Resenha: Eleanor e Park (Rainbow Rowell)

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015



Título: Eleanor e Park
Autor: Rainbow Rowell
Edição: 1
Editora: Novo Século
ISBN: 9788542801255
Ano: 2014
Páginas: 328



Sinopse: Eleanor é a nova garota na cidade, e ela nunca se sentiu mais sozinha. Todas as roupas estranhas, cabelo ruivocaótico, e uma vida familiar cheia de problemas, ela não poderia ficar mais de fora nem se tentasse. Então ela senta no ônibus ao lado de Park. Calmo, cuidadoso e - aos olhos de Eleanor - impossivelmente legal, Park acredita que ficar fora do caminho é o melhor jeito de sobreviver ao colegial. Devagar e instantaneamente, através das conversas tarde da noite e uma grande pilha de fitas, Eleanor e Park se apaixonam. Eles se apaixonam do jeito que sempre é a primeira vez, quando se tem 16 anos, e não há nada e tudo a perder. Ambientado no ano escolar de 1986, Eleanor & Park é engraçado, triste, chocante e verdadeiro, uma viagem nostálgica para quem nunca esqueceu seu primeiro amor.



                     Esse foi um dos presentes de aniversário que eu ganhei esse ano, na verdade ganhei todos os livros publicados no Brasil pela Editora Novo Século, da Rainbow Rowell, quem acompanha o blog viu minha resenha de Fangirl e sabe que eu me apaixonei irrevogavelmente por aquele livro e fui já com o coração cheio de amor ler Eleanor e Park.


                       Eleanor é uma ruivinha de dezesseis anos que é nova na cidade, ela é gordinha e esquisita totalmente fora dos padrões, ou seja, ela é o alvo de zoação da galera, principalmente da popular  Tina. Park é um mestiço, mistura de coreano e americano, ele gosta de quadrinhos, tem uma família aparentemente boa e tenta se manter longe de problemas. Quando Eleanor senta do lado de Park no ônibus, eles viram amigos e depois um pouco mais que isso. Porém, ela não tem uma vida fácil, morando com um padrasto abusivo e uma mãe passiva, eles não podem ficar juntos, mas Park é a única lus na vida de Eleanor.

                     Meu coração ainda tem um buraco do tamanho do punho dessa autora maldita. A narrativa é alternada entre os dois personagens principais, assim nós sabemos tudo que ambos sentem. Sim, você vai se apaixonar por essa menina sofredora e por esse rapaz apaixonado, sim seu coração vai ser quebrado em milhões de pedacinhos ao final desse livro, Não, essa maldita autora não irá escrever uma sequência.

                       Ao terminar esse livro minha impressão é que eu tinha perdido meu primeiro amor de novo, todo o sofrimento, toda a inocência, toda a felicidade quebrada. Você se sente desamparado, sem saber pra onde correr, você quer consolar Park e quer colocar Eleanor em um potinho e protegê-la de todo o mal do mundo. É incrível como a Rainbow Rowell nos faz amar e nos identificar com esses personagens, o livro é recheado de passagens lindas, singelas e cheias de sentimentos e você sente cada um deles, o desamparo de Eleanor, a insegurança de Park, o jeito como ambos se sentem deslocados nesse meio onde vivem, seus problemas com os pais, a falta de amor na família dela e a sobra dele na vida dele. A negligência, a pobreza, a violência, o abuso é tudo muito amplificado visto pelo ângulo dos dois.  São assuntos sérios que são abordados nesse livro e que nos fazem refletir quantas Eleanores existem por aí.

                         Minha única ressalva é o final, já falei aqui o quanto eu ODEIO finais abertos e o que a Rainbow faz? Termina no clímax, juro que eu pensei "ESPERA FALTA MAIS 50 PÁGINAS! TÁ ERRADOOO" mas não estava ela realmente parou e disse que o livro termina ali e que não terá continuação. Aí vocês me perguntam: como não ter vontade de bater nessa autora? Não sei, por que eu to me controlando aqui para não chamar ela de nomes não muito educados.

                          

                       

                              Essa capa é tão linda e singela, eu amo os personagens de costas e adorei os desenhos. A diagramação também está tão linda, cheio de detalhes nas contracapas e com a fonte do tamanho ideal, com as folhas amarelas, enfim a leitura flui muito fácil. Gente, leiam já com o aviso de que vocês vão sofrer. 
                 

3 Comentários:

aninha disse...

ai não quero ler não =/ mentira quero sim, desde o lançamento que só vejo resenhas positivas mas a sua jogou a real (vc como sempre <3) é real, é sofrimento, é crescimento, acho que Eleanor vai me fazer chorar pq sei que vou me identificar com certas situações. a capa é de uma simplicidade linda. ainda não li nada da Rainbow, tenho quase certeza que vou começar por Fangirl, mas com certeza Eleanor & Park já está nos meus desejados.

Amanda Volpato disse...

Sou louca para ler esse livro, vivo vendo ele no instagram ou em resenhas dos blogs em geral e ele parece ser incrível!

Parabéns pela resenha, beijos

http://estantedorefugio.blogspot.com

Laiis disse...

Quero muito ler esse livro todo mundo fala super bem, mas tenho medo de criar muitas expectativas e acabar não gostando :/

http://oceanodelivros.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D