Resenha: Recordação Mortal (J.D. Robb) - Série Mortal Livro #22

segunda-feira, 3 de novembro de 2014



Título: Recordação Mortal
Autor: J.D. Robb
Edição: 1
Editora: Bertrand Brasil
ISBN: 9788528618969
Ano: 2014
Páginas: 476
Tradutor: Renato Motta

Sinopse: Em Recordação Mortal, a corajosa tenente Eve Dallas é forçada a mergulhar de volta em seu passado. Trudy Lombard, uma mulher cruel e oportunista que diz ser sua mãe, aparece na Central de Polícia e desperta as piores lembranças na tenente, fazendo-a relembrar o tempo em que era atormentada e torturada diariamente. Mas parece que Eve não foi a única a sofrer nas mãos de Trudy, e talvez alguém esteja em busca de vingança.


            Recordação Mortal é o 22º livro da série Mortal que é publicado no Brasil, não você não leu errado é o 22º dos 47 livros já publicados dessa série que ainda está em andamento. E quem mais seria rainha para escrever tantos livros? Se você respondeu Nora Roberts, está corretíssimo, aqui ela assina com o pseudônimo J.D. Rob. Aqui no Brasil essa série é publicada pela editora Bertrand.

            Em mais uma emocionante história a Tenente Eve terá que desvendar o assassinato que veio de seu passado em plena época de natal. Trudy Lombard foi sua mãe adotiva por pouco mais de seis meses e tornou a vida de Eve um inferno quando ela tinha apenas oito anos de idade, após anos ela retorna para conseguir dinheiro chantageando o marido de Eve, Roarke, ameaçando publicar os arquivos da Tenente quando era criança incluindo os repetidos estupros que sofreu e como ela foi encontrada antes de cair no sistema. Quando a mulher aparece morta, Eve terá que achar o assassino.

            Não é segredo para ninguém o quanto eu amo essa autora eu sou tipo



Pois é, mas confesso que morro de preguiça de ler essa série. Priscila, mas você começou pelo 22º livro? Lógico que não, eu li até o 20º em ebook, não li o 21º, mas deu para entender completamente essa história sem me perder em nada. Vale a pena ler a série Mortal? Meu povo, vale a pena ler propaganda de manteiga escrito por essa mulher!

A narrativa é em terceira pessoa, mas com enfoque em Eve, o que é bom pois entrar na cabeça da tenente pode não ser muito boa.

Eu sou completamente apaixonada pela personalidade bruta da Eve, ela é MUITO bruta! E eu amo isso nela, tipo sério tem umas partes do livro muito engraçadas, pois ela não é acostumada com demonstrações de afeto como um simples abraço de uma amiga e simplesmente não entende por que as mulheres tem frescuras para se arrumar. Já Roarke, o melhor marido de todos os tempos, sério esse é um dos melhores casais que eu já tive o prazer de ler, eles se completam!

Embora eu tenha descoberto o assassino antes do final, o que não é lá nada muito estranho por que na maioria das vezes eu descubro mesmo, eu gostei bastante do enredo da história.

Essa capa foi escolhida por votação, eu gosto do estilo das capas pretas. A diagramação está muito boa também, sem erros de edição ou revisão. Enfim, não chegou ainda o dia que eu não indico Nora Roberts para vocês.

3 Comentários:

aninha disse...

tu me viciou em Nora tu sabe! e foi uma das melhores coisas que descobri foi Nora Roberts. sou bem curiosa pra ler essa série, mas confesso que quando penso nesse TANTO de livro que falta =/ mas se é Nora, é pra ser lido. vou começar a procurar os e-books, sei que vou amar! romance policial e sendo Nora, tô dentro! =)

Fábrica dos Convites disse...

Oi Pri, sou fã da Nora e amo este casal. Sigo fielmente esta série, e não vejo a hora de ler este volume. Imagino o sofrimento do Roarke quando Eve descobriu esta suposta mãe.
Bjs, Rose.

Marcelli disse...

Ouço falar muito dessa série e tenho uma curiosidade imensa de ler ela, maaaaas o que me faz pensar e repensar é justamente a quantidade de livros. Pretendo dar uma chance a ela qq dia, mas sei que por amar historias policiais, corro o grande risco de viciar..rsrs.
Adorei a resenha!! bjos

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D