Resenha: Fangirl (Rainbow Rowell)

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015



Título: Fangirl
Autor: Rainbow Rowell
Edição: 1
Editora: Novo Século
ISBN: 9788542803686
Ano: 2014
Páginas: 424
Tradutor: Caio Pereira



Sinopse: Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme. Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou na vida realMas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto. Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiênciasSerá que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias?




                   Fangirl foi escrito pela Rainbow Rowell e publicado no Brasil pela editora Novo Século. Sabe aquele livro que você fica meses dois para ler, mas não acha ele barato em nenhum lugar? Meu caso de amor e ódio com esse livro foi exatamente assim e depois de muito chorar nas redes atrás ganhei de presente de uma amiga e foi um dos livros mais fofos e legais que eu li na vida.



                      Cath é fã no sentido mais literal da palavra, ela é fã de uma série de livros de magos chamada Simon Snow. Ela é uma conceituada autora de fanfic dentro do fandom de Simon e Baz e escreve sobre eles há vários anos. Cath é uma menina introvertida que tem problemas em se relacionar com as pessoas, ela tem uma gêmea que é seu oposto chamada Wren. Agora elas estão indo para a faculdade, Wren quer começar uma nova vida totalmente diferente e longe da irmã, já Cath terá de se adaptar a uma nova realidade, sua companheira de quarto Reagan e o namorado dela Levi.

                      Juro que eu tentei fazer toda essa resenha sem isso porém não foi possível então 




                  Dados os devidos ataques de fofura, vamos falar sobre o livro, a narrativa é feita em terceira pessoa com enfoque em Cath, que é atrapalhada, nerd, introvertida e extremamente fofa. Ela não é reclamona, na verdade eu a acho uma personagem extremamente forte.

                       Além da narrativa normal ao fim e começo de cada capítulo temos trechos dos livros de Simon Snow e das fanfics escritas por Cath, além de sua fanfic atual que irá ser lançada pela Rainbow Rowell em breve, Vá em Frente. Eu particularmente, achei isso genial, eu amo ler fanfics, tenho grandes amigas que traduzem e escrevem e se você faz parte de algum fandom com certeza também já leu algo do gênero. 

                          O enredo é todo divertido, fofo e cativante desde o início dá para sentir qual vai ser o casal formado no livro, mesmo que você não queira admitir você torcerá por Cath e Levi desde o primeiro momento, eles são opostos. Levi é sorridente, gosta de flertar e não é de ler, já Cath não sorri para todos, gosta de ler e escrever e é a típica nerd, de alguma forma Levi deixa Cath incomodada e é exatamente disso que ela precisa de alguém que a tire de dentro da concha onde vive. Além da dinâmica dos dois ainda há coisas acontecendo na vida de Cath, sua irmã é uma personagem detestável, mimada e manipuladora, que trata de deixar você com raiva desde o primeiro instante. Ainda há problemas com o pai delas que tem um tipo de transtorno maníaco de ansiedade e a mãe que os abandonou, mas depois de anos resolveu que seria legal tirar aquele incômodo sentimento de culpa e procurar as filhas. 

                     É o tipo de história que te prende do começo ao fim e que por você nunca pararia de ler, ao final eu saí desesperada que achei tudo muito aberto, mas uma amiga me falou que a autora já disse que irá escrever mais dois livros sobre Cath ou seja ainda há felicidade no mundo.

                     Que capa incrível, se na foto você já achou pessoalmente ela é mais bonita ainda, eu amo essa cor e os desenhos tem absolutamente tudo a ver com o clima do livro. A diagramação também está incrível. Enfim, vocês precisam parar de fazer o que estão fazendo agora mesmo e irem ler esse livro.

| comente (:

Carolina Durães disse...

Oi Priscila, tudo bem?
Adorei a sua resenha, ela ficou tão fofa quanto a sua impressão do livro.
Ainda não tive a oportunidade de ler Fangirl, mas ele está entre os meus desejados. Também estou esperando que o preço dele diminua um pouco para adquirir.
Bjkas

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D