Sexta Nacional: Belleville (Felipe Colbert)

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015



Título: Belleville
Autor: Felipe Colbert
Edição: 1
Editora: Novas Páginas 
ISBN: 9788581634111
Ano: 2014
Páginas: 304


Sinopse: Se pudesse, Lucius aterrissaria em 1964 para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai! De quebra, ajudaria a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino. Claro que conhecer de perto os lindos olhos verdes que ele viu no retrato não seria nenhum sacrifício... Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou. Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão – e para um pedido de socorro...


                     Belleville foi escrito pelo Felipe Collbert e publicado pelo selo Novas Páginas da editora Novo Conceito. Confesso que li esse livro sem expectativas e meio que me decepcionei um pouquinho. Quem acompanha o blog sabe o quanto eu sou cricri com livros nacionais.


                      Lucius acabou de se mudar para Campos do Jordão para fazer faculdade de matemática. Ao chegar ele se depara com algo inimaginável a carta de uma ex-moradora, chamada Anabelle, que faz um pedido inusitado: que ele construa uma montanha russa no quintal. Quando ele decide escrever uma carta repassando o pedido para o próximo morador, ele se surpreende, pois Anabelle responde a ele 50 anos antes no tempo.

                     A narrativa desse livro é todo em primeira pessoa, com pontos de vista alternados entre Anabelle e Lucius, com passagens de tempo de cinquenta anos entre os protagonistas.

                     Definitivamente esse livro não me pegou apesar de ter lido ele até de forma rápida, primeiro por que ele me lembrou muito aquele filme A Casa do Lago e é muito ruim ficar comparando uma coisa com a outra, porém não pude deixar de imaginar. Outra coisa foi por que infelizmente o romance simplesmente não me convenceu, quem me conhece sabe que para uma mocinha ser inocente ela tem que convencer e Anabelle realmente não conseguiu fazer isso comigo, simplesmente ela era passiva demais diante de toda a situação em que vivia, lógico que eu levei em consideração tudo que ela passou e o tempo em que ela vivia, porém mesmo assim em minha mente imaginei no mínimo algumas saídas para que as coisas não chegassem onde chegaram. Já Lucius como falei o amor que ele sentiu por Anabelle não me convenceu, ele me pareceu muito mais um rapaz sem um propósito na vida e que quando encontra isso se apaixona pela ideia do que pela mulher. 

                          Juro que eu tentei, porém não rolou mesmo. Acho que não consigo me envolver demais com histórias assim de amor que surgem do nada se realmente não forem completamente arrebatadoras. A escrita do Felipe até que é bem fluída, tanto que como falei li o livro até muito rápido.

                           A capa pra mim é meio assustadora, parece capa de livro de terror. A diagramação está bem satisfatória, com fontes diferenciadas pelas cartas, fonte de um tamanho bom, folhas amarelas. Enfim, acho que cada um tem que ler para tirar suas próprias conclusões.
                      

4 Comentários:

Ingrid Sodré disse...

Achou a capa assustadora? Haha. Eu acho bem bonita. D: Mas confesso que fiquei meio confusa a respeito da história, achei bem estranho. Construir uma montanha russa no quintal? O que é isso, Phineas e Pherb? Hahahahaha.

aninha disse...

desde a época do lançamento que achei esse livro um tanto insosso. a primeira coisa que me veio a cabeça quando li a sinopse e vi algumas resenhas foi justamente A Casa do Lago. quem sabe no próximo livro o autor consiga engatar, não senti nenhum "tcham" na história. a capa é muito sem graça =/ nunca digo que não vou ler um livro, se aparecer oportunidade eu leio sim, mas não será uma prioridade. bj Pri!

Gabriela Az disse...

Pri, sobre a capa parecer de livro de terror: haha sério? Bom lebando em consideração a personagem AnaBelle, mas ao meu ver achei a capa muito linda, principalmente com as cores neutras. Mas acho muito legal a percepção que cada um tem :D
Mas enfim, quero muito ler esse livro já faz um tempo, desde que lançou mas a até hoje não tive a oportunidade :/. Mas segundo a sua resenha, tenho um certo receio, principalmente por você assimilar com a Casa do Lago.
beijos pri

Nardonio Alves disse...

Que pena que esse livro não te agradou assim. Mas é complicado quando não vamos com muitas expectativas em relação ao livro e, mesmo assim, acabamos nos decepcionando. A sensação de ficar comparando uma obra com a outra também não é legal, mas sei que isso é inevitável. Uma pena que esse livro não funcionou com você.

@_Dom_Dom

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D