Feed Your Beauty: Batom líquido matte é febre mesmo?

sábado, 2 de maio de 2015



Olá meu povo e minha pova!  Vocês ainda lembram de mim? Hahaha!

Bem, eu acho que devo a todos um pedido de desculpa pelo meu sumiço. É que infelizmente minha gatinha Chupa-Cabra resolveu tirar as duas últimas semanas para testar meu risco cardíaco. Nada como operar uma felina quase obesa aos 9 anos, né? Apesar de tudo ter dado super certo na cirurgia, existiu algo bem tenso nos meus últimos dias... O pesadelo pós-operatório!

Dar medicação para gatos... Uma imagem que traduz tudo!
Susto passado e tendo minha "Chuchu" outra vez saudável, estava mais do que na hora de voltar a escrever por aqui, certo?

Então, nada como reestrear a coluna do  Feed Your Beauty com o item de maquiagem mais famoso: o batom! Em especial, falar um pouco sobre os batons líquidos matte, que estão super em voga ultimamente, com a proposta de agradar as moçoilas mais exigentes com cores vibrantes, opacas e que não precisam ser retocadas o tempo todo. Há que diga que até a rapaziada está curtindo essa nova proposta, afinal, nada como poder beijar as meninas sem ter o risco de parecer o Palhaço Bozo depois!

Bem, o batom matte (ou opaco/fosco) já é um velho conhecido de outros carnavais. Os primeiros exemplos foram lançados ainda nos anos 40 e  foram super enfatizados pelas pin-ups, que sempre adornavam as paredes dos quartéis durante a Segunda Guerra.

Battie Page, a verdadeira pin-up arrasando com seu Ruby W... não pera!
Depois disso, somente nos anos 80 (já disse que adoro essa década?!) os batons fosco voltaram com força total. E agora ganhando outras tonalidades como vinho, bordô e rosa. O charme da maquiagem nessa época era olhar beeeem cintilante e boca escura e opaca. Basta fazer uma breve busca no Google para notar e rir muito das maquiagens de divas como Cindy Lauper, Madonna e Whitney Houston nessa década. 

Já gloss, precursor do batom líquido, também tem sua carga histórica. Nas festas Disco por volta de 1970 ele também já era sucesso garantido. Mas, somente nos anos 2000 que alguém teve a brilhante ideia de criar um batom no formato de tubinho com pigmentações mais fortes. Por serem práticos e dar perfeição na hora de aplicar, esse novo formato caiu bem no gosto da mulherada.

Até que no final de 2010, com as tendências de moda (e consequentemente de maquiagem) ficando cada vez mais cleans foram criados os primeiros batons líquidos nessa textura bem fosca. Foi notório nos editais de moda o quanto esse efeito fez sucesso, sendo cada vez mais requisitado pelos maquiadores.

E aqui estamos, quase cinco anos depois, onde todas as empresas de cosméticos estão lançando esses produtos e vendendo como banana na feira! 

Até a M.A.C, conhecida por estar sempre na vanguarda, não resistiu e lançará em breve sua coleção líquida matte 
Confesso que eu estou completamente viciada nessas versões de batom. São muito mais práticos, bonitos e possuem um acabamento mais marcante do que os tradicionais. Sem contar que como eles praticamente "grudam" nas beiçolas, não incomodam nem um pouco ao fazer um lanche e até mesmo escovar os dentes. Amor puro, verdadeiro e incondicional. 

Abaixo, uma amostra da minha coleção de batons líquidos fosco. De antemão, sorry pela péssima qualidade das fotos de celular =/


Minha coleção gigante de batons líquidos #sqn

Entre marcas importadas e nacionais, são nove batons que venho usando direto por conta da facilidade!
Swatches da esquerda para direita: Sapatilha- Dalius PRO; Wicked - Limecrime; Monte Carlo - NYX; Veveli - Quem Disse Berenice?;  Keep in The Flame - Maybelline; Marrondili - Quem Disse Berenice?; Keep it Red - Maybelline; Pink Velvet - Limecrime e San Paulo - NYX

Resultado dos batons cinco horas depois, tendo lavado louça e sujado a lateral da blusa!
Estou bastante ansiosa pelos próximos lançamentos nacionais, os quais estão surpreendendo positivamente em relação á qualidade e preço desses produtos. Não são tão caros, variando entre R$ 14 até R$ 32 e a qualidade supera e muito a de alguns gringos. Vide na foto acima como os batons da NYX (o terceiro e o último da esquerda para direita) não aguentaram o mesmo tranco.

Tenho que admitir: sou viciada em batons e nessa fórmula então, nem se fala! E levando em consideração que eu sou uma mera fração entre o monte de aficionadas nesse tipo de batom, posso garantir a seguinte resposta para o questionamento feita no título dessa postagem: batom liquido matte Dá quarenta graus de febre. Queima pra valer. Queima pra valer! Vale a pena investir porque essa febre tá pior que a Dengue e a Chikungunya juntas! Só não vale ser a louca consumista e sair comprando cores que não tem nada a ver com o seu estilo, tá?

Então, quem quiser aproveitar essa onda, basta fazer como Chupa Cabra e ser uma diva do batom opaco!

Sério que ela postou essa foto  minha em um blog alheio????

Beijos e até a próxima!!!!







2 Comentários:

Marcela Malheiros disse...

Kkkkkkk adorei amiga.... Chuchu seria li da mente a gata de Paola Bracho kkkk

aninha disse...

verdade, a onda dos batons líquidos veio com tudo! acho lindo, tenho o cereja berê da QDB, não sou muito fã de batons mais escuros, apesar de serem lindos, ñ combinam comigo. ñ dispenso ou uso batom ou um gloss =) sua gatinha parece com a minha! <3

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D