Resenha: Sonhos com Deuses e Monstros (Laini Taylor) - Feita de Fumaça e Osso #Livro 03



Título: Sonhos com Deuses e Monstros
Autor: Laini Taylor
Edição: 1
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580576375
Ano: 2015
Páginas: 560
Tradutor: Viviane Diniz



Sinopse: Sonhos Com Deuses e Monstros - Dois mundos se equilibram na iminência de uma terrível guerra. Na Terra, os humanos recebem com êxtase os anjos e seu imperador, que pretendem angariar armas para um combate maligno. Jael nem desconfia de que, em Eretz, quimeras e Ilegítimos ensaiam unir forças na tentativa de alcançar a paz. Karou assumiu o controle da rebelião quimera e, ao menos na batalha contra o inimigo em comum, está, finalmente, ao lado de Akiva. É uma versão distorcida do tão antigo sonho dos dois, uma esperança de futuro para seus povos. E, talvez, para o amor que eles sentem renascer.


            
                 Último volume da trilogia Feita de Fumaça e Osso, Sonhos com Deuses e Monstros foi escrito pela Laini Taylor e publicado no Brasil pela Editora Intrínseca. Fiquei um pouco decepcionada com esse livro, pois tinha expectativas um pouco altas para ele.


                     Uma guerra está para começar, agora anjos e quimeras começam a trabalhar juntos para construir um futuro em que as duas raças possam trabalhar juntas. Para isso eles terão que enfrentar guerreiros e muita tensão ainda está por vir, segredos serão revelados e Karou e Akiva podem não conseguir seu final feliz, pois o povo da mãe dele pode vir a atrapalhar assim como antigos guerreiros a muito perdidos escondem ainda segredos que colocarão a vida de toso em risco.

                       A narrativa segue o padrão das outras, agora temos uma nova narradora misteriosa que divide com Karou e Akiva as páginas desse livro. Isso me incomodou desde o começo, parece que nesse último volume Laini Taylor quis colocar uma história paralela que por mais que se encaixe no final, a história dela durante todo o livro parece deslocada.

                     Essa nova história que surge foi outro ponto que me incomodou e muito, ok que muita coisa da cultura dos anjos se perdeu durante a rebelião das quimeras, porém existem histórias que são passadas de geração em geração na oralidade e a autora parece não ter feito seu trabalho de casa corretamente. Mesmo deturpada e cheia de furos, a história dos sentinelas deveria ter chegado aos dias atuais de alguma forma, mesmo em forma de lenda.

                       Agora falando um pouco de nosso casal, eu achei que quase a autora não fosse conseguir convencer de eles ficando juntos, porém no último momento ela conseguiu. As relações de ódio de Karou para com Akiva vinham tão latentes e verdadeiras desde o último livro que um perdão parecia quase impossível. No final, temos apenas a sensação de esperança, mas não um final completamente feliz, o que dentro das relações tensas que ela construiu está satisfatório.

                        Esse livro ficou muito corrido, foram muitas informações para um livro só e infelizmente na minha opinião não ficou nada muito bem explicado.

                        Adoro as capas dessa trilogia e essa também está linda. A diagramação também está ok. Enfim, a trilogia num geral e boa, mas o último livro é decepcionante.
                      
                    
1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

  1. que pena que Laini Taylor se perdeu justamente no último livro da trilogia. =/ muita informação sem ter um equilíbrio com a história já contada, fica assim solto, vago. pelo menos teve Karou perdoando Akiva. a capa é maravilhosa, mas continuo achando a capa do livro 2 a mais bonita da trilogia. quero sim ler os dois últimos livros, mas já vou sabendo que desse, eu não posso esperar muito.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!