Resenha: Billy e Eu (Giovanna Fletcher)

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015



Billy e Eu
Giovanna Fletcher
Ano: 2014
Páginas: 368
Editora: Phorte Editora
Billy e Eu - Quando você tem o namorado dos sonhos tudo deve estar perfeito, certo? Então, por que não está? Questiona Sophie May. Quando Sophie e Billy se conheceram e se apaixonaram, ela pensou que estava vivendo em um conto de fadas. Afinal de contas, Billy é um ator, um galã adorado por adolescentes em todo o mundo - e ele ama Sophie. Ela é a única garota para ele.


Bom, acabei de ler, neste exato minuto, o livro de estreia de Giovanna Fletcher, esposa do vocalista da boyband McFly, Tom Fletcher. E é com lágrimas nos olhos que venho aqui escrever esta resenha para contar pra vocês tudo que senti ao ler este chick lit que eu peguei simplesmente pela capa, sem saber nada sobre a história. Mas vamos lá...

A história se passa na pacata e pitoresca cidade de Rosefont Hill, onde todos se conhecem desde sempre e nada passa despercebido. Quando os rumores de que uma nova adaptação para o clássico de Jane Austen, Orgulho e Preconceito, seria filmada na cidade, houve um rebuliço por parte dos habitantes para saber quem faria parte do elenco, e as moçoilas das redondezas começaram a especular quem faria o papel do charmoso Sr. Darcy.

Para Sophie May isso era uma blasfêmia! Como poderiam estragar assim um de seus livros favoritos? Se ao menos o Sr. Darcy fosse interpretado por Jude Law. Sophie trabalha na casa de chá da cidade, a Tea-On-The-Hill, um charmoso local que pertence à pessoa mais bondosa e fofa que ela conhece, Molly Cooper. Sophie começou a trabalhar na casa de chá há oito anos atrás quando sua vida estava de cabeça para baixo, logo após a tragédia que abalara para sempre a sua vida e de sua mãe. Molly ensinou tudo a Sophie e as duas se tornaram melhores amigas, apesar da enorme diferença de idade entre elas.

Então, em um dia normal na casa de chá aparece um estranho rapaz de beleza estonteante e que não parava de encarar Sophie. A moça fica encantada, mas é muito tímida para conversar com ele. Mas ele não é tímido coisa nenhuma e acaba se aproximando dela e puxando conversa. Até que ela descobre que ali está o sr. Darcy do filme. Começam então um flerte que culmina em um encontro e em seguida engatam em um relacionamento. Mas como será quando as filmagens acabarem? Será que Billy Buskin, a promessa do showbizz, ainda vai querer algo com Sophie, uma garota tão comum?

Ai gente, chorando até agora viu! O livro é dividido em quatro partes e EU meio que dividi ele da seguinte maneira:

1- Antes de Billy;
2- Depois de Billy;
3- Quando foi que tudo começou a dar errado?;
4- É hora de rever prioridades.

O livro é um chick lit muito fofo. Tem partes muito engraçadinhas mas a maior parte é mostrando quantas mudanças ocorreram na vida de Sophie desde que Billy, o famoso galã do cinema, entrou em sua vida. Como é a vida por trás das câmeras, o fato de sempre ser reconhecido em qualquer lugar que fosse e sempre ter alguém espionando e expondo sua vida para quem quer saber.

Sophie não lida muito bem com o fato de namorar um ator famoso e surta em determinados momentos da história. Ao passo que eu ia lendo ficava pensando: ah que guria irritante, ela sabia como seria namorar um cara famoso com todas as mulheres mais lindas do mundo dando em cima dele, ela sabia o tempo todo que seria um desafio e que teria que engolir muitos sapos para ficar com ele. Sim, ela poderia saber, mas viver aquilo é claro que seria infinitamente pior. Eu só consegui entender a Sophie quando terminei de ler e fui refletir, pois na hora achei as reações dela muito exageradas e impulsivas, de fato foram, mas pensando bem, provavelmente as minhas seriam bem piores.

Billy me passou ingenuidade, um rapaz familiar e que caiu de paraquedas no mundo do showbizz e que está colhendo os frutos do que plantou, está sendo um dos atores mais cotados para os melhores projetos e até foi indicado a um famoso prêmio em Londres, concorrendo a categoria de melhor ator. Billy é completamente apaixonado por Sophie e ficamos convencidos disso desde o primeiro momento. Apesar de ele ser extremamente expansivo com as colegas de trabalho, sabemos que ele ama a Sophie e faz de tudo para deixá-la segura sobre seus sentimentos e que ela não precisa se preocupar, porque ele é louco por ela.

As coisas começam a ficar difíceis entre eles pois Sophie internamente não aceita certos papeis que Billy está pegando, mas ela não quer dizer e parecer que está querendo mandar na carreira dele. Então a jovem vai ficando infeliz pois se sente excluída no meio de todas aquelas celebridades. A última parte do livro é muito intensa e eu chorei praticamente durante toda a parte 4. Não só pelos problemas que Sophie e Billy passam mas por outras coisas que vão acontecendo paralelamente à história dos dois personagens principais. 

Sobre a edição da Editora Phorte, é bem simples, é do mesmo material do paperback americano, aquele papel de jornal e sem orelhas, capa molinha. Diagramação está ok e a revisão até que está boa, achei só uns errinhos de digitação. A capa é igualzinha a edição original da Penguin, lindinha demais. Recomendo Billy e eu para os chick lit lovers e pessoas que procuram um romance fofo que te faça suspirar por horas a fio. Leiammmm!!! 


7 Comentários:

Daisy NuvemdeLetras disse...

Olá Jordana tudo bem?

Ganhei um sorteio do seu blog em parceria com o da Revista Galaxy (esse aqui: http://www.feedyourhead.com.br/2014/09/promocao-aniversario-de-3-anos-da.html) faz um tempão, mas desde o final do ano estou em contato com a Marina do site R.Galaxy já que um dos livros que ganhei não chegou.

Cobrei ela várias vezes e dessa última, ela me disse que seu blog tinha ficado responsável de me enviar o livro, que ela tentou contato com você, mas até agora nada.

Achei o seu blog e estou tentando entrar em contato com você por aqui.

O livro que não chegou é o Quando Tudo Volta.

Poderia por gentileza entrar em contato?

Obrigada e no aguardo,
Daisy.

Pode mandar no meu facebook (https://www.facebook.com/daisy.nuvemdeletras) ou a Marina tem meu e-mail pessoal.

Dana Silva disse...

Olá Daisy, segue o código de rastreio Re749416878br.

abs

aninha disse...

aawwnn Dana <3 conheci esse livro através de uma amiga no twitter que é super fã do Mcfly, mas não sabia que o livro era tão bom! tem uma história bem estruturada, e se é um chick lit que faz chorar, já quero! essa capa é muito amor! é a primeira resenha que leio sobre ele e já quero! bj!

Nardonio Alves disse...

Posso estar enganado, mas esse chick lit é um pouco diferente dos outros, pois, senti uma carga dramática um pouco mais forte nele. E as partes divertidas, ficaram mais para segundo plano. Mesmo assim, não dispenso um bom exemplar do gênero, e por ser o livro de estreia da autora, merce ter uma chance.


@_Dom_Dom

Ingrid Sodré disse...

Eu não acompanho a banda McFly, por isso que não sabia que a esposa do Tom era escritora. D: Logo de cara é perceptível que o livro é um chick lit, né? A capa entrega. rs Infelizmente, não me interessei. Só de ler sua resenha, fiquei irritada com a protagonista, embora no final, suas reações ficam mais compreensivas.

Daisy NuvemdeLetras disse...

Tks!!!!!!!!!!! <33

Gabriela Az disse...

Amo chick lit. E já me apaixonei por Billy, quero viver um romance fofo como o deles, mas não significa que precise ser com uma celebridade, né?

Gostei muito da resenha, uma vez eu assisti aquele filme Starstruck, e gostei muito dos dois personagens, e já vi que vou amar ler esse livro. Tenho boas expectativas para minha leitura, e ansiosa para saber os acontecimentos que a fizeram chorar, haha, será que eu também vou? :3
Bjs Jordana!

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D