não tirava aquela patricinha da cabeça. E o mesmo aconteceu com Viviane, algo naquele motoqueiro tatuado a atraía…

Rafael tem 23 anos, forte, lindo, tatuado, motoqueiro e bad boy! (Do jeito que a gente gosta). O rapaz mora sozinho, trabalha como barman performer e é pegador. Nunca repete uma transa e nenhuma mulher nunca dormiu em sua casa. Quando perde os pais e irmão no acidente, Lucas, seu primo, vai morar com ele, pois agora não tem mais ninguém. Lucas frequenta um grupo de terapia e lá conhece Rodrigo, irmão de Viviane. E os dois começam uma improvável e forte amizade, que se ambos não estivessem tão machucados, talvez jamais tivessem sequer se conhecido. Rodrigo começa a passar muito tempo com Lucas e isso desperta a preocupação de Viviane, que vê cada vez menos o irmão. E assim ela acaba trombando com Rafael novamente.

Ai gente… ai gente…

Bom, no minuto em que li a sinopse, soube que iria amar o livro. E foi com trechos de músicas nas epígrafes que me apaixonei por As batidas perdidas do coração. Bianca Briones desenhou uma história marcada pela dor, sofrimento, culpa, raiva e por perdas irreparáveis. E mesmo com esse tanto de sentimentos ruins nasceu um amor puro e capaz de transformar vidas. Dois jovens com personalidades e histórias de vidas completamente opostas, mas que acabam se encontrando em meio à dor e nos arrebatam graciosamente.


A história se passa em São Paulo mas é pouco ambientada, na verdade em poucas cenas a autora retrata, de fato, a cidade de São Paulo. Apenas quando diz que Vivi mora no bairro Jardins, que é um dos bairros mais nobres da cidade, e no final, no parque Ibirapuera. Fora isso, a história poderia se passar em qualquer lugar. Em minha opinião ela poderia ter ambientado de forma melhor a história, pois este é um detalhe extremamente importante e enriquecedor da obra.

Rafael tem um sério problema e é completamente consciente disso, embora ele às vezes tente melhorar, ainda não havia encontrado de fato algo que fizesse com que ele realmente quisesse melhorar. No entanto, no momento em que começa a se envolver com Viviane, Rafa se esforça para ser uma pessoa melhor e estar a altura da jovem. Mas quando tudo parece estar indo muito bem, vem a vida e dá uma pancada no jovem, que mais uma vez sucumbe às mazelas da sociedade e dá início aos capítulos mais chocantes e verossímeis do livro, que são os de quando ele está passando pela crise de abstinência.


O livro é carregado de palavrões, principalmente nos capítulos narrados por Rafa, não que Viviane não solte um “porra” de vez em quando, mas Rafael fala muitos palavrões e a autora não amenizou. Inclusive as cenas quentes (que são bem quentes mesmo e extremamente sensuais e bem escritas) estão carregadas de palavras chulas que dão todo um charme à personalidade de Rafael.


Claro que em termos de elementos, a narrativa não é perfeita. Tem algumas inverossimilhanças que um leitor atento com certeza perceberá, no entanto não é nada que desmereça a obra e não afeta em nada a emoção que a história de Rafael e Viviane nos causa. O livro de Briones é capaz de te levar às lágrimas e às gargalhadas no mesmo capítulo. E eu acho que na próxima edição deveria vir uma tarja com a frase: “Não recomendada a leitura em público, por motivos de: você vai rir e chorar ao mesmo tempo e vai parecer uma louca.”


Um dos pontos fortes na narrativa são alguns personagens secundários que dá para perceber que não vieram para ficar de enfeite. Me apaixonei pelo jeitinho bricalhão, meigo e leal de Rodrigo. Fiquei curiosa para saber a história de Clara, que mesmo aparecendo tão pouco, conseguiu me despertar a vontade de saber mais sobre ela e que tipo de relação ela teve com Bernardo, amigo de Viviane. São muitos personagens interessantes e espero que Bianca Briones tenha ideias para vários livrinhos ambientados no mesmo universo de As Batidas Perdidas do Coração e nos brinde vez por outra, também, com as aparições de Vivi e Rafael.


Estou evitando de falar sobre o enredo e é de propósito, pois a trama envolve muito mais do que apenas um romance de uma menina rica e um rapaz de família humilde. Tem todo um montante de problemas sociais, emocionais e familiares, envolvido nesta história. Quero que você, leitor, passe pelas mesmas sensações que eu passei ao ler este livro. Quando peguei o livro não sabia nada além da sinopse, que por sinal está ótima, sem revelar nada importante do enredo.

A capa é a coisa mais linda do mundo e o título tem todo um significado especial (e fofo!) e eu com certeza perdi uma batida quando li essa explicação. A revisão do livro está bem boa e a diagramação está ok também. Só tenho que reclamar de um detalhe: as traduções dos trechos de músicas, que além de desnecessárias, ainda vi algumas erradas, como no caso de Want you bad, do The Offspring. Que não quer dizer “eu te quero malvada”, mas sim “eu te quero muito”, e como diria o Rafa, “eu te quero pra caralho”. HaHaHa

Enfim, para os fãs de New Adult e aqueles que gostam de um bom livro nacional, super recomendo As Batidas Perdidas do Coração. Não vejo a hora da Bianca Briones vir à Fortaleza, para assim ter meu livrinho autografado! 

10 Comentários:

Rodrigo Batista disse...

Eu já quero ;-;, mas cadê o dinheiro? Dana, faz um sorteio!! hehehe :p

Rebecca Cunha disse...

*-* DESEJANDO!

Fábrica dos Convites disse...

Parece tão bonito. Eu quero e já coloquei na lista de leitura.
Bjs, Rose.

aninha disse...

todo mundo estava falando muuuito desse livro. sou fã de um bom NA e esse parece mesmo um livro cativante. eu ñ sabia que era de uma autora nacional, interessante. Vivi e Rafa pelo visto vão ter que enfrentar e crescer com várias situações que a vida apronta. achei muito legal o fato de que a autora deu na medida certa o carisma nos outros personagens, é mesmo uma ponte pra explorar a história. adorei os gifs Dana hahaha! vou procurar lê-lo =)

Milena Cherubim disse...

Eu sabia que vc ia curtir heheheh <3

mirelle soares gomes disse...

Tinha visto a resenha aqui no blog mais resisti e não li... Terminei hoje a leitura e simplesmente AMEI!!!
Fiquei muito triste com a historia do Rafael depois de tudo que ele passou quando praticamente si recuperou ele sofre outra vez, e acaba voltando para as drogas aquilo é de destruir o coração... Ja com a Viviane a historia dela mi emocionou muito porque é muito difícil perde alguém para o câncer... a historia despertou muitas coisas, eu fiquei muito sentimental... :'(
Enfim amei o livro...

Eu vi no skoob um livro sobre a Clara.
http://www.skoob.com.br/livro/324990-curvas-para-cavill

Nathalia Simião disse...

Morrendo com esses gifs kkkkk uma resenha de uma fangirl é sempre divertido de ler. Não tinha me interessado por esse livro mas depois de ver tanta gente gostando dele acho que mudei de ideia. E pelo amor, as autoras tem que parar de fazer esses bad boys desse jeito, da vontade de trazer pra casa pra dar carinho e atenção. UAHSAUS

Érika Rufo disse...

Amo New Adults e esse parece que está espetacular!! Sua resenha me deixou com muita vontade de ler esse livro e saber mais sobre os personagens e a sua história de amor. Adoro histórias que são capazes de nos fazer rir e chorar ao mesmo tempo. Preciso urgentemente ler esse livro!!
Beijos!!

Tamires Fernanda disse...

Assim que pus os olhos nesse livro eu me apaixonei, ai fui vendo as resenha e não me arrependi, toda resenha que vejo eu me apaixono mas.
Eu ainda o li, pois estou esperando o momento certo de começar essa leitura fantástica. E ótima resenha viu Jornada.


Abçs :)

Nardonio Alves disse...

Confesso que quando vi a capa e a sinopse, imaginei que era um romance mais teen. Me enganei completamente, hein?!?! E que bom. kkkkkk
Uma coisa que achei legal é que a autora deu uma importância a todas as personagens, principalmente as secundárias. Afinal, elas também são importantes para movimentar a trama principal. Quero ler muito em breve.

@_Dom_Dom

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D