Resenha: Cartas de Amor aos Mortos (Ava Dellaira)

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014




Título: Cartas de Amor aos Mortos
Autor: Ava Dellaira
Edição: 1
Editora: Seguinte
ISBN: 9788565765411
Ano: 2014
Páginas: 344
Tradutor: Alyne Azuma

Sinopse: Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

            Cartas de Amor aos Mortos foi escrito pela Ava Dellaira e publicado no Brasil pela Editora Seguinte. Confesso que quando esse livro caiu na minha mão meu primeiro pensamento foi: esse livro vai levar estourando três estrelas, ledo engano a cada página, a cada carta Laurel ganhou um pouquinho mais do meu coração.


            Laurel é uma jovem de quinze anos que está entrando no ensino médio, nova escola, nova vida. Ela tenta lidar com o distanciamento da mãe que foi embora após a morte da irmã May e com a morte em si. May era a luz da vida de Laurel e ela anda meio perdida sem saber como lidar com isso, então quando a professora de inglês pede que como trabalho escolar ela escreva uma carta para alguma pessoa morta, Laurel começa uma jornada de sucessivas cartas para celebridades e ícones da música já mortos contando um pouco do que tem passado e em como essas pessoas a inspiram a seguir em frente mesmo com o segredo que guarda, ela faz novos amigos e se apaixona por Sky, porém tudo pode ir por água abaixo, pois a culpa e o remorso a corroem por dentro.

            Por se tratar de cartas obviamente o livro é todo escrito em primeira pessoa e nossa narradora é sim Laurel, eu gostei dessa abordagem, pois existem coisas que só ela pode revelar e existem sentimentos que só ela pode passar.

            Eu, como falei, não levava muita fé nesse livro, porém ele me levou a lugares da minha adolescência e me fez recordar de muitas coisas, apesar da parte mais pesada do livro, fiquei contente de pegar muitas das referências usadas e não pegar outras, confesso que muitas vezes tive que puxar na memória algumas referências utilizadas por Laurel outras como a atriz que faz a Doroty em O Mágico de Oz na versão original e que canta Somewhere Over the Rainbow, que é um ícone e uma música maravilhosa me trouxeram lágrimas aos olhos. Pouco a pouco Laurel nos explica como cada um desses mortos a inspira a continuar e a tentar entender o mundo, mas a cada carta escrita ela os desce do pedestal e os coloca no patamar de humanos que erram e que erraram o que os levou a morte.

            Falando um pouco sobre os outros personagens, eu amo a relação que Laurel constrói com Hannah e Natalie, as amigas que descobrem que o que sentem uma pela outra não é apenas amizade, com Kristen e Tristan um casal que parece ter que seguir destinos diferentes mesmo se amando e a relação dela com Sky, que sim comete um erro que para mim em qualquer outra narrativa seria imperdoável, mas aqui você aprende a perdoá-lo por isso e acaba por entender que ele era um menino sozinho e que a solidão aperta um pouco quando se está sofrendo. A relação dela com os pais e com a tia vive em uma corda bamba, há raiva, tristeza, mas há entendimento e gratidão, há amor e tentativas de seguir em frente apesar da tragédia que os rodeia.

            Acima de tudo Cartas de Amor aos Mortos é um livro sobre descobertas, perdão, amizade e amor em todas as suas formas, amor de amigos que se tornaram mais que isso, amor de duas pessoas com objetivos diferentes, amor de família e principalmente o amor entre duas irmãs que supera a morte e a saudade.

            A capa desse livro é uma obra de arte de tão linda, em tons rosados e de roxo e azul dão uma ideia lúdica e nostálgica e é para esse mundo que somos transportados. Eu li esse livro em e-book e particularmente gostei da revisão e da tradução. Enfim, acho que todos devem ler esse livro, vale a pena.

Amanhã (06/12) vai rolar em algumas cidades mais um encontro de leitores Seguinte e o tema dessa vez é: Cartas de Amor aos Mortos. Aqui em Fortaleza vai rolar na Livraria Cultura a partir das 15h.

CONFIRME SUA PRESENÇA 

7 Comentários:

Alba Bez disse...

Livro lindo </3

Talento Feminino disse...

Adorei sua resenha, ainda não li mas comprei na promoção Black Friday, esperando o livro chegar para fazer o post no blog sobre o evento que já aconteceu aqui em Brasília, foi no último domingo, teve sorteio e uma brincadeira bem legal de escrever uma carta para quem já morreu e a melhor ganhava o livro. Bem ansiosa para ler pois só vi elogios, inclusivo no evento. A capa é lindo e o título já tinha me chamado atenção desde o lançamento.

http://talento-feminino.blogspot.com.br/

aninha disse...

esse livro já me chamou atenção pelo título. e quando li a sinopse, já tive quase certeza que vou gostar muito de Cartas de amor aos Mortos. achei genial a ideia da autora, escrever para quem já se foi. e no caso da personagem, acaba nos levando a mistura de sentimentos saudosos, e as vezes mesmo não querendo ou não sabendo lidar com a morte quando ela acontece, é inevitável não entendê-la e até a aceitando. acho que é um livro inteligente e emocionante. espero poder lê-lo logo.

mirian kelly disse...

Desde que vi este livro, o amei!
Imagina tentar resolver os mistérios das mortes das pessoas, pode fazer dela uma bela detetive. Gosto da iniciativa de Laurel

Nathalia Simião disse...

Desde o lançamento eu to louca pra ler esse livro. Já vi tudo quanto é tipo de opinião sobre ele, e agora mais a sua super positiva. A capa realmente é linda.

Fábrica dos Convites disse...

Oi Priscila, quando este livro foi lançado, não me interessei por ele. felizmente as resenhas começaram a sair e pude mudar de ideia, Agora faço parte do time que quer ler.
Bjs, Rose.

drielymeira disse...

Gente eu amo esse livro! Foi um dos melhores livros que li esse ano, sem contar que a capa é mesmo maravilhosa! Mexeu bastante comigo ♥

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D