Resenha: O Duque e Eu (Julia Quinn) - Os Bridgertons Livro #01

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015



Título: O Duque e Eu
Autor: Julia Quinn
Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580411461
Ano: 2013
Páginas: 288
Tradutor: Cássia Zanon



Sinopse: Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.





                         O Duque e Eu foi minha primeira experiência com a autora Julia Quinn, o livro foi publicado no Brasil pela Editora Arqueiro, eu acabei conseguindo uma troca no skoob com ele já faz uns meses e ainda não tinha conseguido parar para ler a série.
             
                          Daphne Bridgerton é a quarta filha da família Bridgerton, atualmente ela está em seu segundo ano de debute, ou seja, é sua segunda temporada e ela precisa se casar. O único problema é que todos os pretendentes que ela arruma são muito velhos ou muito imbecis e os que ela se interessa só a veem como uma amiga. Até que Simon chega a cidade, ele é o novo duque de Hastings, ele não quer se casar, mas chegou na cidade bem na época do debute e todas as moças solteiras da cidade querem ser a nova duquesa e ele quer se livrar delas e principalmente das mães delas. Quando eles se conhecem Simon tem a brilhante ideia de fingir fazer a corte a ela, assim atraindo a atenção de outros pretendentes para ela e mantendo as solteiras longe dele. O único problema é que Daphne não é como nenhuma mulher que Simon conheceu, além de ser a irmã de seu melhor amigo, ela é espirituosa e ele sente uma atração quase irresistível por ela.

                     A narrativa é feita em terceira pessoa com enfoque em Daphne e Simon, suas angústias, seus medos, seus sentimentos. Adoro quando o autor escreve com essa distância dos personagens, é bom e as vezes é realmente necessário.

                       Eu adorei a personalidade de Daphne, ela é determinada, engraçada, leal e apaixonada. E eu amo mocinhas assim, ela sonha em ter uma família e se apaixona logo por um homem que não compartilha desse sentimento e mesmo assim ela não desiste. Já Simon é turrão, teimoso, mas extremamente leal e apaixonado assim como ela, ele não sabe muito bem como lidar com esse sentimento que é totalmente novo para ele.

                       É um romance histórico sim, então temos muitos costumes do século passado como o fato da mocinha não saber nada sobre sexo, a boa e famosa reputação que pode ser arruinada e isso é muito legal, pois é diferente dos nossos costumes.

                     Apesar de ter essa modelo e tal, eu gosto dessa capa ela é simples e bonita. A diagramação está maravilhosa, com o pacote completo para uma boa leitura. Vou ler a série completa em breve volto com as outras resenhas.

5 Comentários:

Ingrid Sodré disse...

Ouço muito sobre essa série da Julia Quinn, em especial do livro "O Visconde que me amava", já li várias resenhas dele, mas essa é a primeira que leio sobre "O Duque e Eu". Não sabia que os livros da Quinn são originalmente de banca. Fiquei sabendo quando li uma resenha sobre um dos livros da série. Bom, pelo que li sobre os livros dela, trata-se de romances bem estruturados, embora tenha seus momentos clichês. O bom é que, pelo que pude perceber, os livros podem ser lidos sem precisar necessariamente dos anteriores. Estão fazendo muitas séries assim o que é muito bom, na minha opinião. Concordo, as capas dessa série são simples, porém impecáveis. Acho que combinou bastante com a proposta dos livros.

aninha disse...

amo Julia Quinn num grau!! <3 fiquei feliz de vc ter gostado! Daphne e Simon são umas figuras, duas personalidades fortes, amo como eles vão aprendendo um com o outro. leitura super fácil, com drama, humor, tudo na medida! as capas são simples mas de muito bom gosto. e ela vem pra bienal T__T gosto muito dos livros dela, tô bem ansiosa para ler o livro 5! bj!

Lívia Christine disse...

Li e gostei, porém não consegui gostar dela como gosto da Hannah e da Lisa.. Vou tentar ler o segundo pra ver se ela me toca kk

Gabriela Az disse...

já li algumas resenhas da Julia Quinn, mas a capa não me atrai muito. Não leio muito romances históricos pelo fato de ter uma leitura bem cansativa, mas sempre que tenho uma oprtunidade eu dou uma chance, e acabo lendo, espero que seja assim com "O Duque e Eu"

Nardonio Alves disse...

É muito legal quando pegamos um livro e vemos que o autor mergulhou na época em que ele resolveu retratar. Isso nos deixa muito mais envolvidos na trama. Ainda não cheguei a ler nada da Julia Quinn, mas tenho vontade. Pelo que vi nessa resenha, a protagonista feminina foi muito bem desenvolvida. Ainda bem, pois não suporto personagens mimizentas/chatinhas.

@_Dom_Dom

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D