Resenha: Dias de Sangue e Estrelas (Laini Taylor) - Feita de Fumaça e Osso - Livro #02

segunda-feira, 20 de abril de 2015



Título: Dias de Sangue e Estrelas
Autor: Laini Taylor
Edição: 1
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580574067
Ano: 2013
Páginas: 448
Tradutor: Viviane Diniz


Sinopse: Dias de Sangue e Estrelas - Karou, uma estudante de artes plásticas e aprendiz de um monstro, por fim encontrou as respostas que sempre buscou. Agora ela sabe quem é - e o que é. Mas, com isso, também descobriu algo que, se fosse possível, ela faria de tudo para mudar: tempos atrás Karou se apaixonou pelo inimigo, que a traiu, e por sua culpa o mundo inteiro foi punido. Na deslumbrante sequência de Feita de fumaça e osso, ela terá que decidir até onde está disposta a ir para vingar seu povo. Dias de sangue e estrelas mostra Karou e Akiva em lados opostos de uma guerra ancestral. Enquanto os quimeras, com a ajuda da garota de cabelo azul, criam um exército de monstros em uma terra distante e desértica, Akiva trava outro tipo de batalha: uma batalha por redenção... por esperança. Mas restará alguma esperança no mundo destruído pelos dois? 



                          Dias de Sangue e Estrelas segundo volume da trilogia Feita de Fumaça e Osso, escrito pela Laini Taylor e publicado no Brasil pela Editora Intrínseca.


                                    Depois de descobrir quem e o que é através de Akiva, Karou foge para Eretz para tentar encontrar seu povo. Enquanto isso Akiva volta para os irmãos e descobre que o imperador esta escravizando as Quimeras e matando inocentes por todo o território de Eretz. No mundo humano Karou trabalha junto ao Lobo Branco, Thiago para trazer de volta um pequeno exército, a sede de vingança dela pela morte da família sufoca o amor avassalador que sente.

                            A narrativa continua sendo em terceira pessoa com enfoque em vários personagens, no caso são Karou, Akiva, Zuzana e alguns outros, também temos flashbacks do passado principalmente de Karou e Akiva.

                           Continuando a saga do livro passado ainda temos uma Karou bastante humanizada, ela sente raiva, e a vingança pulsa em seu sangue. É estranho dizer que ela faz a mesma coisa que Akiva, mas acho que isso foi preciso e ficou bem encaixado na história até por que existem situações que só conseguimos entender quando já passamos pelo mesmo. Por isso acho que sim essas situações que Karou passa em Dias de Sangue e Estrelas foram necessárias para que ela pudesse entender Akiva.

                              Já Akiva gente, não tem como, mesmo desprezado, largado, jogado ao vento pelo grande amor de sua vida ele ainda é a melhor pessoa dessa série. Sim, ele é um anjo emo, sim ele é muito sentimental, mas esse contraste dele mais sentimental com ela mais forte e insensível dá sim um diferencial para a trilogia.

                               Essa capa é LINDA! Sério, a grafia, a imagem da capa é muito bonita mesmo, na minha opinião. A diagramação está  ok.  Enfim, em breve volto com a resenha do terceiro livro.
                           


2 Comentários:

aninha disse...

como eu quero ler essa série! só li o primeiro livro amei <3 gosto da personalidade de Karou, e bom saber que ela continua forte e amadurecendo. Akiva dá vontade de levar pra casa <3 acho ele o equilíbrio perfeito até onde li. o que falar dessas capas maravilhosas!! essa é a mais bonita da trilogia! esse tom de vermelho com o preto ficou perfeito! quero muito demais ler logo essa trilogia ;)

Fábrica dos Convites disse...

Oi Priscila, a capa não só deste livro, mas desta série são lindas, não vejo a hora de conhecer a série.
Bjs, Rose.

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D