Resenha: Tudo que Um Geek Deve Saber (Ethan Gilsdorf)

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Tudo que Um Geek Deve Saber
ISBN: 9788581635545
Edição: 1
Ano: 2015
Autor: Ethan Gilsdorf
Editora Novo Conceito (Novas Ideias)
Páginas: 432

Tudo que um geek deve saber - O que significa ser um geek?
Por intermédio das suas reflexões e da viagem que decidiu fazer, Ethan Gilsdorf conta não somente a sua história, mas a da cultura pop. Jogador, na adolescência, de Dungeons & Dragons e fã de J. R. R. Tolkien, ele pegou a estrada para ir ao encontro de sua família . Nesse incrível tour, o autor viaja para a cidade natal do criador de D&D, Gary Gygax, veste uma fantasia para participar de um RPG e usa trajes medievais para encenar uma guerra em um encontro de nerds.
Ao longo de sua jornada, Ethan ainda visita as obras do castelo francês Guédelon, uma incrível fortaleza medieval que está sendo construída hoje com os mesmos recursos utilizados no passado, e viaja para a Nova Zelândia, onde conhece as locações das filmagens de O Senhor dos Anéis. Acompanhe Ethan Gilsdorf nesta jornada sem precedentes, que traz para a realidade a paixão pela fantasia e pelos jogos.


Oi pessoal! Sabem aquele livro que poderia ser a tradução de toda a sua vida, que você lê cada página e, mesmo antes de chegar ao final da frase já sabe o que vai acontecer? Pois bem, isso aconteceu comigo nesses últimos dias, quando tive a oportunidade de ler o excelente “Tudo que um Geek deve Saber”, lançamento da Editora Novo Conceito via seu selo Novas Ideias.

Escrito por Ethan Gilsdorf, esse livro descreve exatamente o que diz o título! Mas não pense que este se trata apenas de coisas obscuras e que apenas geeks (pessoas cujo gosto está voltado para tecnologia, internet, jogos, dentre outras coisas) conhecem. Muito pelo contrário, o livro parece mostrar aos leitores que nem sempre aquele fã de ficção científica ou jogador de RPG (RolePlaying Game, ou Jogo de Representação de Personagens, onde os jogadores imaginam ser personagens criados por eles em sessões que lembram uma espécie de teatro) ou vídeo-games é tão diferente das demais pessoas do universo, que se apaixonam como todo mundo e são, em geral, pessoas bem divertidas.

O personagem principal da história é o próprio Ethan que, desde criança, sempre foi considerado um geek por seus gostos. Enquanto infante, Ethan conheceu o RPG, jogo que o ajudou por diversas vezes a superar por problemas familiares, como o que surgiu após sua mãe ter sido constatada com um aneurisma e vem a falecer. A partir dai, Ethan passa a criar um mundo seu nos jogos, onde ele pode ser um mago imponente que solta fogo pela pontas dos dedos, ou um guerreiro com uma espada reluzente, destemido e forte, fazendo-o esquecer, mesmo que momentaneamente, que um mundo cruel e abastardo o espera para o cotidiano.

Mas como uma pessoa normal, os geeks também crescem. E ao crescerem, eles acabam tendo que arcar com as responsabilidades comuns de um adulto, como contas, trabalho e afins. Mas o agora Ethan adulto, desde que abandonara o hobby que tanto lhe acompanhou, passou a se sentir uma pessoa incompleta. E principalmente ele passa a sentir falta das sensações que vivia, atreladas às suas lembranças de outrora, como a aflição de ter de, no jogo, descobrir a saída de um enigma ou o alívio de derrotar um inimigo poderoso. E, dessa forma, ele resolve retornar ao mundo fantástico de outrora, mas agora não apenas de volta aos jogos, mas também  em uma verdadeira cruzada onde encontra diversas personalidades da cultura pop/geek como o criador do conhecidíssimo jogo de computador World of Warcraft, Sam Austin (o Sam de Senhor dos Anéis), volta a andar em grandes encontros de fãs das mesmas coisas, etc.

Tudo o que um Geek deve Saber possui uma linguagem fluida e uma história bem envolvente. Além de contar sobre suas viagens, Ethan Gilsdorf faz um paralelo com vários estudos sociológicos que buscam entender por que esse mundo de aventuras fantásticas lhe fizera tamanha falta, e por que até hoje ele angaria milhares de novos fãs. O livro é muito bem diagramado além de possuir uma capa para lá de simpática. É um prato cheio para você que, assim como eu e Ethan Gilsdorf, não abre mão desse fantástico mundo, mas pode se tornar desinteressante para quem espera por um romance mais convencional.


Grande abraço e até a próxima! 

| comente (:

aninha disse...

é um livro simpático. aliás o universo geek tem uma simpatia que é própria, tem toda uma cultura envolvida. é quase um resgate de como Ethan era, infelizmente a vida adulta cobra um preço e a gente acaba perdendo coisas simples que nos identificavam. mas ele achou o caminho da força (lol) e encontrou de novo quer ser geek é legal, é algo seu! a capa é um mimo <3 assim que eu puder eu leio sim.

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D